sexta-feira, abril 4

DONS ESPIRITUAIS E MINISTERIAIS TEMA 2º Trimestre 2014 EM EDIÇÃO - 1ª PARTE

TEMA 2º Trimestre 2014
DONS ESPIRITUAIS E MINISTERIAIS
Autor deste subsídio-Estudo Pr Osvarela
Servindo a Deus e aos homens com poder extraordinário.
Que neste trimestre posamos entender que temos alguém que nos capacitou e continua capacitando aos homens escolhidos para a seara do evangelho com poder extraordinário Dons Espirituais que nos diferenciam para o Serviço Espiritual.
χαρισμα - Graça ou dons que denotam poderes extraordinários, que distinguem certos cristãos e os capacitam a servir a igreja de Cristo.
Como receber e utilizar os Dons do Espírito
Este Trimestre nos concede uma oportunidade de entendermos como os homens de Deus e a Igreja, podem servir a Deus, com Poder extraordinário, concedido pelo Espírito Santo, ou seja, pelo próprio Deus.
A Charis é uma palavra chave desta Lição.
ETIMOLOGIA
Introdução etimológica.
- Charisma – encontrado no NT 17 vezes, sendo 16 nas Paulinas e 1 na Petrina (I Pe 4.10)
Cognato de charis – Xarisχάρη; τη χάρη
Palavras-chaves:
-Graça;
-Charismata;
-Charis;
-Charisma; reforço: [um cognato de charis na sua forma mais simples; algo dado pela graça, um “dom da graça”].  Carson, G.A.
-Pneumaticom;
-Pneumática;
A relação da charis com as Doutrinas Cristãs:
-Cristologia
-Eclesiologia
-Soteriologia
E evidentemente com a Pneumatologia.
O pequeno glossário etimológico que insiro, compilado de outros, conforme bibliografia abaixo, aqui neste estudo, contém algumas palavras que vamos utilizar ao longo deste trimestre.
Algumas, já neste primeiro estudo, em edição.
Não coloquei as palavras, em grego, ou hebraico em ordem alfabética, mas de maneira a atender, no mínimo, o conteúdo programático trimestral.
Há um pensamento que pretendo seguir ao longo do trimestre, por isto a inserção de certas palavras!
Outras serão úteis, ainda que não as usemos em sua totalidade de expressão para o estudioso da lição deste Trimestre.
Obs.: Algumas palavras em grego podem não conter os diversos sinais de acentuação, não por erro  ou esquecimento, mas por questão técnica!
χαρισμα - charisma; n n. favor que alguém recebe sem qualquer mérito próprio; dom da graça divina; dom da fé, conhecimento, santidade, virtude;  economia da graça divina, pela qual o perdão do pecados e salvação eterna é apontada aos pecadores em consideração aos méritos de Cristo conquistados pela fé; graça ou dons que denotam poderes extraordinários, que distinguem certos cristãos e os capacitam a servir a igreja de Cristo. A recepção desses dons é devido ao poder da graça divina que opera sobre suas almas pelo Espírito Santo
χαρις - charis; n f. graça; aquilo que dá alegria, deleite, prazer, doçura, charme, amabilidade: graça de discurso; boa vontade, amável bondade, favor; da bondade misericordiosa pela qual Deus, exercendo sua santa influência sobre as almas, volta-as para Cristo, guardando, fortalecendo, fazendo com que cresçam na fé cristã, conhecimento, afeição, e desperta-as ao exercício das virtudes cristãs; o que é devido à graça; a condição espiritual de alguém governado pelo poder da graça divina; sinal ou prova da graça, benefício; presente da graça; privilégio, generosidade; gratidão, (por privilégios, serviços, favores), recompensa, prêmio;
- χαρίσματα – presentes
χαριτοω charitoo; v. tornar gracioso; encantador, amável, agradável; favorecer muito, mostrar grande generosidade; honrar com bênçãos.
χαριν charin; prep. em favor de, para o prazer de; por, pela amor de; por esta razão, por esta causa
δωρεα - dorea; n. f. dom, dádiva, presente;
δωρημα dorema; n n. dom, dádiva, benefício
προσμενω prosmeno; vb. permanecer com, continuar com; manter-se firme a: a graça de Deus recebida pelo Evangelho; ficar, esperar
δωρον doron - presente; n n. dom, presente; presentes oferecidos em expressão de honra; de sacrifícios e outros presentes oferecidos a Deus; oferta de um presente ou de presentes
κορβαν korban e κορβανας korbanas; de origem hebraica e aramaica;
