domingo, junho 15

O PRESBÍTERO, BISPO OU ANCIÃO LIÇÃO 11 – CPAD - Última Atualização 20/06/2014

O PRESBÍTERO, BISPO OU ANCIÃO
LIÇÃO 11 – CPAD                       EDITOR E AUTOR DO SUBSÍDIO: Osvarela
Texto Áureo
Por esta causa te deixei em Creta, para que pusesses em boa ordem as coisas que ainda restam, e de cidade em cidade estabelecesses presbíteros, como já te mandei”: Tito 1:5
Leitura Bíblica em Classe
Por esta causa te deixei em Creta, para que pusesses em boa ordem as coisas que ainda restam, e de cidade em cidade estabelecesses presbíteros, como já te mandei: Aquele que for irrepreensível, marido de uma mulher, que tenha filhos fiéis, que não possam ser acusados de dissolução nem são desobedientes. Porque convém que o bispo seja irrepreensível, como despenseiro da casa de Deus, não soberbo, nem iracundo, nem dado ao vinho, nem espancador, nem cobiçoso de torpe ganância; Tito 1:5-7
Aos presbíteros, que estão entre vós, admoesto eu, que sou também presbítero com eles, e testemunha das aflições de Cristo, e participante da glória que se há de revelar: Apascentai o rebanho de Deus, que está entre vós, tendo cuidado dele, não por força, mas voluntariamente; nem por torpe ganância, mas de ânimo pronto; Nem como tendo domínio sobre a herança de Deus, mas servindo de exemplo ao rebanho. E, quando aparecer o Sumo Pastor, alcançareis a incorruptível coroa da glória. 1 Pedro 5:1-4
זקן – zaqen-; v. ser velho, envelhecer; ser velho, envelhecer; (Hifil) envelhecer, mostrar a idade; adj. Velho; velho (referindo-se aos seres humanos); ancião (referindo-se aos que têm autoridade).
κληρο ς kleros – o conjunto dos líderes religiosos. É dado á partir da idéia de usar pedacinhos de madeira, etc., para o objetivo); n. m. objeto usado para lançar sortes (um seixo, um fragmento de louça de barro, ou um pedaço de madeira) - o nome das pessoas envolvidas era escrito no objeto escolhido para lançar sorte. O nome de quem caísse chão era o escolhido.
- uma porção do ministério comum aos apóstolos
- aqueles colocados sob o cuidado e supervisão de alguém [responsabilidade atribuída], usado de igrejas cristãs, cuja administração recae sobre os presbíteros.
Num conjunto congregacional cristão: ποιμ νιο ν poimnion – n. n. rebanho (esp.) de ovelha; grupo de discípulos de Cristo; grupos de cristãos (igrejas) presididas por presbíteros.
Sob a visão da atividade usual na Igreja primitiva, do Presbítero- Superintendente. O étimo nos mostra alguns parâmetros utilizados pelos doutrinadores, principalmente o Apóstolo Paulo.
Termos como fidelidade, responsabilidade, confiança no dever de ser um bom despenseiro, ser honesto e outras indicações para alguém ser ordenado e considerado um bom presbítero ou bispo, estão contidos na própria visão etimológica.
οικ ονομ ος oikonomos – n. m. o administrador do lar ou dos afazeres do lar; esp. um administrador, gerente, superintendente (seja nascido livre ou, como era geralmente o caso, um liberto ou um escravo) para quem o chefe da casa ou proprietário tinha confiado a administração dos seus afazeres, o cuidado das receitas e despesas, e o dever de repartir a porção própria para cada servo e até mesmo para as crianças pequenas; o administrador de um fazenda ou propriedade territorial, um supervisor; o superintendente das finanças da cidade, o tesoureiro da cidade ( ou do tesoureiro ou questor de reis); metáf. os apóstolos e outros mestres, bispos e supervisores cristãos.
Presbíteros.
πρεσβυτε ρος presbuteros - de presbus (de idade avançada); adj.  ancião, de idade; líder de dois povos; avançado na vida, sênior; designativo de posto ou ofício.
A - entre os judeus:
- membros do grande concílio ou sinédrio (porque no tempos antigos os líderes do povo, juízes, etc., eram selecionados dentre os anciãos)
- daqueles que em diferentes cidades gerenciavam os negócios públicos e administravam a justiça.
B - entre os cristãos:
- aqueles que presidiam as assembleias (ou igrejas). O NT usa o termo bispo, ancião e presbítero de modo permutável;
C - No tempo escatológico:
