PAG SEGURO PÓS DIA 10

Pague com PagSeguro - é rápido, grátis e seguro!

sábado, maio 16

Cristo é a Nossa Reconciliação com Deus Lição 7 – CPAD – 2º Trimestre 2020

Cristo é a Nossa Reconciliação com Deus

Lição 7 – CPAD – 2º Trimestre 2020

Estudo subsídio Pastor Prof. Univ Osvarela


Texto Áureo

Porque ele é a nossa paz, o qual de ambos os povos fez um; e, derribando a parede de separação que estava no meio”. Efésios 2.14

Verdade Prática

Ao morrer na Cruz do Calvário, Cristo reconciliou os eleitos desfazendo a inimizade entre Deus e os homens.

Leitura Bíblica

Efésios 2.14-19.

14 — Porque ele é a nossa paz, o qual de ambos os povos fez um; e, derribando a parede de separação que estava no meio,

15 — na sua carne, desfez a inimizade, isto é, a lei dos mandamentos, que consistia em ordenanças, para criar em si mesmo dos dois um novo homem, fazendo a paz,

16 — e, pela cruz, reconciliar ambos com Deus em um corpo, matando com ela as inimizades.

17 — E, vindo, ele evangelizou a paz a vós que estáveis longe e aos que estavam perto;

18 — porque, por ele, ambos temos acesso ao Pai em um mesmo Espírito.

19 — Assim que já não sois estrangeiros, nem forasteiros, mas concidadãos dos Santos e da família de Deus.

Objetivo Geral

Conscientizar que por meio do sacrifício vicário, Cristo desfez a inimizade e, entre dois povos, criou um — a Igreja.

Objetivos Específicos

Abaixo, os objetivos específicos referem-se ao que o professor deve atingir em cada tópico. Por exemplo, o objetivo I refere-se ao tópico I com os seus respectivos subtópicos.

I. Pontuar sobre a inimizade que existia entre Deus e os homens;

II. Explicar que pela paz, Cristo fez um “Novo Homem”;

III. Evidenciar que pela cruz fomos reconciliados com Deus.

Discurso e Etimologia:

15 — na sua carne, desfez a inimizade,

αποκαταλλασσω - apokatallasso; v. reconciliar completamente; reconciliar outra vez; trazer de volta um estado de harmonia anterior

διαλλασσω - diallasso; v. mudar; mudar a mente de alguém, reconciliar; ser reconciliado, renovar a amizade com alguém

καταλλασσω - katallasso; v. trocar; cambiar, por exemplo, moedas por outras de valor equivalente; reconciliar (aqueles que estão em divergência) - voltar a ter o favor de, ser reconciliado com alguém - receber alguém em favor, reconciliar.

σωτηρια - soteria; n. f. livramento, preservação, segurança, salvação - livramento da moléstia de inimigos - num sentido ético, aquilo que confere às almas segurança ou salvação - da salvação messiânica; salvação como a posse atual de todos os cristãos verdadeiros; salvação futura, soma de benefícios e bênçãos que os cristãos, redimidos de todos os males desta vida, gozarão após a volta visível de Cristo do céu no reino eterno e consumado de Deus.

פדה - padah; v. resgatar, redimir, livrar; resgatar; ser resgatado; permitir que alguém seja resgatado; redimido

Jesus Cristo não apenas reconciliou judeus e gentios, mas também reconciliou ambos com ele próprio em um só corpo, a Igreja.”

A ideia divina de reconciliar o homem, com Deus (religare), estava em mistério, reservada para a Plenitude. Esta volta ao contato do homem com Deus, se dá na reconciliação em Cristo, na Cruz e, para isto, a Igreja Redimida é  Corpo místico pelo qual através da salvação o Homem se reconcilia Em Cristo, e obtém acesso a Deus, ao ser introduzido neste corpo místico, dos redimidos, através da ação do Espírito Santo, que “convence, o homem, da justiça, do pecado e do juízo”, e alcançados pela Graça eles são completamente reconciliados com Deus.

