quinta-feira, janeiro 22

Lição 03- CPAD – 2ª PARTE - Não Terás outros Deuses

Lição 03- CPAD – 2ª PARTE
Não Terás outros Deuses
Sub Tema do Estudo: Os Deuses Egípcios
Edição e Estudo Pr Osvarela
“Ouve, Israel, o SENHOR nosso Deus é o único SENHOR”. Dt 6.4 
 “Entender este Mandamento foi a mais difícil lição para os hebreus. Só conseguiram entendê-lo após o Cativeiro babilônico”.
Texto Áureo
Dt 5.6  Eu sou o SENHOR teu Deus, que te tirei da terra do Egito, da casa da servidão;
7  Não terás outros deuses diante de mim;
Leitura Bíblica
Dt 6. 1-6
Introdução.
Neste estudo precisamos estar atentos a noção de idolatria existente entre a Massa humana que saíra do Egito.
Etimologia.
Idolatria - Culto prestado a ídolos. Rel. Para os cristãos, adoração de imagens e esculturas, proibida pelo segundo mandamento da Lei de Deus. Amor ou paixão exagerada;
A ação de idolatrar, refere-se ao reconhecimento de divindade dado aos “deuses”, ou ainda ao reconhecimento de que algo é mais valioso do que Deus para uma pessoa, uma comunidade, ou Nação.
Veneração [+ a, por : idolatria a Deus: idolatria pela ética]; [Do lat. tard. idololatria,ae, deriv. gr. eidololatreía,as. Hom./Par.: idiolatria (sf.).]
און’ - aven – ofegar (portanto, esforçar-se, geralmente em vão; n m problema, impiedade, sofrimento
- problema com iniqüidade, impiedade;
- idolatria.
Segundo outros dicionários menos acadêmicos: Culto a ídolos, amor demasiado. Podemos definir idolatria em um sentido mais abrangente, como qualquer dedicação ou amor excessivo prestado a alguém ou algo sem ser Deus; em outras palavras: colocar Deus em segundo plano.
Ídolo - ειδω λον – eidolon; uma imagem (i.e. para adoração); qualquer coisa que representa a forma de um objeto, seja real ou imaginária; imagem de um deus pagão; deus falso.
Idolatrar - ειδω λολα τρει α -  eidololatreia - n f. adoração a deuses falsos, idolatria; v. Cultuar uma divindade; adorar; venerar; Amar extremamente;
תרפים - t ̂eraphiym - pl. ; n. m. idolatria, ídolos, imagem(ns), terafim, ídolo familiar; . Exemplo no livro de Genesis – um tipo de ídolo usado em santuário ou culto doméstico - ídolos da casa de Labão levados por Raquel, esposa de Jacó quando da sua retirada de volta a Canaã. Gn. 31.30-35. E agora se querias ir embora, ... por que furtaste os meus deuses? Com quem achares os teus deuses, esse não viva; ...Pois Jacó não sabia que Raquel os tinha furtado...tinha tomado Raquel os ídolos ... E ele procurou, mas não achou os ídolos.
Único‘echad – Um, uma unidade; unido. ‘Echad derivado do radical ‘achad, que significa “juntar, unificar; coletar os pensamentos de uma pessoa”. Retrata o mesmo significado de ‘um’, do sentido mais estrito (um, único, como Ec 9.18 – ‘um só pecado destrói muitos bens”, até ao sentido mais amplo (um feito de muitos- Gn 2.24, pelo qual um homem e uma mulher se tornam um – “serão ambos uma carne”)
Animismo - Animismo é um tipo de crença religiosa muito comum na antiguidade e que persiste até os dias de hoje. O pensamento animista procura atribuir características pessoais e humanas antropomórficas a elementos da natureza como o mar, a floresta, o céu etc.
Na antiguidade, e ainda hoje, mesmo em grupos chamados “cult”, até em grupos indígenas,  isolados, ou não, é comum atribuir características animistas a elementos da natureza como "o deus sol," ou "o deus do céu", ou seja, a personificação antropomórfica de elementos e fenômenos naturais. Observe-se certas cerimonias “celtas” que ocorrem na Europa e em outros países em locais dito sagrados, em adoração ao sol ou outros elementos da criação.
