sexta-feira, julho 16

AS FUNÇÕES SOCIAIS E POLÍTICAS DA PROFECIA. LIÇÃO 03 – CPAD - 3º Trim. 2010

LIÇÃO 03 – CPAD                                                                        Autor: Osvarela

A fé em Iavé [para Miquéias] deve resultar em justiça social e santidade pessoal. Russell Norman Champlin.

JESUS, O PROFETA DAS NAÇÕES - Lição 06- CPAD


Pv.29.18. Não havendo profecia, o povo se corrompe; mas o que guarda a lei, esse é bem-aventurado.
Leitura Bíblica em Classe.Jr. 34.8-11,16,17.
Glossário.
Peita - s.m. Ação ou efeito de subornar; ato de induzir a pessoa à prática de certo ato, oferecendo-lhe dinheiro ou outros benefícios ilícitos, em proveito próprio; peita.
Laico- Países politicamente laicos -  a religião não interfere na política. 
Países não laicos são teocráticos (forma de governo onde o povo é controlado por um sacerdote ou líder religioso que governa, supostamente, segundo o desejo de uma divindade), e a religião tem papel ativo na política e até mesmo constituição.
Essa visão política está relacionada a laicidade e laicismo (doutrina filosófica que defende e promove a separação do Estado das igrejas e comunidades religiosas, assim como a neutralidade do Estado em matéria religiosa. Não deve ser confundida com o ateísmo de Estado) e o secularismo (Política de separação entre religião e Estado, a partir da idéia de que os sacerdotes e as instituições religiosas não devem ter poder político nem influenciar nas leis).
mishpat é a palavra comum e geral para "decisão" no sentido do direito na justiça.
zônâh - rameira
Tsedheq - Os termos hebraicos que aparecem no Antigo Testamento para “justo” e “justiça” são tsaddiq, tsedheq, tsedhâqâh, e os termos gregos correspondentes no NT são dikaios e dikaiosyne, todos tendo a idéia fundamental de conformidade a um padrão, de estrito apego à lei.
DISCURSO.
I – INTRODUÇÃO.
I-1- A Ação Social E A Função Política Em Israel, São Fundidas Em Uma Só Atividade No Exercício Profético.
A concentração de renda é um dos fatores de empobrecimento de um povo.
O surgimento de grupos ricos dentro de Israel trouxe o desejo do poder mais fácil de ser alcançado pela proximidade do mesmo, tomando a forma humana. Assim nasce a Monarquia em Israel.
Igualar a sociedade teocrática com a monarquia humana dos vizinhos de Israel.
Mas, além deste desejo estava o desejo de manipular o poder.
A pirâmide social é tão afunilada, que a base cresce sempre e o topo afunila cada vez mais.
Para a Pirâmide estar apoiada, mais e mais pobres precisam ser colocados na base da mesma.
A corrupção grassa, em benefício daqueles, que se encontram próximo ao poder, encastelado, no Palácio dos governantes.
Tg.1.27. A religião pura e imaculada para com Deus, o Pai, é esta: Visitar os órfãos e as viúvas nas suas tribulações, e guardar-se da corrupção do mundo.
Parece que estamos narrando um caso social e político atual.
Mas, esta era a situação de Israel durante o período profético.
1-Judá era uma monarquia absolutista.
A voz dos profetas se torna cada vez mais importante na sua tripla função. Vide lição anterior e leia mais no link. http://estudandopalavra.blogspot.com/2008/02/lio-06-2008-cpad-autor-deste-comentrio.html
Richard Sturz diz que a decadência espiritual de Judá deveu-se a quatro grupos:
1 Sm.8. 6-9. Mas pareceu mal aos olhos de Samuel, quando disseram: Dá-nos um rei para nos julgar. Então Samuel orou ao Senhor. Disse o Senhor a Samuel: Ouve a voz do povo em tudo quanto te dizem, pois não é a ti que têm rejeitado, porém a mim, para que eu não reine sobre eles. [...]do Egito até o dia de hoje, ...e servindo a outros deuses ...contudo lhes protestarás solenemente, e lhes declararás qual será o modo de agir do rei que houver de reinar sobre eles.
A- Em primeiro lugar, os Reis.
1 Sm.8. 11-17. e disse: Este será o modo de agir do rei que houver de reinar sobre vós: tomará os vossos filhos, e[...]fazerem as suas colheitas e fabricarem[...]e os petrechos de seus carros. Tomará as vossas filhas para perfumistas, cozinheiras e padeiras. Tomará o melhor das vossas terras, [...] e o dará aos seus servos. Tomará o dízimo [...] para dar aos seus oficiais e aos seus servos. Também os vossos servos e as vossas servas,[...]e os empregará no seu trabalho. ...e vós lhe servireis de escravos.
O Estado não era laico.
A situação de Israel era a mais difícil entre seus vizinhos, pois Israel era um estado onde a laicidade era total.
Havia uma fundição divina entre Israel e o seu Deus – O Senhor dos Exércitos de Israel.
A Adoração ficava sob a autoridade do rei