- os vinte e quatro membros do Sinédrio ou corte celestial assentados em tronos ao redor do trono de Deus.
Ainda πρεσβυτης presbutes; n. m. homem velho, idoso.
Exórdio
A cultura judaica conhecia e tinha estabelecido entre seus sistema patriarcal a posição do ancião. O ancião é alguém com sabedoria e idade aliadas a experiência de vida para uso junto a comunidade em famílias. O ancião é alguém que possui descortínio para examinar causas usando sua inteligência, amparada pelas cãs brancas e sabedoria.
Não como o velho sábio, mas como uma forma de designar aqueles que se reuniam e participavam das decisões entre as famílias ajudando a julgar e a orientar ao povo quanto a sua cultura religiosa, ponto fundamental da vida cultural, vida material, vida diária dos judeus.
As Escrituras eram o guia da vida do povo judeu, no mais amplo sentido:
Religioso
Legal
Guerra
Agrícola
Festas
Família
Herança
Direitos pessoais
No livro de Rute fica bem clara a ação do Zaqen. Havia um Conselho de ancião.
Assim no Conselho de Anciãos - zanqen- de Belém, Boaz realiza o Pacto do Calçado ou do sapato, entre ele e o remidor, obtendo a autorização para remir em Rute a família de Noemi e seu falecido esposo.
Então tomou dez homens dos anciãos da cidade, e disse: Assentai-vos aqui. E assentaram-se. Então disse ao remidor: Aquela parte da terra que foi de Elimeleque, nosso irmão, Noemi, que tornou da terra dos moabitas, está vendendo. E eu resolvi informar-te disso e dizer-te: Compra-a diante dos habitantes, e diante dos anciãos do meu povo; se a hás de redimir, redime-a, e se não a houveres de redimir, declara-mo, para que o saiba, pois outro não há senão tu que a redima, e eu depois de ti. Então disse ele: Eu a redimirei. Rute 4:2-4
Definições usuais para Presbíteros
Sim. Presbítero eram os pastores das igrejas Gregas.
I Pedro 5:1,2. Pastor, Presbítero e Bispo tem o mesmo significado. A Assembleia de Deus, bem como as Igrejas Denominacionais, assim chamadas as mais antigas Igrejas tem o Presbíteros em nível hierárquico inferior aos pastores, chamados de Ministros como um entendimento do que soi acontecer na Igreja primitiva.
“Rogo, pois aos presbíteros que há entre vós, eu ,presbítero como eles, e testemunha dos sofrimentos de cristo, e ainda co-participante da glória que há de ser revelada; pastoreie o rebanho de deus que há entre vós, não por constrangimento, mas espontaneamente, como Deus quer; nem por sórdida ganância , mas de boa vontade;” I pedro 5:1,2.
A palavra Presbítero é uma transliteração do grego presbiterós que significa mais velho (em relação ao mais novo)
Ancião - indicando também um ofício eclesiástico.
Bispo - é a tradução da palavra grega episkopos, passando pelo latim (episcopus) que significa: Supervisor, guardião, Superintendente.
O Presbítero era certamente o “mais velho” em contraste com o jovem.
A Idade usual de um Presbítero:
É um tema de difícil entendimento, o quanto deveria ser a idade para ser considerado presbítero, alguns sugerem entre 50 e 56 anos; no entanto, a comunidade de Qumran, exigia a idade de 30 anos para exercer o ofício de Presbítero.
Assim, Jesus pode ser visto, sem nenhuma dúvida como o Ancião de dias.
Já no Novo Testamento encontramos a associação dos anciãos como aqueles que perseguiam a Jesus e aos apóstolos (Mt 16.21; 27.1; At 6.12) e chamada Tradição dos Anciãos. (Mt 15.12; Mc 7.3,5).
Presbíteros –
No Sentido Amplo: a palavra presbítero a tradução direta da palavra grega “presbuteros”, que significa ancião, pessoa mais idosa, mais madura, mais experiente. Neste sentido amplo há muitos presbíteros na igreja, aqueles irmãos que já são pais espirituais (1Jo 2.13-14) e que tem alcançado maturidade no Senhor. Porém, não é a todo irmão maduro que o Espírito Santo comissiona para a tarefa de supervisão da igreja.
No Sentido Restrito: além da pessoa ser madura e experiente, o presbítero no sentido restrito recebe o comissionamento do Espírito Santo para a tarefa de supervisão da igreja e apascentamento do rebanho de Deus. Pedro assim se refere aos presbíteros.
QUALIFICAÇÃO PARA PRESBÍTEROS. 
Quadros Osvarela