O animismo é a crença de que tudo tem uma alma ou espírito, uma “anima em latim, inclusive os animais, plantas, rochas, montanhas, rios e estrelas. Os animistas acreditam que cada “anima” é um espírito poderoso que pode ajudar ou prejudicá-los e devem ser adorados, temidos ou de alguma forma reconhecidos. O animismo é uma religião primitiva cujos adeptos têm por milhares de anos divinizados animais, estrelas e ídolos de qualquer espécie e praticado o espiritismo, feitiçaria, adivinhação e a astrologia. Eles usam a magia, feitiços, encantamentos, superstições, amuletos, talismãs ou qualquer coisa que acreditem que vai ajudar a protegê-los contra os maus espíritos e aplacar os espíritos bons.
 - antiga construção de origem Celta em Stonehenge, no sul da Inglaterra, onde se promovem culto ao Sol e outros deuses da natureza.
Em cerimonias de posse de presidentes na América do Sul, países que usam cerimonias a “pacha mama”, ou deusa terra. 
Pacha Mama (Pachamama ou Mama Pacha) é considerada a "Mãe do Mundo", deusa da terra e da fertilidade, que dava vida à tudo na terra, no culto Inca.
Antropomorfismo - é a atribuição da forma humana a qualquer constituinte da realidade.
O Antropomorfismo  é antigo na história da humanidade, serviu para embasar argumentos, contos, narrativas e elementos constituintes de diversas sociedades.
Na Grécia Antiga, por exemplo, o Antropomorfismo estava atrelado ao culto de divindades, favorecendo na disseminação de mensagens através da humanização de seres. A mitologia grega era bastante calcada no Antropomorfismo.
O Antropomorfismo atual, na sociedade em modificação:
Atualmente, os admiradores do Antropomorfismo têm se identificado sob a denominação “furry”. Não há uma resposta exata para o que seja “furry”, pois o termo varia de significado atendendo diferentes expectativas e se adaptando em diferentes locais do mundo. De toda forma, há comunidades de pessoas que se identificam como “furry” por admirarem as histórias mitológicas, contas de fadas, heróis e manifestações congêneres que atribuem a natureza humana a carros, animais, plantas etc., criando uma sociedade paralela à realidade para transmitir ideais e valores. Compilação de texto do InfoEscola.
Podemos incluir nesta nova forma de idolatria, em nossa atual Sociedade, em modificação, os vídeos games, alguns jogos digitais, a formação e uso de “avatares”, cosplay e outras novidades inseridas na nova sociedade, com avidez e velocidade junto com a útil comunicação digital e a Internet!
Metonímia - consiste em empregar um termo no lugar de outro, havendo entre ambos estreita afinidade ou relação de sentido. Êxodo 12.12
"Madeira e Pedra" é um termo comumente usado na Bíblia para se referir aos ídolos, e "sacerdotes egípcios usados para lavar em água imagens de seus deuses, todos os dias no início da manhã (1). Isso é mostrado os deuses estão realmente mortos e sangrando, ou seja, sendo definitivamente desmascarados.
Cosplay (コスプレ, Kosupure) - Etm. Forma Abrev. do inglês: costume play; s.m. Neologismo. Pronuncia-se: /cósplêi/. Comportamento que consiste em caracterizar-se (em festas e convenções realizadas com essa finalidade) de personagens fictícios de desenhos animados, mangás, filmes e/ou séries televisivas; é a abreviação de costume play ou ainda de costume que pode traduzir-se por "representação de personagem a caráter". 
Geralmente de figuras de quadrinhos, mas que tem influenciado o comportamento de jovens no Mundo todo, levando alguns a viverem uma vida fora da realidade. s.m. Neologismo. Pronuncia-se: /cósplêi/. Comportamento que consiste em caracterizar-se (em festas e convenções realizadas com essa finalidade) de personagens fictícios de desenhos animados, mangás, filmes e/ou séries televisivas; geralmente, as pessoas caracterizadas ou fantasiadas passam a expressar características particulares desses personagens.
Deuses
A Idolatria é algo condenado tanto nas escrituras Veterotestamentárias, quanto nas Escrituras Neotestamentárias. Deuteronômio 6.4-6;
1 Coríntios 8:4-6 ... sabemos que o ídolo nada é no mundo, e que não há outro Deus, senão um só. Porque, ainda que haja também alguns que se chamem deuses, quer no céu quer na terra (como há muitos deuses e muitos senhores), Todavia para nós há um só Deus, o Pai, de quem é tudo e para quem nós vivemos; e um só Senhor, Jesus Cristo...