Os Sacerdotes os responsáveis pelas práticas cerimoniais.
Maus reis como:
Manassés
Acabe
Zedequias
O rei Acaz introduziu um altar pagão no templo de Jerusalém, mudando radicalmente o padrão de adoração (1Rs 17.7-18).
B-Em segundo lugar, os príncipes.
Abaixo do rei, o país era administrado por príncipes, autoridades hereditárias das tribos e dos clãs. Miquéias chama esses príncipes de "cabeças" e "chefes" (3.1).
Esses líderes estão dominados pela ganância e pela avareza.
C-Em terceiro lugar, os sacerdotes.
Os sacerdotes estavam usando indevidamente a responsabilidade de ensinar o povo (3.11). Oséias, contemporâneo de Miquéias, diz que o povo estava sendo destruído porque os sacerdotes não lhes ensinavam a lei (Os 4.6-9). A falta de pessoas instruídas era um mal infligido a Judá (2.5).
D-Em quarto lugar, os profetas.
Enquanto os cargos de príncipes e de sacerdotes eram hereditários, o de profeta dependia de um "chamado" de Deus.
Mq.7.13. As suas mãos fazem diligentemente o mal; assim demanda o príncipe, e o juiz julga pela recompensa, e o grande fala da corrupção da sua alma, e assim todos eles tecem o mal.
É neste cenário que há o eco das profecias.
II- Conteúdo Profético Contra A Política E Atividade Social Em Israel.
A narrativa bíblica do Texto da leitura em Classe nos orienta que quando o Governante está sob orientação das escrituras, há um período de bênçãos para todo povo.
O caso Israel é paralelo, ao caso, Igreja atual;
No modo teocrático de governo sob a tutela do Espírito do Senhor.
1- Visão da Sociedade sob o ângulo de vista do Profeta Isaías e outros Profetas.
Is.1.1-5.VISÃO de Isaías, filho de Amós, que ele teve a respeito de Judá e Jerusalém, nos dias de Uzias, Jotão, Acaz, e Ezequias, reis de Judá.Ouvi, ó céus, e dá ouvidos, tu, ó terra; porque o Senhor tem falado: Criei filhos, e engrandeci-os; mas eles se rebelaram contra mim.O boi conhece o seu possuidor, e o jumento a manjedoura do seu dono; mas Israel não tem conhecimento, o meu povo não entende. Ai, nação pecadora, povo carregado de iniqüidade, descendência de malfeitores, filhos corruptores; deixaram ao Senhor, blasfemaram o Santo de Israel, voltaram para trás.Por que seríeis ainda castigados, se mais vos rebelaríeis? Toda a cabeça está enferma e todo o coração fraco.
-Como se transformou em prostituta (zônâh) a cidade fiel?
-Sião, onde prevalecia o direito (mishpât),
-Onde habitava a justiça (tsedheq),
-Mas agora povoada de assassinos (v. 21).
-E os dirigentes?
-Os teus príncipes são uns rebeldes, companheiros de ladrões; 
-Todos são ávidos por subornos e correm atrás de presentes.
-Não fazem justiça ao órfão, a causa da viúva não os atinge (v. 23)
Is.1.17;23.Aprendei a fazer bem; procurai o que é justo; ajudai o oprimido; fazei justiça ao órfão; tratai da causa das viúvas.Os teus príncipes são rebeldes, e companheiros de ladrões; cada um deles ama as peitas, e anda atrás das recompensas; não fazem justiça ao órfão, e não chega perante eles a causa da viúva.
A voz do profeta ergue-se num lamento fúnebre – uma qiná – cânticos durante o velório sobre um defunto, pela morte em vida da grande Judá envolta na corrupção, prostituição e adultério espiritual.
Abandonando os preceitos do Senhor, abandonando suas crianças.
Jr.9.17-21. Assim diz o Senhor dos Exércitos: Considerai, e chamai carpideiras que venham; e mandai procurar mulheres hábeis, para que venham.E se apressem, e levantem o seu lamento sobre nós; e desfaçam-se em lágrimas os nossos olhos, e as nossas pálpebras destilem águas.Porque uma voz de pranto se ouviu de Sião: Como estamos arruinados! Estamos mui envergonhados, porque deixamos a terra, e por terem eles lançado fora as nossas moradas.Ouvi, pois, vós, mulheres, a palavra do Senhor, e os vossos ouvidos recebam a palavra da sua boca; e ensinai o pranto a vossas filhas, e cada uma à sua vizinha a lamentação;Porque a morte subiu pelas nossas janelas, e entrou em nossos palácios, para exterminar as crianças das ruas e os jovens das praças.
Vê-se nas leituras proféticas, estarrecedoras, um quadro similar entre os adolescentes e crianças.
Jr.6.10.11. ...eis que os seus ouvidos estão incircuncisos, e eles não podem ouvir; eis que a palavra do Senhor se lhes tornou em opróbrio; nela não têm prazer. Pelo que estou cheio de furor do Senhor; estou cansado de o conter; derrama-o sobre os meninos pelas ruas, e sobre a assembléia dos jovens também;
Soltas pelas ruas, sem correção e mandando e desrespeitando os mais velhos.