ORDENAÇÃO DE PRESBÍTEROS
  a-     Olhai, pois por vós e por todo o rebanho sobre o qual o Espírito Santo vos constituiu bispos, para pastoreardes a igreja de Deus, a qual ele comprou com o seu próprio sangue”. At 20.17 
  b-     Por esta causa te deixei em Creta, para que pusesses em boa ordem as coisas que ainda restam, e de cidade em cidade estabelecesses presbíteros, como já te mandei”: Tt 1:5
Olhai, pois por vós e por todo o rebanho sobre o qual o Espírito Santo vos constituiu bispos, para pastoreardes a igreja de Deus, a qual ele comprou com o seu próprio sangue”. At 20.17 
Mantendo a minha interpretação, revelada pela Palavra, sobre a Ordenação e Dons, e observando a temática deste assunto – Dons e Ministérios – cabe ressaltar que embora não esteja diretamente na lista de Dons utilizada no contexto do agrupamento de texto usualmente utilizado para estudo deste assunto, sobre Dons, contido em dotação espiritual, o Presbítero é um Dom a ser recebido e reconhecido pela Igreja.
Assim, como alguns termos usados na Igreja apara interpretação de algumas de nossas crenças, o termo embora não apareça nas listas de I Co 12 a 14, Rm 12 e Ef. 4 o contexto no qual o cargo/função se apresenta em todas as referencias é o mesmo dos Dons que aparecem naquelas listas de Dons.
Mesmo que alguns possam esforçar e até esgarçar o texto e o termo pastor, (palavra encontrada nas listas, acima), na realidade, embora alguns não queiram entender, quando olhamos sob a questão da gestação da hierarquia no momento escriturístico da Escritura Neotestamentária, o termo presbítero não tem a mesma conotação, que o termo Pastor, nas listas de Dons.
Desta forma, ainda que não esteja literalmente escrito nestas, o Presbítero é um Dom, como os demais, quando o estudamos exegeticamente à luz da hierarquia, da ação, da função, e, mormente da atividade obrigatória do Presbítero, o Ensino e a Doutrina local, que é estabelecido como, onde os presbíteros devem atuar.
Atos 20:17-28De Mileto, Paulo mandou chamar os presbíteros da igreja de Éfeso. Quando chegaram, ele lhes disse: Cuidem de vocês mesmos e de todo o rebanho sobre o qual o Espírito Santo os colocou como bispos, para pastorearem a igreja de Deus, que ele comprou com o seu próprio sangue”.
Se Paulo fala que o próprio Espírito Santo os colocou é clara a referencia paulina aos demais textos de dação dos Dons, pela pessoa divina do Espírito que ele mesma aponta em I Co 12, ou em Rm 12 ou Ef 4.
Os verbos dar, conceder, designar, ou  termo como “Temos diferentes dons, de acordo com a graça que nos foi dada. Se o seu dom é servir, sirva; se é ensinar, ensine; Rm 12:6,7” nos inferem a dação divina como inerente ao Presbítero como um Dom para a Obra do Ministério.
E podemos conseguir entender de forma clara através dos textos bíblicos que apontam as qualificações que devem ter aqueles, sobre os quais se impõem as mãos para o exercício do Presbítero. Tito 1:5-7; 1 Pedro 5:1-4
Em Tito 1.5, a palavra “constituir” significa “estabelecer”, “ordenar”.
Muito embora seja o Espírito Santo que comissiona o presbítero (At 20.28), podemos verificar, no texto a - acima, que através do termo “bispos”, uma das versões aceitas para a mesma atividade, entendemos que se trata de uma dotação clara do Espírito Santo.
A igualitária posição pastoral e episcopal dos presbíteros pode ser analisada sob a ótica do texto paulino: “Aos presbíteros, que estão entre vós, admoesto eu, que sou também presbítero com eles”, e como no complemento do texto: “Apascentai o rebanho de Deus, que está entre vós, tendo cuidado dele”; ou ainda como Pedro nos ensina: “Rogo, pois aos presbíteros que há entre vós, eu, presbítero como eles”.
Ou ainda sob a ótica do exercício recomendado e da ação a ser realizada na função/cargo de um Presbítero, o ensino - “Se é ministério, seja em ministrar; se é ensinar, haja dedicação ao ensino;” Rm 12:6-7
No que se refere à ordenação humana ela é necessária para que os Presbíteros sejam inseridos no ministério de ensino e assistencial da Igreja (Está alguém entre vós doente? Chame os presbíteros da igreja, e orem sobre ele, ungindo-o com azeite em nome do Senhor; Tg 5:14 ) sob a autoridade autorizativa (Em verdade vos digo que tudo o que ligardes na terra será ligado no céu, e tudo o que desligardes na terra será desligado no céu. Mt 18:18 ) que os legitima como obreiros da santa seara, a Igreja. É que Ele – Cristo - nos fez Sua boca, Suas mãos e Seus Pés, como Corpo.
Confirmando esta visão vamos nos deparar com a Eleição de Presbíteros na Igreja.