A Bíblia menciona, diretamente, três tipos de idolatria, pois toda e qualquer forma de idolatria não condiz com aquilo que Deus espera do ser humano, coroa da Criação:
Níveis da idolatria no aspecto antropológico e no aspecto místico, isto é, sobrenatural, mundo das divindades.
Idolatria a pessoas - I Co. 1: 10 – 13; Atos 14: 8 – 15.
Apresenta risco até para homens fiéis a Deus, que se não se resguardarem, ou tiverem firmeza, poderão ser idolatrados por aqueles que através de seus Dons forem beneficiados por Deus.
- Idolatria ao dinheiro - Cl. 3: 5. A idolatria oriunda da avareza, ou usura, colocando o dinheiro ou fazendas, como bem mais importante e substitutivo, a ação de Deus. Veja o caso de nabal.
- Idolatria a ídolos, ou imagens (deuses) - Lv. 26 . O uso condenado no mandamento. Trata-se de alguém, cidade, nação, utilizar imagens de deuses para serem cultuadas, como fossem Deus e atribuir a elas, a ação de provedor de bens, milagres e controle das ações das intempéries.
- A idolatria por pessoas ou por dinheiro é um pecado que está no nível humano, é da natureza da carne, do desejo, da vontade. Gl. 5: 16 - 20; I Pd.4: 2 e 3.
- A idolatria por ídolos, imagens de escultura é um pecado porque rouba a glória de Deus, levando algo a ocupar o lugar que Deus deveria ocupar diante dos homens. Rejeita a verdade, que diz que há um só Deus vivo. É uma falsa adoração João 4: 23 e 24
A idolatria atual, é detectada pelo Apóstolo Paulo, já em sua Epístola aos de Corinto. Ele os orienta sobre não nos fazermos idólatras.
A idolatria pode ser manifestada de outra forma, é o que Paulo orienta aos de Colossos: “Mortificai, pois, os vossos membros, que estão sobre a terra: ... a avareza, que é idolatria;” Colossenses 3:5
Entenda
Esta explicação é importante para que saibamos entender, que a idolatria que os hebreus vivenciaram no cativeiro egípcio era e deveria ser combatida, para não deteriorar a relação do concerto, dos Hebreus com YAWEH. E nos nossos dias ela deve ser igualmente combatida entre nós para que como gerentes divinos possamos evitar seu estabelecimento durante o tratado da Nova Aliança.
Idolatria é algo que, parece, agradar aos que idolatram até a si mesmo, caso da egolatria, muito em voga, sob a forma de culto ao corpo, aos modismos de comportamentos a serem imitados por outros.
1 Coríntios 10:6-7 “E estas coisas foram-nos feitas em figura, para que não cobicemos as coisas más, como eles cobiçaram. Não vos façais, pois, idólatras...
Saindo do Egito e derrotando os falsos deuses egípcios.
Deus está cumprindo uma parte das palavras ditas a Abraão sobre o destino desta nação: “Então disse a Abrão: Saibas, de certo, que peregrina será a tua descendência em terra alheia, e será reduzida à escravidão, e será afligida por quatrocentos anos, Mas também eu julgarei a nação, à qual ela tem de servir, e depois sairá com grande riqueza.” Gênesis 15:13-14
Os Hebreus, e o vulgo conheceram por séculos (430 anos) a forma de culto daquela nação onde haviam estado desde os idos de Jacó, através do famoso José que governara de forma ministerial (como um adjunto e representante indicado de Farão).
Eles haviam conhecido, por 430 anos, o Panteão de deuses do Egito.
A sua saída estava intimamente ligada a ação do Deus YAWEH, que agora, no deserto, junto ao Monte Sinai estava lhes dando a Lei e a Primeira delas, lhes orientava sobre a existência de um Único Deus!
Durante a intensa batalha de Moisés para conseguir a “autorização” de Faraó, houve uma verdadeira comoção espiritual no Egito, com diversas intervenções mosaicas, utilizando, sob a permissão e ordem divinas a sua vara para realizar maravilhas, conhecidas como as Dez Pragas.
Na realidade era uma batalha entre YAWEH e para os egípcios, de seus deuses contra o Deus de Israel, ou dos hebreus.
"Vou trazer juízo sobre todos os deuses do Egito. Eu sou o Senhor ". Êxodo 12:12, 15:11, Números 33:4.
Então em cada ação de oisés e Arão era travada uma batalha, na qual havia um ídolo, ou deus envolvido, para tentar combater a ação do Deus dos hebreus, YAWEH.