Esta ação (salvação, como a posse atual de todos os cristãos verdadeiros), confere às almas segurança ou salvação.

Efésios 2. 16 e, pela cruz, reconciliar ambos com Deus em um corpo, matando com ela as inimizades.

Efésios 2:16 - και αποκαταλλαξη τους αμφοτερους εν ενι σωματι τω θεω δια του σταυρου αποκτεινας την εχθραν εν αυτω

αποκαταλλαξη – aparece duas vezes, usado pelo Apóstolo Paulo aqui na Epístola aos Efésios e na Epístola ao Colossenses, colocando Deus como sujeito e os homens como objeto. está inserida a ideia de afastamento, separação, para o qual se da o sentido que há uma última ação, um esgotamento no ato de reconciliar completamente, até ao fim, até ao esgotamento, o que significa que houve um ato final divino para promover a reconciliação do homem (objeto da ação divina) com Deus (o sujeito da ação).


Esta ação em um ato de esforço divino de reconciliar completamente (αποκαταλλαξη), a Humanidade, buscou “matar” a inimizade, de uma vez por todas, e reconciliar definitivamente e completamente, os dois povos (judeus e gentios), pela obra da Cruz, derrubando de uma única vez e eternamente a parede de separação entre, os dois povos (um sob a Nomia dada no Êxodo), com os da Graça (Em Cristo, pela Cruz).

ASSIM:

   “Os que estão “em Cristo”, estão reconciliados completamente com Deus”. Dissertação de Pós Graduação, Epístola de Paulo aos Efésios, Proposta de leitura linear, Moisés Olímpio Ferreira, USP – FFLCH, São Paulo, Junho de 2006, Orientador Prof. Dr. José Rodrigues Seabra F.

Colossenses 1:20 - και δι αυτου αποκαταλλαξαι τα παντα εις αυτον ειρηνοποιησας δια του αιματος του σταυρου αυτου δι αυτου ειτε τα επι της γης ειτε τα εν τοις ουρανοις

A Reconciliação completa

Judeus e Gentios

14 — Porque ele é a nossa paz, o qual de ambos os povos fez um; e, derribando a parede de separação que estava no meio,

15 — na sua carne, desfez a inimizade, isto é, a lei dos mandamentos, que consistia em ordenanças, para criar em si mesmo dos dois um novo homem, fazendo a paz,

É necessário entender, que a reconciliação completa, não foi um ato de mudar culturas, nem dos judeus, nem dos gentios, não era fundir, nem é fundir um povo ao outro, mas se dá pela criação de um Corpo místico, o Corpo de Cristo, A Igreja Redimida, esta é a Unidade não estava centrada, como alguns entendiam, apenas nos judeus, mas ela se deu e continua eternamente centrada em Jesus Cristo, por meio da Fé.

Deus anunciou a Paz entre todos os povos.

“É, porventura, Deus somente dos judeus? Não o é também dos gentios? Sim, também dos gentios,” Romanos 3:29

É importante ressaltar, que a reconciliação, não era necessária, apenas, aos Gentios, mas também, aos judeus, ainda que estes tenham recebido, os Oráculos divinos (Rm. 3.1), e terem uma Aliança (rompida unilateralmente, pelos judeus), estes também seriam alcançados pela Reconciliação completa, em Cristo.

“..., Pedro tomou a palavra e lhes disse: Irmãos, vós sabeis que, desde há muito, Deus me escolheu dentre vós para que, por meu intermédio, ouvissem os gentios a palavra do evangelho e cressem. Ora, Deus, que conhece os corações, lhes deu testemunho, concedendo o Espírito Santo a eles, como também a nós nos concedera. E não estabeleceu distinção alguma entre nós e eles, purificando-lhes pela fé o coração. Agora, pois, por que tentais a Deus, pondo sobre a cerviz dos discípulos um jugo que nem nossos pais puderam suportar, nem nós? Mas cremos que fomos salvos pela graça do Senhor Jesus, como também aqueles o foram.” Atos 15:7-11

Os dois “homens”:

-  os Judeus; os Gentios, podem ser reconciliados e unidos com Deus, e isto se dá pela fé, a Fé de Abraão e recebessem o Espírito da Promessa.