קרבן; n m. dom oferecido (ou reservado para) a Deus;
προφητεια propheteia; “profecia”; n f. profecia; do dom e discurso dos professores cristãos chamados profetas; os dons e expressão destes profetas
χαριζομαι charizomai; vb. fazer algo confortável ou agradável (a alguém), fazer um favor a, agradar; mostrar-se generoso, bom, benevolente
- conceder perdão, perdoar
- dar graciosamente, dar livremente, entregar
- perdoar
- graciosamente restaurar alguém a outro
- cuidar de uma pessoa em perigo para alguém
πνευμα pneuma; n n. terceira pessoa da trindade, o Santo Espírito, co-igual, coeterno com o Pai e o Filho
- algumas vezes mencionado de um modo que enfatiza sua personalidade e caráter (o Santo Espírito)
- algumas vezes mencionado de um modo que enfatiza seu trabalho e poder (o Espírito da Verdade)
- nunca mencionado como um força despersonalizada
- um movimento de ar (um sopro suave)
- do vento; daí, o vento em si mesmo
- respiração pelo nariz ou pela boca
πνευματικος pneumatikos; adj. relacionado ao espírito humano, ou alma racional, como a parte do homem que é semelhante a Deus e serve como seu instrumento ou órgão;
que pertence ao espírito, ou um ser superior ao ser humano, contudo inferior a Deus
- que pertence ao Espírito Divino
- de Deus, o Espírito Santo
- alguém que está cheio e é governado pelo Espírito de Deus
- relativo ao vento ou à respiração; ventoso, exposto ao vento, que sopra
- adv. espiritualmente: i.e., pela ajuda do Santo Epírito
πνεω pneo; v. respirar, soprar; do vento
Dom
Analisando além do contexto de I Coríntios 12-14
A primeira análise vem da Epístola aos Romanos: - χαρίσματα – presentes
Rm 5. 15,16 – Mas não é assim o dom gratuito como a ofensa. Porque, se pela ofensa de um morreram muitos, muito mais a graça de Deus, e o dom pela graça, que é de um só homem, Jesus Cristo, abundou sobre muitos.E não foi assim o dom como a ofensa, por um só que pecou. Porque o juízo veio de uma só ofensa, na verdade, para condenação, mas o dom gratuito veio de muitas ofensas para justificação.
Conceituando:
DOM – que gera a Vida contra a Morte contra o pecado edênico (de Adão) – dorema.
Jesus – O Dom de Deus – o único que tem pode para extinguir o salário do pecado sobre todos os homens – que é a Morte. Rm 6.23
Não é deste termo-conceito, que deriva a fonte, de onde procedem todos os outros Dons.
Entendo que os Dons da Graça, ou Charis se referem aos que se manifestaram, ainda que mesmo profetizados nas Escrituras Veterotestamentárias, nas Escrituras pós-pentecostes, os quais,  O Apóstolo Paulo com revelação profunda e única, pôde tão bem escrever sobre eles.
Assim, como não se refere aos Dons rudimentares tal qual o da Salvação, o dom fundamental da libertação do império da Morte, em Jesus Cristo.
Pneuma e Charisma
Estamos estudando nestes três capítulos (Carson D.A.) sobre os Dons da Graça de Deus na sua forma manifesta, ou  formas de manifestação, como veremos mais á frente.
O maior dom da Criação foi ter dado a vida aos seres humanos, que a receberam como pessoas, livres e inteligentes. Usando uma linguagem pedagógica, numa concepção tipicamente judaica, o texto sagrado descreve Deus que modela o ser humano, criado à sua imagem, e insufla em suas narinas o nefesh, sopro de vida” (cf. Gn 2,7). SCHEID, E.O
“E formou o Senhor Deus o homem do pó da terra, e soprou em suas narinas o fôlego da vida; e o homem foi feito alma vivente”. Gn 2:7
O Dom da vida foi dado ao homem pelo Espírito de Deus.
Mesmo quando alguém, como o autor citado acima, usa o termo nefesh, podemos identificá-lo com πνεύμα – πνεύματος, ou seja com pneumático, ar.
No caso o fôlego de vida, ou ar que passou pelo hálito de Deus.
Pneumático e charismatico são da mesma essência no conteúdo do contexto, pois são do Espírito.
Além disto, não se referem à pessoa ou dote humano, mas a Pessoa e Dom do Espírito Santo.
De qualquer modo foi de forma gratuita, quanto à Graça dos Dons Espirituais.
Entendendo o Discurso paulino em 12-14
O Apóstolo Paulo inicia este longo discurso com a finalidade de esclarecer e deter qualquer tipo de perturbação entre a Igreja de Corinto.