Êxodo 8:6-13 - E Arão estendeu a sua mão sobre as águas do Egito, e subiram rãs, e cobriram a terra do Egito. Então os magos fizeram o mesmo com os seus encantamentos, e fizeram subir rãs sobre a terra do Egito. E Faraó chamou a Moisés e a Arão, e disse: Rogai ao Senhor que tire as rãs de mim e do meu povo; E Moisés disse: Seja conforme à tua palavra, para que saibas que ninguém há como o Senhor nosso Deus. E as rãs apartar-se-ão de ti, das tuas casas, dos teus servos, e do teu povo; somente ficarão no rio. Moisés clamou ao Senhor por causa das rãs que tinha posto sobre Faraó. E o Senhor fez conforme a palavra de Moisés; e as rãs morreram nas casas, nos pátios, e nos campos.
As ideias pagãs de Faraó são refutadas uma a uma com a vitória do Deus dos hebreus, sobre os deuses que eles conheceram, ainda que não os houvessem servido.
Deus dá sua sentença e revela a condição dos ditos deuses do Egito, que estavam condenados a falência, após a ação do Verdadeiro Deus:
" E eu passarei pela terra do Egito esta noite, e ferirei todo o primogênito na terra do Egito, desde os homens até aos animais; e em todos os deuses do Egito farei juízos. Eu sou o Senhor. Êxodo 12:12.
O povo egípcio, que fora julgado no texto, acima citado de Gênesis 15:14, usou seus ídolos ("deuses") por metonímia para ressaltar no que eles criam, como deus.
Pode até parecer, na declaração de Ex 12.12 que Deus YAWEH menciona os "deuses" do Egito, como existentes, mas era a forma de se fazer entender, diante dos Hebreus, de demonstrar a sua superioridade total e única, (do Senhor) sobre aqueles “deuses”, que após longas séculos (mais de 4 séculos) eles haviam convivido diariamente e mostrar-lhes que eles nada eram e não poderiam resistir ao verdadeiro Deus, e os hebreus verem com seus próprios olhos e a proteção, que eles não existiam.
Destaco aqui, alguns textos que mostram o quanto, nesta demonstração do poder de YAWEH os protegerá:
Servir ao Deus único faz diferença e traz proteção.
Protege a Terra onde você está estabelecido, mesmo que seja no Egito. Os Hebreus haviam se estabelecido na terra de Ramessés no país de Gósen. Gósen é descrita como a melhor terra do Egito, apropriada para agricultura e à pecuária. Após a morte de José e os de sua geração, devidos os israelitas terem se tornado populosos em número, os egípcios temiam eventual integração ou aquisição, de modo que escravizaram os israelitas, retirando seus privilégios. Os egípcios os forçaram a construir cidades-armazéns em Pitom, Ramsés e Heliópolis. Assim, Séculos mais tarde, Moisés foi chamado para liderar os israelitas do Egito, da terra de Ramessés em Gósen para Sucote, o primeiro ponto de formação do Êxodo. Eles acamparam em 41 locais atravessando o Delta do Nilo, para a última estação sendo as planícies de Moabe.
Protege a tua propriedade, teus bens e fazenda. E o mais lindo, o faraó manda verificar o que aconteceu aos hebreus sob a proteção de YAWEH e descobre que ali nada acontecera.
1-      “E naquele dia eu separarei a terra de Gósen, em que meu povo habita, que nela não haja enxames de moscas para que saibas que eu sou o Senhor no meio desta terra. E porei separação entre o meu povo e o teu povo; amanhã se fará este sinal.” Êxodo 8:22-23
2-     E o Senhor fará separação entre o gado dos israelitas e o gado dos egípcios, para que nada morra de tudo o que for dos filhos de Israel. E o Senhor assinalou certo tempo, dizendo: Amanhã fará o Senhor esta coisa na terra. E o Senhor fez isso no dia seguinte, e todo o gado dos egípcios morreu; porém do gado dos filhos de Israel não morreu nenhum. E Faraó enviou a ver, e eis que do gado de Israel não morrera nenhum; Êxodo 9:4-7
3-     E Moisés estendeu a sua vara para o céu, e o Senhor deu trovões e saraiva, e fogo corria pela terra; e o Senhor fez chover saraiva sobre a terra do Egito. E havia saraiva, e fogo misturado entre a saraiva, tão grave, qual nunca houve em toda a terra do Egito desde que veio a ser uma nação. E a saraiva feriu, em toda a terra do Egito, tudo quanto havia no campo, desde os homens até aos animais; também a saraiva feriu toda a erva do campo, e quebrou todas as árvores do campo. Somente na terra de Gósen, onde estavam os filhos de Israel, não havia saraiva. Êxodo 9:23-26
Os deuses e sua ação, com entendiam os egípcios:
O deus Rá
O principal deus egípcio era o “deus do sol” Rá e do Faraó era visto como a manifestação na terra.