Algo que me traz a lembrança recente documento aprovado pelo Senado brasileiro, impeditório a correção da criança, qual será a Nação que a Igreja quer que exista, qual a nossa manifestação contra esta Ode ao desmando?.
Is.1.21-23.Como se fez prostituta a cidade fiel! Ela que estava cheia de retidão! A justiça habitava nela, mas agora homicidas.A tua prata tornou-se em escórias, o teu vinho se misturou com água.Os teus príncipes são rebeldes, e companheiros de ladrões; cada um deles ama as peitas, e anda atrás das recompensas; não fazem justiça ao órfão, e não chega perante eles a causa da viúva.
Dt.16.19. Não torcerás o juízo, não farás acepção de pessoas, nem receberás peitas; porquanto a peita cega os olhos dos sábios, e perverte as palavras dos justos.
A corrupção pelo dinheiro e do dinheiro na qual caíram seus dirigentes.
Mas o profeta tem esperança: a cidade será purificada, pela ação de Yahweh, como o metal o é pelo fogo, tornando-se, novamente a cidade da justiça. 
O profeta legítimo abre a sua boca e a sua vida para proclamar a exortação disciplinar pela Palavra de Deus.
Como Atalaia está vendo no horizonte a nuvem da poeira levantada pelos cavalos da Babilônia.
Como apregoador e ensina as Escrituras.
Esta deve ser a ação dos Homens de Deus, na realidade atual, tão parecida com aquela que encontrou Judá desprevenida.
Lembro que a aliança de Zedequias com o Egito levou rapidez a ação da Babilônia.
III - A POLÍTICA DEMOCRATA E A IGREJA – POVO DE DEUS.
É tempo de a Igreja ver, com quem se está aliançado, em quem está se apoiando, mais em homens ou mais em Deus?
A Política no sentido atual, a política partidária sob fundamentos democráticos é um caminho legítimo para a Igreja.
Lembro-me de Daniel que como Governador pôde agir em favor de seus amigos, Ananias, Misael e Azarias, concedendo-lhes espaço no Governo babilônico, até sendo corroborado pelo dito de Jeremias “edificai...’ ou seja se estabeleçam em todas as áreas e busquem a Paz da cidade para onde fostes levados, para que a paz desta cidade venha atingir seus moradores e a vós!
É uma realidade da qual não podemos fugir.
Dn. 2.47-49. Respondeu o rei a Daniel, e disse: Certamente o vosso Deus é Deus dos deuses, e o Senhor dos reis e revelador de mistérios, pois pudeste revelar este mistério. Então o rei engrandeceu a Daniel, e lhe deu muitas e grandes dádivas, e o pôs por governador de toda a província de Babilônia, como também o fez chefe dos governadores sobre todos os sábios de Babilônia. E pediu Daniel ao rei, e constituiu ele sobre os negócios da província de Babilônia a Sadraque, Mesaque e Abednego; mas Daniel permaneceu na porta do rei.
1-Denunciando a Injustiça e a Corrupção.
2-Instruir é obrigação sacerdotal.
3-Condenados por não ensinar.
Miquéias tem a sua profecia atilada para:
-A Denúncia da Injustiça Social.
-Justiça comprada;
-Riqueza advinda da corrupção;
-Malícia nas atividades entre todo o povo.
-Falta de instrução do povo.
Mq.3.11. Os seus chefes dão as sentenças por suborno, e os seus sacerdotes ensinam por interesse, e os seus profetas adivinham por dinheiro; e ainda se encostam ao Senhor, dizendo: Não está o Senhor no meio de nós? Nenhum mal nos sobrevirá.
Miquéias acusa os profetas de sua época de moldar a mensagem aos desejos de seus mantenedores (2.11; 3.5).
Haviam-se tornado adivinhadores em troca do pão de cada dia (3.11). Miquéias não era do mesmo estofo desses profetas da conveniência.[assunto da lição 7]
Mq.7.13. As suas mãos fazem diligentemente o mal; assim demanda o príncipe, e o juiz julga pela recompensa, e o grande fala da corrupção da sua alma, e assim todos eles tecem o mal.
É neste cenário que há o eco das profecias.
Oséias corrobora. Os. 6.6. Porque eu quero a misericórdia, e não o sacrifício; e o conhecimento de Deus, mais do que os holocaustos.
Os. 4.6.O meu povo foi destruído, porque lhe faltou o conhecimento; porque tu rejeitaste o conhecimento, também eu te rejeitarei, para que não sejas sacerdote diante de mim; e, visto que te esqueceste da lei do teu Deus, também eu me esquecerei de teus filhos...
Muitas vezes ensinamos só a parte ‘a’ do versículo, mas ele atinge a todos os que servem a Deus. Tremo em pensar da minha obrigação em ensinar e viver a verdade das escrituras.
É um alerta a Igreja de Deus.
Aprender a justiça, ajudar ao órfão e a viúva e afastar-se do mal.
Tg.1.27. A religião pura e imaculada para com Deus, o Pai, é esta: Visitar os órfãos e as viúvas nas suas tribulações, e guardar-se da corrupção do mundo.
IV- CONTEXTO HISTÓRICO.
O DOMÍNIO ASSÌRIO