“para que a bênção de Abraão chegasse aos gentios, em Jesus Cristo, a fim de que recebêssemos, pela fé, o Espírito prometido.” Gálatas 3:14

A pregação do Evangelho da reconciliação, foi dada a Abraão, que creu pela fé, sem apoio da Lei. Da mesma forma, como Pedro disse, pela fé Deus concedeu o mesmo Espírito Santo, aos gentios, em testemunho de que não havia distinção. Pedro declara, isto, e produz um paradigma, que Paulo vai tornar em Doutrina, aqui mesmo, na Epístola aos Efésios (Salvação pela Graça)

“Mas se, procurando ser justificados em Cristo, fomos nós mesmos também achados pecadores, ...” Gálatas 2:17

A afirmativa petrina e aqui em Efésios, paulina, leva em consideração algo importante:

Em Cristo, a questão está completamente resolvida:

Deus não queria tornar os gentios em judeus, para se tornarem cristãos, nem os judeus em gentios, mas levar os judeus a se reconhecerem tão pecadores quanto aos gentios.

“Por que comeis e bebeis com os publicanos e pecadores? Respondeu-lhes Jesus: Os sãos não precisam de médico, e sim os doentes. Não vim chamar justos, e sim pecadores, ao arrependimento.” Lucas 5:30-32

O próprio ministério terreno de Jesus Cristo, fora condenado inúmeras vezes, por pregar, comer e ministrar bençãos aos pecadores, mas foi aclamado, “porque, Tu não fazes acepção de pessoas”!

"Porque não há distinção, pois todos pecaram e carecem da glória de Deus" Romanos 3:22, 23.

Entendamos, que a mesma Lei separava os Gentios dos judeus e vice-versa, separava todos de Deus. Mesmo que as promessas adquiridas na lei, continuam valendo, por parte daquele que é fiel.

“Porque, se Deus não poupou os ramos naturais, também não te poupará... Eles também, se não permanecerem na incredulidade, serão enxertados; pois Deus é poderoso para os enxertar de novo. Pois, se foste cortado da que, por natureza, era oliveira brava e, contra a natureza, enxertado em boa oliveira, ... Porque não quero, irmãos, que ignoreis este mistério (para que não sejais presumidos em vós mesmos): que veio endurecimento em parte a Israel, até que haja entrado a plenitude dos gentios.” Romanos 11:21-25

A mesma Lei que separava os gentios dos judeus também separava os homens de Deus, e Cristo levou sobre si a maldição da Lei.” Warren W. Wiersbe

Até, porque a Lei se tornara, uma forma de distinção e discriminação entre judeus e gentios, por parte daqueles. Além, de ser absurdamente não cumprida, ou usada para benefícios de alguns e dividindo a própria cidadania judaica, e a “Neo Igreja” (considerada como uma nova seita judaica).

Fazia parte de plano divino,  que tal distinção fosse eliminada para sempre, o que ocorreu por intermédio da obra de reconciliação realizada por Cristo.

Era essa lição que a Igreja tinha tanta dificuldade em compreender. Durante séculos, os judeus haviam sido diferentes dos gentios - na religião, na maneira de se vestir, na alimentação e nas leis.

Até Pedro ser enviado aos gentios (At. 10), a Igreja não teve problemas.

Mas a partir do momento em que os gentios começaram a ser salvos dentro dos mesmos termos que os judeus, os conflitos começaram a surgir.

vós que estáveis longe e aos que estavam perto;”

Os cristãos judeus repreenderam Pedro por visitar os gentios e comer com eles (At 11), e alguns representantes da Igreja reuniram-se para uma assembleia importante visando determinar o lugar dos gentios dentro da Igreja (At 15).