Pode ser que alude a este faraó quando ela ameaça a Moisés: "Eis o mal [ra'a] na frente de seu rosto (Êxodo 10:10) ". E a resposta do Senhor foi para obscurecer o sol e criar as trevas que poderiam ser sentidas (Êxodo 10:21).
As Pragas e os Deuses que foram atingidos por Deus, com as 10 Pragas:
É necessário informar, que nas pesquisas sobre os deuses egípcios podemos encontrar informações variadas devido a épocas, lugares e cosmologia existentes no Egito e seu panteão de deuses. Vamos nos reportar a algumas situações e indicações de ‘deuses’, que se situam na época e região dos eventos com os Hebreus.
Estudando o texto bíblico em Êxodo pude verificar a consoante atividade divina sobre o Egito, faraó, com relação a saída do povo hebreu.
Deus adota uma estratégia relevante com objetivos:
Quanto ao Egito
Desmascarar o faraó, como encarnação dos seus deuses;
Mostrar a faraó que Ele governa a Criação e tem um homem no comando do Êxodo;
Desmascarar os deuses egípcios;
Despojar economicamente ao Egito;
Quanto aos Hebreus
Renovar a crença dos Hebreus (para com ele ao “isolar” e “blindar” o povo que habitava na terra de Gósen);
Preparar os hebreus para despojar os egípcios; “Então disse a Abrão: Saibas, de certo, que peregrina será a tua descendência em terra alheia, e será reduzida à escravidão, e será afligida por quatrocentos anos, Mas também eu julgarei a nação, à qual ela tem de servir, e depois sairá com grande riqueza.” Gênesis 15:13-14
Unir todo o povo ao redor da Saída do Egito.
Mostrar aos hebreus quem era Deus verdadeiro, após 430 anos deles, e os hebreus, vivenciarem a idolatria, em todas as formas:
A idolatria ao faraó – antropolatria/egolatria;
A idolatria aos animais – zoolatria;
A idolatria de deuses mitos – mitolatria;
A idolatria de deuses cósmicos – cosmolatria;
A idolatria de elementos da Criação – animismo;
1ª praga – Ex. 7.19-25
Sangue.
As águas tornaram em sangue
SANGUE, atingiu o deus Nilo; Hapi - o deus do espírito do Nilo – era uma divindade da mitologia egípcia que personificava as águas do rio Nilo durante a inundação anual a que o Antigo Egito estava sujeito entre meados de Julho e Outubro. Hapi não tinha templos a si dedicados, mas era associado à região da primeira catarata do Nilo (ilha de Biga, onde se dizia que residia) ou ao vértice do Delta do Nilo, perto da cidade do Cairo. Apesar disso, o deus era popular um pouco por todo o Egito.
O Nilo era o que fazia o Egito se destacar como importante e forte, no Mundo antigo. Toda esta força econômica era baseada nas abundantes colheitas cultivadas nos solos férteis ao longo do Rio Nilo.
Estes solos eram renovados cada ano, durante a enchente anual do Rio Nilo, que se correspondia com as chuvas sazonais no interior africano ao sul.
A falta de água do mar e do rio incapacitava o Egito economicamente, mas tal ocorrência não se encontra nos registros históricos do antigo Egito— exceto acontecimentos como os sete anos de fome durante a época de José: “E as sete vacas feias à vista e magras, que subiam depois delas, são sete anos, e as sete espigas miúdas e queimadas do vento oriental, serão sete anos de fome”.
Este importante evento dos idos de José mostra o quanto Eu Sou agira a favor dos Hebreus, lhes preparando uma pousada e lugar para crescerem.
Vacas no Egito falam de divindade e a interpretação do sonho de faraó só poderia ser divina e com propósito.