Os profetas Isaías, Oséias, Amós, Jonas, Miquéias, Naum e Sofonias profetizaram durante o período de dominação Assíria.
O DOMÍNIO BABILÔNIO
Os profetas Jeremias, Ezequiel, Daniel, Obadias, Naum, Habacuque e Sofonias profetizaram durante o período de dominação Babilônica.
O DOMÍNIO PERSA
Os profetas Joel, Ageu, Zacarias e Malaquias profetizaram durante o período de dominação Persa.
Vida do Profeta Isaías.
Quando nasce o profeta Isaías, Israel está em um processo de franca prosperidade para Judá, a atuação geopolítica lhe é claramente favorável.
Jeroboão II aproveitou o enfraquecimento do reino sírio recuperando suas fronteiras e expandindo o seu reino conforme a profecia de Jonas (2º Rs 14:25). Nesta época o novo império Assírio enfrentava problemas internos propiciando este período áureo para Israel. O sucesso militar e comercial de Jeroboão II trouxe as riquezas, assim como o declínio moral e a indiferença religiosa. Sob este tempo profetizaram Amós e Oséias. Após a morte de Jeroboão II sucedeu- se nova disputa pelo poder no reino do norte, surgindo as dinastias de Salum, Menaém e Peca. Durante este período de decadência, a Assíria, agora fortalecida, invadiu a Palestina conquistando-a e posteriormente Samaria, em 722 a.C., expatriando-os.Ao final do reinado, o império Assírio novamente toma força com Tiglete-Pileser III. Numa política de oposição, Judá é vencida numa batalha contra os assírios em Arpade.
O que se dá, é que o povo de Israel deve ser conduzido por ordens de seu Rei – Yahweh.
A História de Israel no Antigo Testamento - Samuel J. Schultz - Editora Vida Nova
Schultz comenta:Embora Tiglete-Pileser houvesse esmagado a oposição conduzida por Azarias (Uzias), não fez qualquer reivindicação de haver colhido tributo de Judá. Visto que Menaém pagara uma soma enorme a fim de evitar a invasão punitiva por parte dos ferozes assírios, Tiglete-Pileser não fez seus exércitos avançarem para o sul, na direção de Judá, nessa oportunidade. Por conseguinte, Uzias foi capaz de manter uma política anti- assíra, ao mesmo tempo que contava com Israel, que era favorável à Assíria, como se fora um estado tampão” (1984, p. 198).
V- A AÇÃO PROFÉTICA –  UMA NAÇÃO VIVENDO SOB A PROFECIA
Ez.38.17.  Assim diz o Senhor Deus: Não és tu aquele de quem eu disse nos dias antigos, por intermédio de meus servos, os profetas de Israel, os quais naqueles dias profetizaram largos anos, que te traria contra eles?
Para entendermos a ação social e a ação política dos profetas necessitamos de obter entendimento das atividades dos profetas, em relação a sociedade existente.
A- Assim, temos uma graduação hierárquica dos Profetas em Israel, e em cada nível temos a ação dos profetas.
Profetas do Palácio – do Palácio real. No templo, que se situava dentro dos muros do palácio, havia todo um culto bonito, pomposo e elegante, que era freqüentado somente pelos ricos;
Profetas Pagos - 1 Rs.22.10.E o rei de Israel e Jeosafá, rei de Judá, estavam assentados cada um no seu trono, vestidos de trajes reais, na praça, à entrada da porta de Samaria; e todos os profetas profetizavam na sua presença.E Zedequias ...disse: Assim diz o Senhor: Com estes ferirás aos sírios, até de todo os consumir. E ...foi chamar a Micaías falou-lhe...Vês aqui que as palavras dos profetas a uma voz predizem coisas boas para o rei; seja, pois, a tua palavra como a palavra de um deles, e fala bem.[...] Então disse ele: Vi a todo o Israel disperso pelos montes, como ovelhas que não têm pastor; e disse o Senhor: Estes não têm senhor; torne cada um em paz para sua casa. ...o rei de Israel disse a Jeosafá: Não te disse eu, que nunca profetizará de mim o que é bom, senão só o que é mal? Então ele disse: [...] Eu sairei, e serei um espírito de mentira na boca de todos os seus profetas[...]eis que o Senhor pôs o espírito de mentira na boca de todos estes teus profetas [...]Então Zedequias, filho de Quenaaná, chegou, e feriu a Micaías no queixo, e disse[...]Assim diz o rei: Colocai este homem na casa do cárcere, e sustentai-o com o pão de angústia, e com água de amargura, até que eu venha em paz.
E todos nós sabemos que o rei não voltou...
B- Minha Hierarquia de Profetas. Tipos.
Profetas Cúlticos – do templo – Profetas Institucionais.
Profetas dos Ranchos – discipulados por um Profeta. [Eliseu...]
