sábado, outubro 12

EM EDIÇÃO - ADVERTÊNCIAS CONTRA O ADULTÉRIO - Lição 02 - CPAD - 4º TRIMESTRE 2013

ADVERTÊNCIAS CONTRA O ADULTÉRIO
Lição 02 - CPAD - 4º TRIMESTRE 2013
Editor - Pr. Osiel Varela
Texto Áureo:
Provérbios 5. 15,18 Bebe água da tua (cisterna) fonte, e das correntes do teu poço. Seja bendito o teu manancial, e alegra-te com a mulher da tua mocidade. Almeida Corrigida e Revisada Fiel
Leitura Bíblica em Classe.
Provérbios 5. 1-6. FILHO meu, atende à minha sabedoria; à minha inteligência inclina o teu ouvido; Para que guardes os meus conselhos e os teus lábios observem o conhecimento. Porque os lábios da mulher estranha destilam favos de mel, e o seu paladar é mais suave do que o azeite. Mas o seu fim é amargoso como o absinto, agudo como a espada de dois gumes. Os seus pés descem para a morte; os seus passos estão impregnados do inferno. Para que não ponderes os caminhos da vida, as suas andanças são errantes: jamais os conhecerás. Almeida Corrigida e Revisada Fiel
EXÓRDIO 
“Pois quando a sabedoria entrar no teu coração, e o conhecimento for agradável à tua alma, O bom siso te guardará e a inteligência te conservará”.
O livro de Provérbios é tratado e dito, como nos informa as lições escritas, neste último trimestre, pelo pastor Josué Gonçalves.
O livro foi escrito pelo Rei Salomão, confirmado pelo próprio texto bíblico, pela Arqueologia e pelos estudiosos da Teologia cristã.
Provérbios 1. 1 PROVÉRBIOS de Salomão, filho de Davi, rei de Israel;
Ec 12.9 E, quanto mais sábio foi o pregador, tanto mais ensinou ao povo sabedoria; e atentando, e esquadrinhando, compôs muitos provérbios.
I - Um pouco da Divisão e Composição.
O livro foi compilado, após os ditos do seu compositor.
I Rs 4. 29-34 E deu Deus a Salomão sabedoria [...] E era ele ainda mais sábio do que todos os homens [...] E disse três mil provérbios, e foram os seus cânticos mil e cinco. Também falou das árvores, desde o cedro que está no Líbano até ao hissopo que nasce na parede; também falou dos animais e das aves, e dos répteis e dos peixes. E vinham de todos os povos a ouvir a sabedoria de Salomão ... da sua sabedoria.
Assim temos:
Capítulos 25 a 29 – compilados nos idos do rei Ezequias;
25.1 TAMBÉM estes são provérbios de Salomão, os quais transcreveram os homens de Ezequias, rei de Judá.
Os capítulos 30 e 31 foram compilados pelo sábio Agur e Lemuel (ou sua mãe).
30. 1   Palavras de Agur, filho de Jaque, o masaíta, que proferiu este homem a Itiel, a Itiel e a Ucal...
31. 1-4 Palavras do rei Lemuel, a profecia que lhe ensinou a sua mãe. Como, filho meu? e como, filho do meu ventre? e como, filho dos meus votos? Não dês às mulheres a tua força, nem os teus caminhos ao que destrói os reis. Não é próprio dos reis, ó Lemuel, não é próprio dos reis beber vinho, nem dos príncipes o desejar bebida forte;
O livro de Provérbios está dividido em sua disposição e pensamento expositivo do que Deus nos quer falar, como vemos mais abaixo, em sei (6) partes.
1 – aos filhos (1 a 7)
2 – o louvor da Sabedoria (8,9)
3 – a loucura do pecado (10 a 19)
4 – advertências e instruções (20 a 29)
5 – as palavras do sábio Agur (30)
6 – as palavras do rei Lemuel [ou de sua mãe] (31). Scolfield
Um livro no qual se observa a clássica beleza da estrutura da poesia hebraica.
Segundo o Bispo Lowth, é uma estrutura paralelística. Podemos encontrar estas formas em todo o livro.
PARALELISMO: Relação de equivalência, por semelhança ou por contraste, entre dois ou mais elementos. Em poesia, paralelismo é o termo que designa, habitualmente, a correspondência rítmica, sintática e semântica entre estruturas frásicas. Bispo Anglicano Robert Lowth.
Paralelismo (Gr. “lado a lado”) significa o fenômeno da aparente repetição das frases verificado em textos bíblicos. Agostinho; São Jerônimo.
O paralelismo que podemos encontrar, e entendido, no Livro, segundo Lowth:
Paralelismo sinômico. Prevalece nos Capítulos 16 a 22.16.
O coração do inteligente adquire conhecimento, e o ouvido do sábio busca a ciência”;
Paralelismo antitético – usando o contraste como ensino. Prevalece nos Capítulos 10 a 15.
‘“Fiéis são as feridas feitas pelo que ama, MAS os beijos do que aborrece são enganosos”.
Paralelismo sintético - usa proposições em forma semelhantes. Prevalece nos Capítulos 16 a 22.16.
“Os olhos que zombam do pai, ou desprezam a obediência da mãe, corvos do ribeiro os arrancarão, e os pintos da águia os comerão”.
Entre os ketubim [terceira parte das Escrituras Veterotestamentárias] o Livro de Provérbios tem um destacado lugar no gênero sapiencial (do latim sapientia, ou seja, "sabedoria"), como também o outro Livro temático deste trimestre, o Livro de Eclesiastes [aqui, nós encontraremos um conteúdo mais filosófico, na abertura do livro; como também tem um aspecto mais literário para as grandes questões da vida].
O livro de Provérbios vem para capacitar aos que o leem, na habilidade da forma de viver, na agudeza e nas qualidades necessárias para se enfrentar com êxito as contingências da vida, quaisquer que sejam.
Provérbios é um Livro que todos devem ler para saber viver, sob a consciência da moralidade, prazer e sintonia com Deus.
Encontramos nos ketubim e em especial em Provérbios duas formas de aprender a viver uma vida vitoriosa: a admoestação e a sentença. 