Numa visão da Igreja primitiva, como quando da eleição dos diáconos, o primeiro corpo ministerial da Igreja, vemos e nos deparamos em At 14.21-23, com alguns detalhes do procedimento dessa ordenação:
E, tendo anunciado o evangelho naquela cidade e feito muitos discípulos, voltaram para Listra, e Icônio, e Antioquia, fortalecendo a alma dos discípulos, exortando-os a permanecer firmes na fé; e mostrando que, através de muitas tribulações, nos importa entrar no reino de Deus. E, promovendo-lhes, em cada igreja, a eleição de presbíteros, depois de orar com jejuns, os encomendaram ao Senhor em quem haviam crido”.
O termo Eleição insere e infere o levantar das mãos da comunidade, como num Amém.
Melhor entendendo:
- a palavra grega correspondente á “eleição” significa “escolher pelo ato de erguer a mão”. Isso parece indicar o “amém” por parte da igreja, manifestado através do levantar das mãos, para a indicação feita pelos apóstolos dos novos presbíteros. Assim, a ordenação de presbíteros, de fato, se constituía num reconhecimento por parte da igreja da obra que o Espírito Santo já estava operando na vida desses irmãos.
 “Se é ministério, seja em ministrar; se é ensinar, haja dedicação ao ensino;” Rm 12:6-7
Atividades de Um Presbítero
A atividade dos presbíteros tem sofrido mutações ao longo do tempo, no seio da igreja.
Mas, nos últimos dias a atividade tem perdido o foco para qual foi inserida nos cargos da igreja.
Muitos até nem se imaginam presbíteros, só almejam o pastorado, como meta e o presbitério com passagem. Muito embora, em igrejas tradicionais este seja um cargo valorizado, a despeito de tudo. Diferentemente do que temos assistido entre os pentecostais, incluindo a Assembleia de Deus, onde muitos forçam a entrada e conceituação do presbítero ao nível de ministro, o que na verdade, não o é!
Entre as atividades que corroboram o conceito, que mencionei acima, estão as destinadas apenas aos presbíteros entre ela:
A UNÇÃO PELOS PRESBÍTEROS. (Tg 5.14). Tiago ensina como agir, quando um crente está doente, orientando que os presbíteros sejam chamados para orarem por ele, ungindo com óleo, em nome de Jesus.
Os Presbíteros são os membros do ministério mais indicados para realizar a unção com óleo, pois são citados explicitamente como credenciados para tal finalidade. Mas não é exclusividade deles.
Na ausência dos ministros e presbíteros, em situações especiais, é admissível que diáconos, auxiliares, e obreiros em geral unjam os enfermos. Os discípulos não eram formalmente ordenados, mas ungiam (cf. Mc 6.13).
Atividade Pastoral
 “Os presbíteros que governam bem sejam estimados por dignos de duplicada honra, principalmente os que trabalham na palavra e na doutrina;” 1 Tm 5:17
Presbíteros – pastores - São aqueles que dirigem a congregação local e cuidam das suas necessidades espirituais.
Isto é, eles têm autoridade do Ministro, ou do Ministério, chamado presbitério por Paulo, para exercerem a condução local de pastoreio de uma igreja local. Estes são os que também são chamados “presbíteros” (At 20.17; Tt 1.5) e “bispos” ou supervisores (1 Tm 3.1; Tt 1.7).
No conceito histórico da formação do ‘canon’ Neotestamentário as funções/cargos ainda sofriam de uma melhor determinação e localização na pirâmide eclesiástica.
FUNÇÕES
Os presbíteros tinham várias funções.
- I Timóteo 5:17 fala de presbíteros que pregavam e ensinavam; Tiago 5:14 os mostra envolvidos num ministério de cura;
I Pedro 5;2 os exorta a apascentar o rebanho.
Assim, os profetas e mestres que dirigiam a igreja de Antioquia (Atos 13:1-3) podem ter sido os presbíteros daquela comunidade.
Nas Epístolas Pastorais:
GESTANDO OBREIROS
As Epístolas Paulinas 1 e 2 Tim. e Tito serviram para Paulo orientar e ajudar aos receptores destas Cartas, seus auxiliares e filhos na fé e no Ministério, na função de encontrar e constituir novos obreiros para a tarefa de auxiliares do Apostolado e Ministério das Igrejas, as quais São Paulo semeou, ao longo de sua Missão apostólica constituinte de várias Igrejas.
São Paulo discrimina e explica que a Igreja tem uma Ordem e uma disciplina (como tratado na Carta aos Coríntios).
Nas Paulinas, a hierarquia eclesiástica encontra-se num período de gestação, insere-se um vocabulário preciso para designar os ofícios dos bispos e dos presbíteros, ainda que seja clara a ordem diferente de bispos e presbíteros, dum lado, e os diáconos, do outro.
Plano de Deus - vários presbíteros em cada igreja local (Atos 14:23; Filipenses 1:1). 
Continua .... Em Edição