Profetas Andarilhos – 1 Rs.13.1 Eis que, por ordem do Senhor, veio de Judá a Betel um homem de Deus; e Jeroboão estava junto ao altar, para queimar incenso.E o homem clamou contra o altar, por ordem do Senhor, dizendo: Altar, altar! [...]E o altar se fendeu, e a cinza se derramou do altar, conforme o sinal que o homem de Deus [...] então o rei ao homem de Deus: Vem comigo a minha casa...e dar-te-ei uma recompensa.Mas o homem de Deus respondeu ao rei: Ainda que me desses metade da tua casa, não iria contigo, nem comeria pão, nem beberia água neste lugar.[...] Ele, pois, se foi por outro caminho, e não voltou pelo caminho por onde viera a Betel.
1-Multidão de profetas a disposição dos reis – 1 Rs.22. Então o rei de Israel reuniu os profetas até quase quatrocentos homens, e disse-lhes: Irei à peleja contra Ramote de Gileade, ou deixarei de ir? E eles disseram: Sobe, porque o Senhor a entregará na mão do rei.
A Profecia gera um permanente diálogo de Deus com a Sociedade.
Os profetas são a voz da moralidade divina a conclamar a nação:
a-Palácio – Reis
b-Sacerdotes
-Levitas
c-Profetas
d-O povo
O registo canônico destas profecias é um documento da ação da sociedade, a ser parte de uma  Constituição – Os Dez Mandamentos – e suas Leis Gerais – o código de vida de Israel.
Muitas vezes esquecido, na literalidade da palavra, mas também na ação política nacional e geopolítica internacional.
O quadro narrado na lição [objeto de artigo do Pr. Germano] é uma demonstração desta atividade geopolítica conduzida fora dos ditames de Deus.
Um governo fraco [Sedecias – Matanias – Zedequias- um homem de olhos furados]traz velocidade ao juízo iminente à Nação e a sua própria família.
Assim é mais um simbolismo da ação política cega à manifestação profética em Israel.
A literatura profética traz em seu bojo duas vertentes do kronos.
A atuação imediata e pragmática.
Seguida de uma intemporabilidade que traspassa o seu próprio tempo.
Uma sucessão de questionamentos que transpassam a sua própria época.
Estas profecias se libertam de seu tempo e mostram-se válidas, pela eternidade da Voz de Deus, em outras épocas.
É por isto que estamos estudando estas profecias.
VI- COMPROMISSO SOCIAL.
Quando Moisés escreve a legislação divina para consolidação da aliança sinaítica, a qual tem artigos de ordem, sanitária, cível, penal, moral e social a sua escrita defende a causa do pobre.
A- Há Uma Visão Social E Política Em Todo O Seu Conteúdo.
Lv.19.9-12. Quando também fizerdes a colheita da vossa terra, o canto do teu campo não segarás totalmente, nem as espigas caídas colherás da tua sega.Semelhantemente não rabiscarás a tua vinha, nem colherás os bagos caídos da tua vinha; deixá-los-ás ao pobre e ao estrangeiro. Eu sou o Senhor vosso Deus.        Não furtareis, nem mentireis, nem usareis de falsidade cada um com o seu próximo;Nem jurareis falso pelo meu nome, pois profanarás o nome do teu Deus. Eu sou o Senhor.
O conteúdo serve para trazer, na atividade profética, como atalaias, como proclamadores do juízo divino, à memória diária e a vida da sociedade hebraica o alerta do senhor, quanto ao atendimento destas leis, sem as quais, a sociedade perde os benefícios da atuação divina sobre a nação.
Jr.22. 1-3. Assim diz o Senhor: Desce à casa do rei de Judá [...] dize: Ouve ..., ó rei de Judá, que te assentas no trono de Davi; ouvi[...]Assim diz o Senhor: Exercei o juízo e a justiça, e livrai o espoliado da mão do opressor. Não façais nenhum mal ou violência ao estrangeiro, nem ao órfão, nem a viúva...
Exemplos:
1-Jeremias.
Jr.9. 21. Pois a morte subiu pelas nossas janelas, e entrou em nossos palácios, para exterminar das ruas as crianças, e das praças os mancebos.
2-Isaías.
Sl.41. 1. Bem-aventurado é aquele que considera o pobre; o Senhor o livrará no dia do mal.
Uma nação sem seguir estes ditames está fadada ao descompromisso, com o pobre, com o desvalido, com o deficiente, com a viúva, com os guetos sociais, os quais já havia nos tempos dos profetas – veja-se a reforma o Rei Josias.
Sl.82. 4. Livrai o pobre e o necessitado, livrai-os das mãos dos ímpios.
Sem que isto signifique dar vez a atuação da ação do pecado nas vidas destes guetos, muito pelo contrário é libertação do juízo fatal, qual espada a cair sobre a cabeça dos destinados a morte.
Pv.24. 11. Livra os que estão sendo levados à morte, detém os que vão tropeçando para a matança.
Cuidados com os desvalidos.
Lm.5.13. Mancebos levaram a mó; meninos tropeçaram sob fardos de lenha.
A proteção às crianças é um dos grandes preceitos constitucionais de qualquer país, que pensa em seu futuro.
Israel já em sua jornada final para posse da Terra Prometida, através do profeta Moisés demonstra seu interesse pelas vidas destes pequenos seres nação do amanhã.
B - CONSTRUINDO CIDADES.
1- Pensando nas Crianças.

