quinta-feira, fevereiro 13

“OS NEM-NEM”! A GERAÇÃO DOS JOVENS SEM ESPERANÇA

JOVENS SEM ESPERANÇA – “OS NEM-NEM”!
Is 40:30 Os jovens se cansarão e se fatigarão, e os moços certamente cairão;
Apreensão no futuro do Brasil e Sua Juventude.
1Jo 2:13,14 - Jovens, escrevo-vos, porque vencestes o maligno. Eu vos escrevi, filhos, porque conhecestes o Pai...Eu vos escrevi, jovens, porque sois fortes, e a palavra de Deus está em vós, e já vencestes o maligno.
Bolivia tem uma massa percentual menor de nem-nem de 12,7%.
A chamada Geração “nem-nem” parece que está aumentando no Brasil.
Trata-se de uma incrível parcela de jovens que nem estuda e nem trabalha.
"Não há dúvida de que temos a geração mais educada da história e, por isso mesmo, é necessário tomar as medidas apropriadas para aproveitar melhor seu potencial e dar-lhe a oportunidade de iniciar com o pé direito sua vida laboral". Elizabeth Tinoco - diretora regional da OIT para a América Latina e Caribe.
Dan 1.4;17 Jovens em quem não houvesse defeito ... instruídos...a sabedoria...doutos em ciência...conhecimento, e que tivessem habilidade...entre eles se achavam ...Daniel, Hananias, Misael e Azarias; [...] Quanto a estes quatro jovens, Deus lhes deu o conhecimento e a inteligência em todas as letras, e sabedoria;
Como se sustentam?
Qual o futuro destas pessoas?
Qual a perspectiva do Brasil com quase 20% de jovens em idade produtiva sem realizar nenhuma tarefa que dela provenha, sucesso no futuro, produção e geração de riqueza a nível Brasil.
A camada é incidente na faixa etária dos 15 a 24 anos não estudam e nem trabalham!
Estes jovens sobrevivem de que, e à custa de quem?
Logicamente eles comem, vestem, dormem, tem moradia, espera-se porque muitos brasileiros não as têm de alguma maneira.
Estes jovens estão perdendo o melhor de seus anos, mas muitos deles sem dúvida alguma gostariam ter oportunidades, mas o Estado brasileiro se mostra indiferente a eles.
Sem oportunidades de traspassar as barreiras da pobreza e da falta de qualidade do ensino público de onde a grande maioria desta massa de jovens estudou e emerge.
Sem perspectivas de socialização, qualificação e enfrentando muitas dificuldades socioeconômicas estão imersos numa geleia pantanosa no seio da Sociedade brasileira, sob intensa frustração.
A OIT – Organização Internacional do Trabalho foi quem revelou nesta quinta-feira:
19% dos jovens brasileiros NEM estudam NEM trabalham!
Ao rever-se os dados da OIT podemos verificar como se dá as atividades destes jovens.
- 25% deles ainda estão buscando trabalhos, sem sucesso; é preciso dizer que a taxa de desemprego é minimamente baixa no Brasil.
- 16,5 milhões nem trabalham, nem buscam emprego. É a letargia da desesperança e falta de vislumbrar um futuro melhor para si.
- 12 milhões deles estão em atividades dentro do lar. Destacando-se a realidade feminina, a despeito dos avanços é responsável por 92% dos jovens deste grupo.
- 34,5% de jovens somente estudam.
Sem contar com o sequestro de muitos pelo submundo, pela pobreza extremada, pela violência.
A situação do desemprego entre os jovens.
7,8 milhões de jovens latino-americanos entre 15 e 24 anos estão desempregados, o que equivale a 13,9% do total da força de trabalho nesta faixa etária, estimada em 56 milhões de pessoas”.
O Perigo.
O grupo com mais problema, que a OIT chama de núcleo duro - 4,6 milhões de jovens.
Estes são o cerne da exclusão a que está exposta esta massa de jovens, exclusão do trabalho, exclusão do estudo e da cultura. Eles nem estudam, nem trabalham, além disto, estão inertes nem procuram emprego e também nem realizam qualquer atividade dentro do lar, os chamados afazeres domésticos.
Repensando os números em função da realidade nacional em relação a estes jovens, podemos vê-los nas taxas de crescimento da natalidade entre os adolescentes, desde crianças de 10 anos.
Um grande percentual está sendo, pais e mães, e criando seus filhos sob o custeio dos avós ou de alguém da família.
A renda “nihil” destes jovens reduz a perspectiva de crescimento de muitas famílias, além de criar uma nova geração, seus próprios filhos, que nunca viram os seus pais nem estudar, nem trabalhar de forma real ou formal.
Esta situação se perdurada será no futuro um elemento de pressão econômica nas suas próprias vidas, mas na vida do próprio país tendo em vista que eles têm uma perspectiva de longevidade muito maior, que os da geração anterior, o que os fará ser um peso na economia domestica e da nação que os esqueceu no patamar gelatinoso da falta de instrução, cultura e trabalho.
Muito embora, se reconheça que esta geração é mais preparada do que a geração de seus antepassados.
Cada ano que esta situação perdurar, em suas vidas, maior será o peso e a frustração que eles sentirão, sem que possamos dimensionar os danos psíquicos, morais e existencial e suas consequências.
Urge uma analise e posição do Estado brasileiro sobre a vida deste jovens com maior e total brevidade para este caso.
Lembrando que os pequenos países da AL que nos rodeiam, como Paraguai e Bolivia, tão desprezados por alguns tem uma massa percentual de nem-nem de 16,9 e 12,7% respectivamente, e também numericamente, pois a suas populações são muito menores que a brasileira.
Você já pensou nisto?
Como vai a sua família?
Os jovens estão buscando seu futuro?
Estão estudando?
Muito embora, o Estado falhe é preciso tomar consciência desta situação e buscar repensar as famílias nesta situação.
O que a Igreja pode ajudar a estes jovens?
Internet-váriaos sites;Uol;Compilação e edição Osvarela

Bíblia Chamada online

Nenhum comentário:

Seguidores

Ocorreu um erro neste gadget

Geografia Bíblica-Texto-Local!

Para quem estuda a Arqueologia - Mapas do Antigo Testamento e do Novo Testamento.
Viaje à Terra Santa pelo seu PC, ou qualquer lugar citado na Bíblia! Com ela você pode através do texto que está lendo ter acesso ao local onde ocorreu o fato bíblico! Forma gratuita, é só clicar e acessar:

Ser Solidário

Seja solidário
"Um dia vieram e levaram meu vizinho que era judeu. Como não sou judeu, não me incomodei. No dia seguinte, vieram e levaram meu outro vizinho que era comunista. Como não sou comunista, não me incomodei . No terceiro dia vieram e levaram meu vizinho católico. Como não sou católico, não me incomodei. No quarto dia, vieram e me levaram; já não havia mais ninguém para reclamar..."
Martin Niemöller, 1933

Doutrina


O Credo da Assembléia de Deus
A declaração de fé da Igreja Evangélica Assembléia de Deus não se fundamenta na teologia liberal, mas no conservadorismo protestante que afirma entre outras verdades principais, a crença em:
1)Em um só Deus, eternamente subsistente em três pessoas: o Pai, o Filho e o Espírito Santo (Dt 6.4; Mt 28.19; Mc 12.29).
Pacto de Lausanne – Suíça
Teses de Martinho Lutero
95 Teses de Lutero
Clique e acesse todo texto.

Ensino Dominical