Nenhum comentário:

Seguidores

Ocorreu um erro neste gadget

Geografia Bíblica-Texto-Local!

Para quem estuda a Arqueologia - Mapas do Antigo Testamento e do Novo Testamento.
Viaje à Terra Santa pelo seu PC, ou qualquer lugar citado na Bíblia! Com ela você pode através do texto que está lendo ter acesso ao local onde ocorreu o fato bíblico! Forma gratuita, é só clicar e acessar:

Ser Solidário

Seja solidário
"Um dia vieram e levaram meu vizinho que era judeu. Como não sou judeu, não me incomodei. No dia seguinte, vieram e levaram meu outro vizinho que era comunista. Como não sou comunista, não me incomodei . No terceiro dia vieram e levaram meu vizinho católico. Como não sou católico, não me incomodei. No quarto dia, vieram e me levaram; já não havia mais ninguém para reclamar..."
Martin Niemöller, 1933

Doutrina


O Credo da Assembléia de Deus
A declaração de fé da Igreja Evangélica Assembléia de Deus não se fundamenta na teologia liberal, mas no conservadorismo protestante que afirma entre outras verdades principais, a crença em:
1)Em um só Deus, eternamente subsistente em três pessoas: o Pai, o Filho e o Espírito Santo (Dt 6.4; Mt 28.19; Mc 12.29).
Pacto de Lausanne – Suíça
Teses de Martinho Lutero
95 Teses de Lutero
Clique e acesse todo texto.

Ensino Dominical