As manifestações pneumáticas, ou espirituais se dão entre e com pessoas espirituais, e através do charisma.
Talvez assim possamos ter um melhor entendimento deste conteúdo a ser estudado ao longo deste Trimestre.
Embora não tenha o mesmo sentido, o pneumático, nos textos em tela podemos entender como a ação que movimenta a vida espiritual dos crentes, pós Pentecostes, como espirituais, ou seja: πνευματικός.
Charisma
- χάρισμα  - favor gratuito – 2 Co 1.11;I Tm 4.14; II Tm 1.6
- το χάρισμα
- χαρίσματος
- χάρισμα  Cada um de nós, os crentes devemos usar os dons que tenha recebido a favor um dos outros, para fazer fluir, na Igreja a graça de Deus, para que ela seja administrada em suas mais diversas formas e maneiras.
Fato:
Todos quantos aceitam a Jesus têm Dom.
Podem usufruir, através do Espírito Santo, em si mesmos, e através da τη χάρη do Corpo.
O assunto vai ser explanado pelo Apóstolo Paulo em I Co 12.1
Acerca dos dons espirituais... (a questão dos espirituais – peri de ton pneumatikon)
Esta expressão puramente paulina sobre a ignorância, ou desconhecimento, ou a ainda falta de informação, mesmo tendo entre eles os Dons, é a porta que Paulo vai abrir para que nós possamos entender o seu discurso nos próximos capítulos.
Diversidade não infere não Unidade, pelo contrário no contexto deste conteúdo I Co 11-14 diversidade infere diretamente a dação dos Dons para Unidade plena.
1 Coríntios 12:4-7
Ora, há diversidade de dons, mas o Espírito é o mesmo.
E há diversidade de ministérios, mas o Senhor é o mesmo.
E há diversidade de operações, mas é o mesmo Deus que opera tudo em todos.
Mas a manifestação do Espírito é dada a cada um, para o que for útil.
1 Coríntios 12 1-3 Acerca dos dons espirituais, não quero, irmãos, que sejais ignorantes. Vós bem sabeis que éreis gentios, levados aos ídolos mudos, conforme éreis guiados. Portanto, vos quero fazer compreender que ninguém que fala pelo Espírito de Deus diz: Jesus é anátema, e ninguém pode dizer que Jesus é o Senhor, senão pelo Espírito Santo.
O conteúdo dos versículos insere as práticas anteriores,nas quais os irmãos de Corinto estiveram envolvidos.
Jesus é anátema - Os gentios promoviam em cultos pagãos, pós introdução do Cristianismo em suas terras, momentos em que todos em "êxtase" dominado pelas malignidades manifestas, amaldiçoavam ao nome de Jesus.
O êxtase com elocução, conhecida pelos gentios pode ser entendida, e era conhecida por Paulo, ao lermos Atos dos Apóstolos 16.16. Digo isto como observação.
Paulo vai além desta primeira inserção.
Ele vai demonstrar:
- o quanto era profundo,
- qual era a verdadeira vontade divina em conceder os Dons
- queria os fazer compreender os seguintes pontos:
- diversidade de dons
- quem os concede - o Espírito é o mesmo.
- diversidade de ministérios,
- o Senhor é o mesmo.
A Atuação:
- diversidade de operações,
- que opera: mesmo Deus que opera tudo em todos.
A Manifestação:
- Mas a manifestação do Espírito
A Charis - χάρη:
Para quem é dada:
- é dada a cada um,
Para quem é dada:
- para o que for útil.
Discurso continuado:
“E deu Dons aos Homens”Efésios 4:8
Charismata
Um assunto especial é o que estudaremos neste trimestre.
Trata-se de conceito dinâmico da Igreja.
O Apostolo Paulo é o decodificador da doutrina dos Dons da Charis.
Embora Pedro e outros apóstolos fossem “oriundi” do Pentecostes coube a Paulo descrever com letras abundantes o conteúdo mais forte de doutrinário dos Dons Espirituais e Ministeriais.
Uma Doutrina impar, muito embora, possamos discorrer ao longo das páginas veterotestamentárias sobre os dons do Espírito, com exceção do Profeta Joel, que tem clareza evangélica e a qual eu chamo de veteropentecostal, pelas suas expressões, somente nas paginas do Novo Testamento podemos obter o sentido exato das expressões da charis e da ação carismática plena profetizada, e só aqui evidenciada em sua totalidade.
Só o Apóstolo Paulo tem o insight do êxtase e da descriminação da dairesis, em energma, sophia e da dairesis do Espírito Santo no seio da Igreja.
