quarta-feira, agosto 3

A EVANGELIZAÇÃO URBANA E SUAS ESTRATÉGIAS Lição 5 - 31 de Julho de 2016 Resumo Rascunho Estudo

A Evangelização Urbana
e suas Estratégias
Lição 5 - 31 de Julho de 2016
Resumo Rascunho Estudo Pr Osvarela
TEXTO ÁUREO
"E aconteceu que, acabando Jesus de dar instruções aos seus doze discípulos, partiu dali a ensinar e a pregar nas cidades deles." Mateus 11.1
LEITURA BÍBLICA EM CLASSE
Atos 2.1-12
1 - Cumprindo-se o dia de Pentecostes, estavam todos reunidos no mesmo lugar;
2 - e, de repente, veio do céu um som, como de um vento veemente e impetuoso, e encheu toda a casa em que estavam assentados.
3 - E foram vistas por eles línguas repartidas, como que de fogo, as quais pousaram sobre cada um deles.
4 - E todos foram cheios do Espírito Santo e começaram a falar em outras línguas, conforme o Espírito Santo lhes concedia que falassem.
5 - E em Jerusalém estavam habitando judeus, varões religiosos, de todas as nações que estão debaixo do céu.
6 - E, correndo aquela voz, ajuntou-se uma multidão e estava confusa, porque cada um os ouvia falar na sua própria língua.
7 - E todos pasmavam e se maravilhavam, dizendo uns aos outros: Pois quê! Não são galileus todos esses homens que estão falando?
8 - Como pois os ouvimos, cada um, na nossa própria língua em que somos nascidos?
9 - Partos e medos, elamitas e os que habitam na Mesopotâmia, e Judeia, e Capadócia, e Ponto, e Ásia,
10 - e Frígia, e Panfília, Egito e partes da Líbia, junto a Cirene, e forasteiros romanos (tanto judeus como prosélitos),
11 - e cretenses, e árabes, todos os temos ouvido em nossas próprias línguas falar das grandezas de Deus.
12 - E todos se maravilhavam e estavam suspensos, dizendo uns para os outros: Que quer isto dizer?
Urbe - substantivo feminino; m.q. CIDADE ('aglomeração humana').
Urbe s.f. Centro urbano ou cidade; designação atribuída ao conjunto de pessoas que habitam uma área delimitada, com casas e atividades financeiras, comerciais, culturais, administrativas, entre outras: qual a urbe de mais de um milhão de habitantes que não apresenta problemas? (Etm. do latim: urbs.is)
Urbis et orbis - A Cidade e o Mundo; ou a cidade e para o mundo
Urbanidade - qualidade ou condição de ser urbano; fig. conjunto de formalidades e procedimentos que demonstram boas maneiras e respeito entre os cidadãos; afabilidade, civilidade, cortesia.
αστειος – asteios; de astu (uma cidade); adj. da cidade, urbano
πολις - polis; n f. cidade; cidade nativa de alguém, cidade na qual alguém vive; a Jerusalém celestial; a habitação dos bem aventurados no céu; habitantes de uma cidade.
πολιταρχης – politarches;
πολιτεια - politeia (“polity”); TDNT -  n f. a administração de afazeres civil; estado ou comunidade; cidadania, os direitos de um cidadão.
πολιτευμα - politeuma; n. n. administração de afazeres civis ou de uma comunidade; constituição de uma comunidade, forma de governo e as leis pelas quais é administrada; estado, comunidade; a comunidade dos cidadãos.
Exórdio
9 - Partos e medos, elamitas e os que habitam na Mesopotâmia, e Judeia, e Capadócia, e Ponto, e Ásia,
10 - e Frígia, e Panfília, Egito e partes da Líbia, junto a Cirene, e forasteiros romanos (tanto judeus como prosélitos),
11 - e cretenses, e árabes, todos os temos ouvido em nossas próprias línguas falar das grandezas de Deus.
Toda a cidade precisa de conhecer a palavra de Deus, para ter alcançado o seu maior direito: A Salvação.
O nascimento da igreja ocorreu em um momento de Festa que acolhia gente de todas as Nações conhecidas, numa maneira de Deus iniciar a Proclamação do Evangelho em todas aquelas cidades onde os hospedados e peregrinos que estavam em Jerusalém pudessem levar Boas Novas as suas comunidades. Além dos cidadãos de Jerusalém.
Ιεροσολυμιτης - Hierosolumites; n m. cidadão ou habitante de Jerusalém
O Evangelho foi pregado inicialmente na Cidade de Jerusalém, uma cosmopolita cidade, naqueles tempos, igual a NEw York.
Cosmopolita; relativo a cosmópole; oriundo ou próprio ; que se assemelha a outros grandes centros urbanos, apresentando características análogas (diz-se de cidade).
Que ou aquele que se porta como cidadão do mundo, frequentando esp. as grandes cidades e capitais mundiais.
P.ext. que ou aquele que faz muitas viagens, adaptando-se rapidamente ao modo de vida dos locais por onde passa.
Neste aspecto Jesus era cosmopolita e realizava em Seu Ministério terreno uma obra nas cidades.
Cidades alcançadas pelo Evangelho
Corinto, capital da província romana da Acaia desde 27 a.C., com cerca de 200.000 habitantes nos tempos do Novo testamento, era conhecida não apenas por sua localização estratégica, sua desenvolvida economia comercial e sua riqueza cultural. Havia na cidade muitos templos pagãos, em consonância à grande diversidade étnica da cosmopolita urbe. Um dos mais influentes era o templo de Afrodite, que oferecia aos seus frequentadores rituais de prostituição cúltica.