2ª praga – Ex. 8.1-15
RÃS atingiu a deusa Hequite (Heqt) que era representada pela rã; Ela ajudava as mulheres no parto. Interessante apontar, que assim como Faraó havia controlado o nascimento dos bebês hebreus, Deus, agora, controla (entendimento dos egípcios) o nascimento dos bebês do Egito, dentro do próprio Egito. HEQOT - a deusa da magia que tinha a cabeça de uma rã;
3ª praga – Ex. 8.16-19
PIOLHOS atingiu a reputação do deus Khepera, tinha a forma de um inseto, o Escaravelho era o deus que defendia o povo dos piolhos, ou insetos da terra; Khepri é associado com a imagem do escaravelho, cujo comportamento de ficar carregando bolas de estrume é comparado às forças que fazem mover o Sol. Khepri gradualmente veio a ser considerado como uma encarnação do próprio Sol, e por isso tornou-se uma das formas do Deus do Sol. Segundo a Religião Egípcia, ele era responsável por "rolar" o sol no final da sua jornada, também representava o renascimento diário de Rá.
4ª praga – Êxodo 8:20-32
MOSCAS afetaram a deusa Seb, a deusa da terra;
5ª praga – Êxodo 9:1-7
PESTE, nos animais atingiu o gado que era representado no touro o deus Apis, um dos mais adorados em Mênfis, e ali existia desde a 1ª dinastia, pelo menos; esta quinta praga também, poder-se-ia considerar um ataque contra a deusa Hator, a deusa-mãe do Egito que sempre era retratada na forma de uma vaca. A deusa do céu que acolhe os mortos no seu império.
O mais venerado e o mais célebre dos animais sagrados do Egito era, sem nenhuma dúvida, o touro Ápis (Hep em egípcio). Diferentemente de outras divindades, era sempre representado na forma animal e nunca na forma humana com cabeça animal. Ele encarnava, ao mesmo tempo, os deuses Osíris e Ptah.
Agora podemos entender melhor: Gênesis 46:34 diz: "Isso direis para que habiteis na terra de Gósen; porque todo pastor de ovelhas é abominação para os egípcios".
6ª praga – Êxodo 9:8-12
ÚLCERAS (furúnculos), contra a deusa Neit, que em seus cultos as cinzas eram espalhadas pelos seus sacerdotes como sinal de bênçãos; "Neit - a rainha dos céus, do pó da Terra (cinzas). É a mais antiga deusa citada pelos textos egípcios, talvez a protetora do Baixo Egito bem antes da unificação do país. “Venerada” principalmente em Sais, no Delta, ela é representada como uma mulher que usa a coroa vermelha do Baixo Egito.
É de se notar que a referência a sua área de atuação - Delta do Nilo confronta com a área da Terra de Gósen, local de habitação dos hebreus.
7ª praga – Êxodo 9 (13)22-35
SARAIVA, atingiram Isis e Osíris os deuses da água e do fogo; Hapi era associado ao deus Osíris, outra divindade com características relacionadas com a fecundidade. Enquanto que Hapi personificava as águas do Nilo, Osíris era a força fertilizante destas águas. Teria sido também Hapi a alimentar no seu seio Osíris, ajudando desta forma na ressureição do deus.
8ª praga – Êxodo 10. 12-20
GAFANHOTO atingiu Isis (deusa da Vida) e Serapis, os protetores do país contra gafanhotos e outras espécies similares;
9ª praga – Êxodo 10. 21-29
TREVAS mostraram a impotência de Ra, o deus do sol; Deus ataca de uma só vez o próprio prestígio de Faraó, que era considerado a encarnação do deus Amon-Rá, o deus-sol. RÁ (ou Rê), O deus nacional do Egito, criador do universo e fonte de toda a vida, era o Sol, objeto de adoração em qualquer lugar.
Amon: Rei dos deuses, ele é o senhor dos templos de Luxor e Carnac. Rá: sob o nome de Amon-Rá, o sol que dá vida ao país.
A época de Ramsés III. Amon tornou-se um monárquico, mesmo título que Ptah e Rá. Frequentemente representado como um homem vestido com a túnica real e usando na cabeça duas altas plumas do lado direito, ele se manifesta, igualmente, sob a forma de um carneiro e, mais raramente, de um ganso.
Como era considerado o criador dos homens, os egípcios denominavam-se o "rebanho de Rá". O deus nacional do Egito, o maior de todos os deuses. A sede de seu culto ficava em Heliópolis, o mais antigo e próspero centro comercial do Baixo Egito.
10ª praga – Êxodo 11.1-10
A praga final.
Moisés fica irado com o descrédito de faraó, que já o ameaçara de morte.