 Parte mais fraca da sociedade e futuro da Nação.
Nm.32.24-28.Edificai cidades para as vossas crianças, e currais para as vossas ovelhas; e fazei o que saiu da vossa boca.Então falaram os filhos de Gade, e os filhos de Rúben a Moisés, dizendo: Como ordena meu senhor, assim farão teus servos.As nossas crianças, as nossas mulheres, o nosso gado, e todos os nossos animais estarão aí nas cidades de Gileade.[ proteção aos mais frágeis]Mas os teus servos passarão, cada um armado para a guerra, a pelejar perante o Senhor, como tem falado o meu senhor.Então Moisés deu ordem acerca deles a Eleazar, o sacerdote, e a Josué filho de Num, e aos cabeças das casas dos pais das tribos dos filhos de Israel.
2- Os Velhos – anciãos.
Os anciãos eram ou deveriam ser tratados com especial cuidado.
Lam 5:14 - Os velhos já não estão mais às portas, os jovens já deixaram a sua música.
O conselho dos anciãos era um conselho que garantia a aplicação da justiça em pendências entre os cidadãos de Judá.
Os profetas lamentam o desprezo destes anciãos.
Lam 5:12 - Os príncipes foram enforcados pelas mãos deles; as faces dos velhos não foram reverenciadas.
O juízo atingiu a estes anciãos, pois se tornaram desprezíveis e sem valor aos olhos dos dominadores estranhos, muito embora até alguns se tenham voltado contra os profetas.
Lam 4:16 - A face indignada do Senhor os espalhou, ele nunca mais tornará a olhar para eles; não respeitaram a pessoa dos sacerdotes, nem se compadeceram dos velhos.
Há neste conteúdo profético Instruções e Ensinamentos divinos de um Pai aos seus filhos, como um conjunto, ou legado e normas ético-espirituais com um interesse imediato ao que a recebia e para que a Verdade fosse transmitida de geração a geração.
B- Moralidade da Sociedade Contaminada.
Jr.9.3-9. E encurvam a língua como se fosse o seu arco, para a mentira; fortalecem-se na terra, mas não para a verdade; porque avançam de malícia em malícia, e a mim não me conhecem, diz o Senhor.Guardai-vos cada um do seu próximo, e de irmão nenhum vos fieis; porque todo o irmão não faz mais do que enganar, e todo o próximo anda caluniando.E zombará cada um do seu próximo, e não falam a verdade; ensinam a sua língua a falar a mentira, andam-se cansando em proceder perversamente. A tua habitação está no meio do engano; pelo engano recusam conhecer-me, diz o Senhor.Portanto assim diz o Senhor dos Exércitos: Eis que eu os fundirei e os provarei; pois, de que outra maneira procederia com a filha do meu povo?Uma flecha mortífera é a língua deles; fala engano; com a sua boca fala cada um de paz com o seu próximo mas no seu coração arma-lhe ciladas.Porventura por estas coisas não os castigaria? diz o Senhor; ou não se vingaria a minha alma de nação tal como esta?
Israel como sociedade preferiu o legalismo, sem a prática interna, a aparência a um interior regenerado, o sepulcro pintado, do que um interior sarado e limpo pela Palavra.
O conjunto profético de Israel, legítimo detentor do mesmo [Rm.3.1,2. Que vantagem, pois, tem o judeu?...Muita, em todo sentido; primeiramente, porque lhe foram confiados os oráculos de Deus.] tem por si mesmo a função de demonstrar a função política, e um projeto divino [não encerrado] para uma sociedade justa e com um conceito de poder soberano a ser exercido, primeiramente por Deus e sob as suas luzes pelo Rei ou governante.
VII- HÁ NO CONJUNTO PROFÉTICO UMA DISCUSSÃO DENTRO DA SOCIEDADE DE ISRAEL.
1-Seguir ao Senhor?
2-Buscar igualar-se aos seus vizinhos?
3-Ecumenizar o culto monoteísta judaico?
4-Ou acomodar a situação, apesar do dito de juízo iminente?
Is.36. 6. Eis que confias no Egito, aquele bordão de cana quebrada que, se alguém se apoiar nele, lhe entrará pela mão, e a furará; assim é Faraó, rei do Egito, para com todos os que nele confiam.
Buscar uma relação geopolítica segura?
Isaías, Jeremias e outros profetas descortinam o ‘modus vivendis’ hebraico pré-exílio e pós-exílio [Ezequias, Jeremias, Daniel].