A assimilação do Apóstolo para definir etapas e descrever atividades e segmentar atividades dos Dons é algo divinamente afinado e que aponta com clareza a ação do que ele mesmo relata: “Romanos 12. 3 Porque pela graça que me é dada...” a graça o alcançou para que ele pudesse pelo que dá dons aos homens, descrever o exercício desta atividade divina entre os homens e a Igreja.
Paulo está no trecho que ele descreve assuntos variados no seio da igreja, que inclui:
A Posição e Comportamento “intereklesia” das mulheres – 11.2-16;
A Santa Ceia – 11.17-34;
Os Dons do Amor – 12 – 14;
O Amor em ação- 13
A Ressurreição. – 15.
A seção é plena do pentecostalismo, na elocução, nas manifestações.
No conceito que o Amor está regido sob esta visão do conteúdo contextual. Não, não é hiato a inserção do hino da Caridade neste conteúdo citado acima. Ele faz parte do tecido doutrinário escrito por Paulo sobre os Dons e a ação carismática na vida do crente.
Charisma -
O apóstolo Paulo abundou naquilo que recebeu e ele mesmo escreveu e diz em:
2 Coríntios 8: 7
Como, porém, em tudo, manifestais superabundância, tanto na fé e na palavra como no saber, e em todo cuidado, e em nosso amor para convosco, assim também abundeis nesta graça. - τη χαριτι[têchariti] Dat. sing. ("nesta graça" - εν ταυτητη χαριτι [entautêtêchariti]).
Logicamente a questão irá passar pelos dons inatos ao homem:
Dom da vida.
No Dom primário da formação antropológica o Pneuma é o agente primário para o barro se tornar Vida vivente e dotada da energma.
É a forma primeva do dom da charis doada ao antrhopos,
É um momento puro da Graça.
A plena charisma -
É inseparável esta visão.mas, deve ser inserida como base e consolidação da ação da plenitude de Joel para um novo viver, agora no novo homem,o homem espiritual!
Da mesma forma o dom gera a vida me Adão contra o pecado.
Charizomai – graça significa favor imerecido. O termo grego no original é charis, que deriva do verbo charizomai, esta palavra significa “mostrar favor para” e assume a bondade do doador e a indignidade do receptor. Quando charis é usada para indicar a atividade de Deus, significa “favor imerecido”.
Acerca dos dons espirituais, não quero, irmãos, que sejais ignorantes. 1 Co 12:1
DIVERSIDADE
Diairesis– variedade; uma destinação ou variedade: diferença.
Substantivo de daireõ – dividir.
Ato de dividir.
Refere-se aqui, de forma única, a diferenças e classes de dons.
Diaireõ – separa, i.e. distribuir.
Uma das questões a ser considerada neste estudo.
1 Coríntios 12:4-6
Ora, há diversidade de dons, mas o Espírito é o mesmo.
E há diversidade de ministérios, mas o Senhor é o mesmo.
E há diversidade de operações, mas é o mesmo Deus que opera tudo em todos.
- Dons
- Ministérios
- Operações
Quando listo de forma exegética, como acima, posso ver a amplitude do contexto, que o Apóstolo Paulo quer inserir no discurso carismático, porque:
Mas a manifestação do Espírito é dada a cada um, para o que for útil”.
Útil em que e aonde?
Dons
8 Porque a um pelo Espírito é dada a palavra da sabedoria; e a outro, pelo mesmo Espírito, a palavra da ciência;
9 E a outro, pelo mesmo Espírito, a fé; e a outro, pelo mesmo Espírito, os dons de curar;
Ministérios
28 E a uns pôs Deus na igreja, primeiramente apóstolos, em segundo lugar profetas, em terceiro doutores, depois milagres, depois dons de curar, socorros, governos, variedades de línguas.
29 Porventura são todos apóstolos? são todos profetas? são todos doutores? são todos operadores de milagres?
30 Têm todos o dom de curar? falam todos diversas línguas? interpretam todos?
Operações
e a outro, pelo mesmo Espírito, os dons de curar;
E a outro a operação de maravilhas; e a outro a profecia; e a outro o dom de discernir os espíritos; e a outro a variedade de línguas; e a outro a interpretação das línguas.
1 Coríntios 12:9-10
Qual é a função ou a característica dos dons como “equipo” espiritual para a Igreja.
Será o Dom pertencente ao que o manifesta?
O dom nos é dado, ou nos é concedido?
Continua...na 2ª Parte