A destruição das gerações futuras do Egito, seja dos animais, até ao palácio de faraó.
À meia-noite eu sairei pelo meio do Egito; E todo o primogênito na terra do Egito morrerá, desde o primogênito de Faraó, que haveria de assentar-se sobre o seu trono, até ao primogênito da serva que está detrás da mó, e todo o primogênito dos animais. E haverá grande clamor em toda a terra do Egito, como nunca houve semelhante e nunca haverá; Mas entre todos os filhos de Israel nem mesmo um cão moverá a sua língua, desde os homens até aos animais, para que saibais que o Senhor fez diferença entre os egípcios e os israelitas. Então todos estes teus servos descerão a mim, e se inclinarão diante de mim, dizendo: Sai tu, e todo o povo que te segue as pisadas; e depois eu sairei. E saiu da presença de Faraó ardendo em ira.” Êxodo 11:4-8
MORTE, dos primogênitos, o golpe fatal contra todos os deuses e especialmente Faraó.
Faraó, o deus, vê o seu povo e seu próprio herdeiro morto e nada pode fazer, mais uma vez o mais poderoso deus visível do Egito sofre o seu maior revés. Pois, faraó era o legitimo representante do deus Rá, como dito, acima.
A maior (deus sol) divindade viva do Egito era Faraó, considerado um deus. Ele tem nas mãos seu filho morto e não pôde reverter o quadro, pois só Deus tem poder sobre a vida e a morte.
O sol que brilhou foi o Verdadeiro Deus.
E vencido tem que ver a última maravilha de Eu Sou e deixar o Povo Hebreu partir!
Bibliologia
IEAd de Sombrio
Biblia Plenitude
Bíblia do Ministro
Apontamentos do autor
Apostila do Autor – Arqueologia – Faesp-Diadema
InfoEscola
Animismo – Got Question
Tempo do Fim
Mapeamento Espiritual
Josué Pereira dos Santos
Os Outros Deuses do Egito
Deuses e Cultura
UR dos caldeus – Terra de Abraão
Estudo de Caso: os deuses do Egito - Prólogo Por Ted Russell
Código de Hamurabi
Emerson Santiago
ANEXO I
O chamado "papiro de Ipuwer" encontrado no Egito no início do último século, levado para o Museu de Leiden na Holanda sendo decifrado por A.H. Gardiner em 1909.
A tabela abaixo compara os relatos de Ipuwer e Moisés
For more open

Papiro de Ipuwer
Êxodo de Moisés
2.5-6 A praga está por toda região. Sangue em toda parte.
2.3 Certamente, o Nilo inunda mas não querem arar para ele.
2.7 Certamente, foram enterrados muitos mortos no rio; a corrente está como uma tumba.
2.10 Certamente, o rio está ensanguentado, e quando se vai beber dele, passam longe as pessoas e desejando água.
3.10-13 Essa é a nossa água! Essa é a nossa felicidade! O que faremos a respeito? Tudo são ruínas.
7.20 …e todas as águas do rio se tornaram em sangue.
7.21 ...os peixes que estavam no rio morreram, e o rio cheirou mal, e os egípcios não podiam beber da água do rio; e houve sangue por toda a terra do Egito.
7.24 ...os egípcios cavaram poços junto ao rio, para beberem água; porquanto não podiam beber da água do rio.
5.6 Certamente, as palavras mágicas foram descobertas (nas câmaras sagradas), os encantos e os encantamentos eram ineficazes por que são repetidos pelas pessoas.
8.18-19 Também os magos fizeram assim com os seus encantamentos para produzirem piolhos, mas não puderam...
2.10 Certamente, portões, colunas e paredes são consumidos pelo fogo.
10.3-6 A casa real inteira está sem os seus servos. Ela tinha a cevada e o trigo, os pássaros e os peixes; tiveram roupas brancas e linho bom, cobre e azeites;
1.4 ...os habitantes dos pântanos possuem proteções;
6.1-3 A pessoa se alimenta da erva arrastada pela água... Para as aves não se encontra grão nem erva... a cevada pereceu em todas as estradas.
5.13 Certamente o que podia ser visto ontem, desapareceu. A terra está abandonada por causa da esterilidade e igualmente o corte de linho.
9.23-24 ...e fogo desceu à terra ... havia saraiva e fogo misturado...
9.25-26 ...a saraiva feriu, em toda a terra do Egito, tudo quanto havia no campo, tanto homens como animais; feriu também toda erva do campo, e quebrou todas as árvores do campo. Somente na terra de Gósen (pântanos do Delta) onde se achavam os filhos de Israel, não houve saraiva.