“a saber, que os gentios são coerdeiros, membros do mesmo corpo e coparticipantes da promessa em Cristo Jesus por meio do evangelho;” Efésios 3:6

Um gentio deveria passar a ser judeu antes de se tornar cristão?

A conclusão a que chegaram foi: "Não! Judeus e gentios são salvos da mesma forma: pela fé em Jesus Cristo". A inimizade não existia mais!

“Aquele, pois, que vos concede o Espírito e que opera milagres entre vós, porventura, o faz pelas obras da lei ou pela pregação da fé? É o caso de Abraão, que creu em Deus, e isso lhe foi imputado para justiça. Sabei, pois, que os da fé é que são filhos de Abraão. Ora, tendo a Escritura previsto que Deus justificaria pela fé os gentios, preanunciou o evangelho a Abraão: Em ti, serão abençoados todos os povos.” Gálatas 3:5-8

A Paz está feita, Universalmente!

Porque ele é a nossa paz, o qual de ambos os povos fez um; e, derribando a parede de separação que estava no meio” (Ef 2.14).

Nós como Igreja Redimida, reconciliados pela Graça (vós que estáveis longe e aos que estavam perto;) somos lembrado que necessitamos dar oportunidade de reconciliação aos que ainda não conhecem a Jesus e não nos comportarmos como aqueles, que detêm, uma salvação que nos diferencia dos demais homens, para que nos lembremos, que não devemos criar uma “parede que não existe”, mas agora, há apenas um Caminho - Jesus Cristo, A Nossa Paz - que todos devem conhecer e alcançar a completa reconciliação, agora pessoal, e universalmente realizada na Cruz.

17 — E, vindo, ele evangelizou a paz a vós que estáveis longe e aos que estavam perto;

18 — porque, por ele, ambos temos acesso ao Pai em um mesmo Espírito.

O Espírito Santo nos convida a pensar, assim e quer falar aos corações pela Seu Espírito Santa, pela pregação da Palavra revelada, à Igreja, como fora concedida em primeiro lugar aos de Israel que a usavam para fazer distinção entre os povos.

Fonte:

No corpo do texto

Dicionário Strong

Comentário Bíblico Expositivo, Novo Testamento, Volume II, Warren W. Wiersbe

Bíblia online

Dissertação de Pós Graduação, Epístola de Paulo aos Efésios, Proposta de leitura linear, Moisés Olímpio Ferreira, USP – FFLCH, São Paulo, Junho de 2006, Orientador Prof. Dr. José Rodrigues Seabra F.

Apontamentos do autor

Champlin


Nenhum comentário:

Seguidores

Geografia Bíblica-Texto-Local!

Para quem estuda a Arqueologia - Mapas do Antigo Testamento e do Novo Testamento.
Viaje à Terra Santa pelo seu PC, ou qualquer lugar citado na Bíblia! Com ela você pode através do texto que está lendo ter acesso ao local onde ocorreu o fato bíblico! Forma gratuita, é só clicar e acessar:

Ser Solidário

Seja solidário
"Um dia vieram e levaram meu vizinho que era judeu. Como não sou judeu, não me incomodei. No dia seguinte, vieram e levaram meu outro vizinho que era comunista. Como não sou comunista, não me incomodei . No terceiro dia vieram e levaram meu vizinho católico. Como não sou católico, não me incomodei. No quarto dia, vieram e me levaram; já não havia mais ninguém para reclamar..."
Martin Niemöller, 1933

Doutrina


O Credo da Assembléia de Deus
A declaração de fé da Igreja Evangélica Assembléia de Deus não se fundamenta na teologia liberal, mas no conservadorismo protestante que afirma entre outras verdades principais, a crença em:
1)Em um só Deus, eternamente subsistente em três pessoas: o Pai, o Filho e o Espírito Santo (Dt 6.4; Mt 28.19; Mc 12.29).
Pacto de Lausanne – Suíça
Teses de Martinho Lutero
95 Teses de Lutero
Clique e acesse todo texto.

Ensino Dominical