Nenhum comentário:

Seguidores

Ocorreu um erro neste gadget

Geografia Bíblica-Texto-Local!

Para quem estuda a Arqueologia - Mapas do Antigo Testamento e do Novo Testamento.
Viaje à Terra Santa pelo seu PC, ou qualquer lugar citado na Bíblia! Com ela você pode através do texto que está lendo ter acesso ao local onde ocorreu o fato bíblico! Forma gratuita, é só clicar e acessar:

Ser Solidário

Seja solidário
"Um dia vieram e levaram meu vizinho que era judeu. Como não sou judeu, não me incomodei. No dia seguinte, vieram e levaram meu outro vizinho que era comunista. Como não sou comunista, não me incomodei . No terceiro dia vieram e levaram meu vizinho católico. Como não sou católico, não me incomodei. No quarto dia, vieram e me levaram; já não havia mais ninguém para reclamar..."
Martin Niemöller, 1933

Doutrina


O Credo da Assembléia de Deus
A declaração de fé da Igreja Evangélica Assembléia de Deus não se fundamenta na teologia liberal, mas no conservadorismo protestante que afirma entre outras verdades principais, a crença em:
1)Em um só Deus, eternamente subsistente em três pessoas: o Pai, o Filho e o Espírito Santo (Dt 6.4; Mt 28.19; Mc 12.29).
Pacto de Lausanne – Suíça
Teses de Martinho Lutero
95 Teses de Lutero
Clique e acesse todo texto.

Ensino Dominical