Exemplo de estratégia
Ir onde o povo está.
Ter uma equipe.
“E aconteceu, depois disto, que andava de cidade em cidade, e de aldeia em aldeia, pregando e anunciando o evangelho do reino de Deus; e os doze iam com ele”  Lucas 8:1-1
Formatar uma estratégia para evangelizar nas cidades é uma tarefa, que requer entendimento da atividade da cidade.
Saber onde se concentram pessoas.
Saber onde ficam os locais de comércio.
Saber onde se pode estar perto de Terminais:
Metrô, ônibus, Trens, Táxis, vans, Lotações.
Por outro lado, requer que se tenha uma visão dos diversos problemas de uma cidade, e sua população.
Nas cidades conurbadas é difícil conhecer a s divisas de ma e outra, como em SP ou RJ.
É na periferia que vamos encontrar as pessoas materialmente mais necessitadas, onde o Evangelho é uma Porta de esperança, uma solução para almas afligidas e decepcionadas com a relação social pelo poder aquisitivo, e discriminação.
Uma só pessoa pode ser a porta de uma cidade para o Evangelho e para toda a cidade.
Jesus tinha métodos e estratégias para aproximar-se.
Fosse para a Multidão.
Fosse para uma só pessoa.
“Deixou a Judéia, e foi outra vez para a Galiléia. E era-lhe necessário passar por Samaria.Foi, pois, a uma cidade de Samaria, chamada Sicar, junto da herdade que Jacó tinha dado a seu filho José.E estava ali a fonte de Jacó. Jesus, pois, cansado do caminho, assentou-se assim junto da fonte. Era isto quase à hora sexta.”
Mesmo cansado o Evangelista não deixa de ir onde estão as almas, sem hora de almoço e esperando comida.
Veio uma mulher de Samaria tirar água. Disse-lhe Jesus: Dá-me de beber. Porque os seus discípulos tinham ido à cidade comprar comida. Disse-lhe, pois, a mulher samaritana: Como, sendo tu judeu, me pedes de beber a mim, que sou mulher samaritana? (porque os judeus não se comunicam com os samaritanos). Jesus respondeu, e disse-lhe: Se tu conheceras o dom de Deus, e quem é o que te diz: Dá-me de beber, tu lhe pedirias, e ele te daria água viva....Disse-lhe Jesus: Vai, chama o teu marido, e vem cá... Disse-lhe a mulher: Senhor, vejo que és profeta....A mulher disse-lhe: Eu sei que o Messias (que se chama o Cristo) vem; quando ele vier, nos anunciará tudo. Jesus disse-lhe: Eu o sou, eu que falo contigo.
E nisto vieram os seus discípulos, e maravilharam-se de que estivesse falando com uma mulher; todavia nenhum lhe disse: Que perguntas? Ou: Por que falas com ela?
Ela foi impactada pela pregação: “Deixou, pois, a mulher o seu cântaro, e foi à cidade, e disse àqueles homens: Vinde, vede um homem que me disse tudo quanto tenho feito. Porventura não é este o Cristo?
Usando a estratégia de chamar a atenção com uma novidade e necessidade:
Formando evangelizadores. O evangelista verdadeiro está sempre m andanças, como Felipe. Faz-se necessário, então, que ele possa contar com os que já ouviram a Palavra para serem multiplicadores.
Estratégia para conquistar ouvintes.
Os discípulos acabaram de chegar da cidade onde foram para comprar comida para o grupo. Eles acharam, que Jesus já tinha se alimentado, ou que a mulher ou outrem tivesse trazido comida.
“Ele, porém, lhes disse: Uma comida tenho para comer, que vós não conheceis. Então os discípulos diziam uns aos outros: Trouxe-lhe, porventura, alguém algo de comer? Jesus disse-lhes: A minha comida é fazer a vontade daquele que me enviou, e realizar a sua obra...”
O Evangelista não pode ficar num só lugar, mesmo que isto represente deixar alguns que aprenderam com ele e o querem só para si.
O Evangelho quebra barreiras da raça e culturais e de crença.
“E muitos dos samaritanos daquela cidade creram nele, pela palavra da mulher, que testificou: Disse-me tudo quanto tenho feito. Indo, pois, ter com ele os samaritanos, rogaram-lhe que ficasse com eles; e ficou ali dois dias.E muitos mais creram nele, por causa da sua palavra. E diziam à mulher: Já não é pelo teu dito que nós cremos; porque nós mesmos o temos ouvido, e sabemos que este é verdadeiramente o Cristo” João 4: 3-6;7-42
É necessário o uso de Metodologias para a evangelização urbana.
Entre elas:
Método audiovisual, a mensagem tem que ser transmitida, ouvida e vista, utilizando-se dois poderosos canais de comunicação  e percepção humana.
Atrair a atenção.
As informações entram pelos olhos, e são as mais duradouras.
Jesus utilizou esse método:
Mateus 6.26 (“Olhai para as aves do céu”);
Mateus 6.28 (“Olhai para os lírios do campo”);
João 10.9 (“Eu sou a porta”);
João 15.5 (“Eu sou a videira, vós as varas”);
Marcos 12.15- 16 (“Trazei-me um denário. De quem é esta efígie?”);
Lucas 9.47 (Tomou uma criança, colocou-a junto a si);
Ezequiel 4.1 (Deus mandando Ezequiel gravar o perfil de Jerusalém num tijolo).