Além de outras formas de ensinar-nos: o poema sapiencial (Pv 1-9), a alegoria (Pv 5.5-19), o diálogo (Jó 3-31), a digressão no discurso (característica de Eclesiastes), e também a oração e o cântico de louvor (formas características dos Salmos).
Sobre o Tema.
Dizemos parafraseando:
-“Provérbios: ...as leis do Céu – A sabedoria de Deus - na Terra!” para termos uma vida de labor, mas vitoriosa.
É uma coleção de provérbios, ou ditos, com conteúdo da Sabedoria divina a ser aplicada às condições de vida antropológica, sob as condições terrestres, em situações dos mandatos dados ao homem, sejam eles;
-Sociais;
-Culturais;
-Científicos;
-Espirituais.
O livro é dividido em partes e segundo a ótica de ensino, com esta divisão sendo destinada a dar luz da Sabedoria segundo a fase e/ou sexo de cada leitor.
Assuntos que encontramos no Livro de Provérbios, que utilizaremos direta ou indiretamente neste trimestre;
Amizade
Contenda
Disciplina
Embriaguez
Estultícia
Generosidade
Gula
Inveja
Intemperança
Ira
Mentira
Orgulho
Piedade
Pobreza
Preguiça
Pureza
Riqueza
Sabedoria
II – Assunto da semana...
II - O tema desta lição é muito importante para todos.
Ele parte da advertência anterior, que encontramos no capítulo 4 quando instrui ao filho.
Diz ali o sábio Salomão: 10,11; 26 Ouve, filho meu, e aceita as minhas palavras, e se multiplicarão os anos da tua vida. No caminho da sabedoria te ensinei, e por veredas de retidão te fiz andar. Pondera a vereda de teus pés, e todos os teus caminhos sejam bem ordenados!
Esta é ótica que o leitor, e o aluno deste domingo e do trimestre devem observar para melhor entendimento das lições e quando se detiver em meditar neste Livro.
Segue-se após a advertência, em forma do dito anterior, que chama a atenção do instruindo, para que nós estejamos atentos, aquilo que Deus quer nos dar em forma de sabedoria de vida.
Se nós estivermos atentos, ou dermos atenção, ao que Deus nos fala, na forma de parábolas, então absorveremos tudo que a sua fala direta nos diz!
Jesus ensina em parábola.
Mt 13:35 - Para que se cumprisse o que fora dito pelo profeta, que disse: Abrirei em parábolas a minha boca;
Esta forma de ensinar é uma didática bíblica.
Deus nos ensina a andar, mas vindo Jesus, também nos fala de forma direta, o escritor da Epístola aos Hebreus nos diz, que hoje Deus nos fala pelo Filho.
Mr 4:34 - E sem parábolas nunca lhes falava; porém, tudo declarava em particular aos seus discípulos.
O proverbialista, agora, usa a forma prática para direcionar, o filho, daquilo que ele deve se afastar:
Alerta para uma vida vitoriosa - Vivenciada longe da concupiscência.
Gl 5:13 - Porque vós, irmãos, fostes chamados à liberdade. Não useis então da liberdade para dar ocasião à carne.
Uma vida livre, mas com condições de vivê-la em meio a tentações, em meio a novidades e ofertas do Mundo.
Parece-nos que o escritor, o ensinador da Sabedoria quer ensinar ao filho que há liberdade nas escolhas, mas o adverte sobre a forma, na qual as escolhas aparecerão, como coisa desejável e livre.
1Pe 2:16 - Como livres, e não tendo a liberdade por cobertura da malícia, mas como servos de Deus.
As tentações se apresentam com um rosto bonito, uma voz meiga, uma voz doce, nos lábios ardentes de “desejo” carnal.
Alerta o sábio, que nós vamos encontrar dificuldades e tentações, mas ensina-nos como não nos envolvermos, porque há situações da vida que nos oferecem, aquilo que parece ser bom.
A - Na rua, nos lugares públicos, nas saídas á noite, andando sozinho, desvencilhando-se de ciladas da vida, da mulher capciosa, da mulher enganadora, que sai á caça de um incauto.
Texto da leitura bíblica em classe – 1,2 FILHO meu, atende à minha sabedoria; à minha inteligência inclina o teu ouvido; Para que guardes os meus conselhos e os teus lábios observem o conhecimento.
É atentar para os preceitos do Senhor: Sl 119:45 - E andarei em liberdade; pois busco os teus preceitos.