9.31-32 ...o linho e a cevada foram danificados, porque a cevada já estava na espiga, e o linho em flor; mas não foram danificados o trigo e o centeio, porque não estavam crescidos.
10.15 ...nada verde ficou, nem de árvore nem de erva do campo, por toda a terra do Egito.
5.5 Certamente, todos os rebanhos de cabras têm os corações chorando; os gados reclamam por causa do estado da terra....
9.2-3 ... e da mesma maneira os rebanhos vagaram sem pastores ... os rebanhos vão desnorteados e nenhum homem pôde reuni-los. Cada um tenta trazer os que foram marcados com o seu nome.
9.3 ...eis que a mão do Senhor será sobre teu gado, que está no campo. sobre os cavalos, sobre os jumentos, sobre os camelos, sobre os bois e sobre as ovelhas; haverá uma pestilência muito grave.
9.19 ...manda recolher o teu gado e tudo o que tens no campo; porque sobre todo homem e animal que se acharem no campo, e não se recolherem à casa, cairá a saraiva, e morrerão.
9.21 ...mas aquele que não se importava com a palavra do Senhor, deixou os seus servos e o seu gado no campo.
9.11 ... não amanheceu...
10.22 ... e houve trevas espessas em toda a terra do Egito por três dias.
4.3 (5.6) Certamente, os filhos dos grandes são lançados contra a parede.
6.12 Certamente, as crianças dos grandes foram abandonadas nas ruas;
2.13 Certamente, as pessoas diminuíram e quem põe seu irmão na terra encontra-se em qualquer lugar.
3.14 É um gemido que há pela terra, misturado com lamentações.
12.29 ...feriu todos os primogênitos na terra do Egito, desde o primogênito de Faraó, que se assentava em seu trono, até o primogênito do cativo que estava no cárcere, e todos os primogênitos dos animais.
12.30 ...e fez-se grande clamor no Egito, porque não havia casa em que não houvesse um morto.
7.1 Veja, certamente o fogo ascendeu às alturas e o seu queimar sai contra os inimigos da terra.
13.21 ... e de noite numa coluna de fogo para os alumiar, a fim de que caminhassem de dia e de noite.
3.2 Certamente, ouro, lápis azul, prata, turquesa, cornalina e bronze... é colocado no pescoço das escravas...
12.35-36 ...e pediram aos egípcios joias de prata, e joias de ouro, e vestidos.....de modo que estes lhe davam o que pedia; e despojaram aos egípcios.
7.2 Veja, quem havia sido enterrado como um falcão está em um caixão de madeira; aquilo oculto na pirâmide estava vazio.
Assim morreu José, tendo cento e dez anos de idade; e o embalsamaram e o puseram num caixão no Egito. (Gênesis 50.26)
13.19 Moisés levou consigo os ossos de José...


Nenhum comentário:

Seguidores

Ocorreu um erro neste gadget

Geografia Bíblica-Texto-Local!

Para quem estuda a Arqueologia - Mapas do Antigo Testamento e do Novo Testamento.
Viaje à Terra Santa pelo seu PC, ou qualquer lugar citado na Bíblia! Com ela você pode através do texto que está lendo ter acesso ao local onde ocorreu o fato bíblico! Forma gratuita, é só clicar e acessar:

Ser Solidário

Seja solidário
"Um dia vieram e levaram meu vizinho que era judeu. Como não sou judeu, não me incomodei. No dia seguinte, vieram e levaram meu outro vizinho que era comunista. Como não sou comunista, não me incomodei . No terceiro dia vieram e levaram meu vizinho católico. Como não sou católico, não me incomodei. No quarto dia, vieram e me levaram; já não havia mais ninguém para reclamar..."
Martin Niemöller, 1933

Doutrina


O Credo da Assembléia de Deus
A declaração de fé da Igreja Evangélica Assembléia de Deus não se fundamenta na teologia liberal, mas no conservadorismo protestante que afirma entre outras verdades principais, a crença em:
1)Em um só Deus, eternamente subsistente em três pessoas: o Pai, o Filho e o Espírito Santo (Dt 6.4; Mt 28.19; Mc 12.29).
Pacto de Lausanne – Suíça
Teses de Martinho Lutero
95 Teses de Lutero
Clique e acesse todo texto.

Ensino Dominical