Os alunos precisam não somente aprender de Cristo, mas “aprender a Cristo” (Efésios 4.20). 
Só é possível “aprender a Cristo” quando Ele tem expressão por meio da vida de alguém. Falar de Cristo no meio Urbano exige apresentar meios de compreensão do que é seguir a Cristo. Como Jesus fez com muitas pessoas em várias cidades, por onde passou pregando o Evangelho do Reino.

Nenhum comentário:

Seguidores

Ocorreu um erro neste gadget

Geografia Bíblica-Texto-Local!

Para quem estuda a Arqueologia - Mapas do Antigo Testamento e do Novo Testamento.
Viaje à Terra Santa pelo seu PC, ou qualquer lugar citado na Bíblia! Com ela você pode através do texto que está lendo ter acesso ao local onde ocorreu o fato bíblico! Forma gratuita, é só clicar e acessar:

Ser Solidário

Seja solidário
"Um dia vieram e levaram meu vizinho que era judeu. Como não sou judeu, não me incomodei. No dia seguinte, vieram e levaram meu outro vizinho que era comunista. Como não sou comunista, não me incomodei . No terceiro dia vieram e levaram meu vizinho católico. Como não sou católico, não me incomodei. No quarto dia, vieram e me levaram; já não havia mais ninguém para reclamar..."
Martin Niemöller, 1933

Doutrina


O Credo da Assembléia de Deus
A declaração de fé da Igreja Evangélica Assembléia de Deus não se fundamenta na teologia liberal, mas no conservadorismo protestante que afirma entre outras verdades principais, a crença em:
1)Em um só Deus, eternamente subsistente em três pessoas: o Pai, o Filho e o Espírito Santo (Dt 6.4; Mt 28.19; Mc 12.29).
Pacto de Lausanne – Suíça
Teses de Martinho Lutero
95 Teses de Lutero
Clique e acesse todo texto.

Ensino Dominical