Jr.29.1.11. Ora, são estas as palavras da carta que Jeremias, o profeta, enviou de Jerusalém, aos que restavam dos anciãos do cativeiro, como também aos sacerdotes, e aos profetas, e a todo o povo, que Nabucodonosor levara cativos de Jerusalém para Babilônia, depois de terem saído de Jerusalém o rei Jeconias, e a rainha-mãe, e os eunucos, e os príncipes de Judá e Jerusalém e os artífices e os ferreiros.[...] eis as palavras da carta: Assim diz o Senhor dos exércitos, o Deus de Israel, a todos os do cativeiro, que eu fiz levar cativos de Jerusalém para Babilônia: Edificai casas e habitai-as; plantai jardins, e comei o seu fruto.Tomai mulheres e gerai filhos e filhas; também tomai mulheres para vossos filhos, e dai vossas filhas a maridos, para que tenham filhos e filhas; assim multiplicai-vos ali, e não vos diminuais.E procurai a paz da cidade, para a qual fiz que fôsseis levados cativos, e orai por ela ao Senhor: porque na sua paz vós tereis paz.Pois assim diz o Senhor dos exércitos, o Deus de Israel: Não vos enganem os vossos profetas que estão no meio de vós, nem os vossos adivinhadores; nem deis ouvidos aos vossos sonhos, que vós sonhais; Porque assim diz o Senhor: Certamente que passados setenta anos em Babilônia, eu vos visitarei, e cumprirei sobre vós a minha boa palavra, tornando a trazer-vos a este lugar. Pois eu bem sei os planos que estou projetando para vós, diz o Senhor; planos de paz, e não de mal, para vos dar um futuro e uma esperança.
CONCLUSÃO.
Sem dúvida a ação profética está consagrada diante de todos os eventos Mundiais.
Desde o desterro para a Babilônia até ao tempo atual.
O sofrimento de todos não foi em vão.
Por eles nós cristãos podemos louvar ao Senhor pela oportunidade que nos foi dada.
É necessário que a Igreja não espere mais tempo para agir socialmente como ordena o Senhor.
Não seja uma Igreja contemplativa aos desmandos sociais e a ação corrupta na política nacional, estadual ou municipal.
Lute por uma Justiça eficaz.
Mostre seu repúdio a tudo que vai contra a Santa Palavra de Deus. Aborto, células-tronco embrionárias, discrimação, descriminalização para certos usos entre a Sociedade, tudo isto sob a égide da Palavra Santa, inspirada pelo Espírito Santo.
Agir em tempos democráticos com a soberania republicana, para obtenção de espaços verdadeiramente cristãos no centro da Nação.
Mas, a ação só será atingida quando nós firmarmos-nos com Ações de maior grandeza espiritual para atender, aos pobres, órfãos, viúvas e gente desprezada neste mundo.
Será que nós queremos que a Igreja seja modelada por este exemplo de Israel?
É um alerta espiritual para nós darmos ouvidos a verdadeira Voz de Deus – A Sua Palavra.
Completo com m uma afirmação nos dada por Deus:
“Eu creio que haja profetas, ministros de Deus, pastores são por ofício e imposição das mãos do Ministério:Profetas ao abrir das suas bocas na pregação, no ensino, no aconselhamento.No entanto, há que se distinguir quais são verdadeiros e quais são os falsos profetas. Eis a questão!” Osvarela
Fonte.
Wikipédia
A MISSÃO PROFÉTICA É A NOSSA MISSÃO
"Augusto Matos"                
A NATUREZA DA PROFECIA
Bíblia Plenitude
Bíblia digital – cortesia Tio Sam
Russell Norman Champlin.- origem Batista. Bacharel em literatura Bíblica no Imannuel College, mestre e Doutor em línguas Clássicas e PH. D em Novo Testamento e Filosofia pela University of Utah. Entre as brilhantes obras publicadas como Antigo Testamento Interpretado, Novo Testamento Interpretado e Enciclopédia de Bíblia Teologia e Filosofia.
Miquéias 1.1- O Homem, seu Tempo e sua Mensagem - Rev. Hernandes Dias Lopes-04/03/09
Usp - FFLCH  Pós-Graduação – Língua Hebraica – Sérgio Aguiar.
Apontamentos do autor
Fontes citadas ao longo do texto.
Função política e social do antigo Oriente Médio – Francisco Caramelo – FLUniv. Porto – PT – 2004.
Lição 06 –05/02/2008 - CPAD