Continua...

Nenhum comentário:

Seguidores

Ocorreu um erro neste gadget

Geografia Bíblica-Texto-Local!

Para quem estuda a Arqueologia - Mapas do Antigo Testamento e do Novo Testamento.
Viaje à Terra Santa pelo seu PC, ou qualquer lugar citado na Bíblia! Com ela você pode através do texto que está lendo ter acesso ao local onde ocorreu o fato bíblico! Forma gratuita, é só clicar e acessar:

Ser Solidário

Seja solidário
"Um dia vieram e levaram meu vizinho que era judeu. Como não sou judeu, não me incomodei. No dia seguinte, vieram e levaram meu outro vizinho que era comunista. Como não sou comunista, não me incomodei . No terceiro dia vieram e levaram meu vizinho católico. Como não sou católico, não me incomodei. No quarto dia, vieram e me levaram; já não havia mais ninguém para reclamar..."
Martin Niemöller, 1933

Doutrina


O Credo da Assembléia de Deus
A declaração de fé da Igreja Evangélica Assembléia de Deus não se fundamenta na teologia liberal, mas no conservadorismo protestante que afirma entre outras verdades principais, a crença em:
1)Em um só Deus, eternamente subsistente em três pessoas: o Pai, o Filho e o Espírito Santo (Dt 6.4; Mt 28.19; Mc 12.29).
Pacto de Lausanne – Suíça
Teses de Martinho Lutero
95 Teses de Lutero
Clique e acesse todo texto.

Ensino Dominical