Nenhum comentário:

Seguidores

Ocorreu um erro neste gadget

Geografia Bíblica-Texto-Local!

Para quem estuda a Arqueologia - Mapas do Antigo Testamento e do Novo Testamento.
Viaje à Terra Santa pelo seu PC, ou qualquer lugar citado na Bíblia! Com ela você pode através do texto que está lendo ter acesso ao local onde ocorreu o fato bíblico! Forma gratuita, é só clicar e acessar:

Ser Solidário

Seja solidário
"Um dia vieram e levaram meu vizinho que era judeu. Como não sou judeu, não me incomodei. No dia seguinte, vieram e levaram meu outro vizinho que era comunista. Como não sou comunista, não me incomodei . No terceiro dia vieram e levaram meu vizinho católico. Como não sou católico, não me incomodei. No quarto dia, vieram e me levaram; já não havia mais ninguém para reclamar..."
Martin Niemöller, 1933

Doutrina


O Credo da Assembléia de Deus
A declaração de fé da Igreja Evangélica Assembléia de Deus não se fundamenta na teologia liberal, mas no conservadorismo protestante que afirma entre outras verdades principais, a crença em:
1)Em um só Deus, eternamente subsistente em três pessoas: o Pai, o Filho e o Espírito Santo (Dt 6.4; Mt 28.19; Mc 12.29).
Pacto de Lausanne – Suíça
Teses de Martinho Lutero
95 Teses de Lutero
Clique e acesse todo texto.

Ensino Dominical