sábado, março 28

O Evangelho de Lucas, o Médico Amado 2ª PARTE Apoio Lições CPAD - 2º Trimestre 2015

O Evangelho de Lucas, o Médico Amado
2ª PARTE
Data – 59 – 75 d.C.
Estudo e edição: Pr Osvarela
O Evangelho Segundo Lucas
Lucas, companheiro de viagem de Paulo, registrou o evangelho por este pregado em um livro”. Irineu, Pai da Igreja - 185 dC
2ª PARTE – Sinóticos e Lucas
Todos os estudantes dos Evangelhos devem saber e conhecer que estes Livros foram escritos em épocas diferentes.
A ordem na qual eles aparecem nas Escrituras, que formam, o volume do Novo Testamento, na Bíblia Sagrada, tal como conhecemos e temos em nossos dias, é obviamente diferente de quando estes Evangelhos foram escritos, assim como, as demais escrituras, como diz Pedro:
2 Pedro 3:15-16 “...como também o nosso amado irmão Paulo vos escreveu, segundo a sabedoria que lhe foi dada; Falando disto, como em todas as suas epístolas, entre as quais há pontos difíceis de entender, que os indoutos e inconstantes torcem, e igualmente as outras Escrituras...”
Os estudiosos entendem (uma das escolas teológicas), que Marcos pode ter sido o evangelho inicial, entre os sinóticos, e sobre esta base escriturística, se estenderam os demais Evangelistas, como Mateus e Lucas.
Definindo Evangelho
É importante conhecer o que significa Marcos e a palavra Euangelion, ou Evangelho.
A palavra “evangelho” é a transcrição do termo grego “euangelion”, formada por: “eu”, advérbio, que significa “bem”, e “angello”, verbo, que pode ser traduzido por “eu anuncio, trago uma mensagem, uma notícia”.
Def.: “Evangelho” situa-nos no plano da interpretação: naquele evento do qual se toma conhecimento, reconhece-se uma boa notícia. Implica, pois, um julgamento de valor positivo, um reconhecimento. A expressão “Boa-nova” exclui qualquer neutralidade, é uma opção de fé.
Composição dos sinóticos e suas relações.
Já usei uma definição, do meu entendimento sobre o Evangelho de Marcos, no link :
Marcos
É para mim, após estudos bibliológicos, o ‘mitte’ dos sinóticos e a pedra dos demais evangelhos sinóticos.
Seu conteúdo, sem maior pragmatismo é o mais imediato e ‘fast’ no sentido de passar de um a outro ponto do Ministério de Jesus, lhe dá a mobilidade e facilidade de entendimento do querer de Deus em relação a Jesus Cristo, o ‘religare’, que serve ao homem.
É destaque a palavra grega “euteos” [42 vezes], que costuma ser traduzia por “imediatamente”. Assim a visão da Oração de Marcos é subsidiada por esta ‘facilidade’, anunciada por Jesus, sempre pronto a atender, como servo [veja Fp.2] aos pedidos dos homens, em Oração. É a noção do imediato poder da oração na visão crística da Nova Aliança.
Assim, como digo no mesmo estudo: Marcos é o Evangelho da Cruz de Cristo.
A esperança pelo sofrimento, o que nos remete a questão da Oração Neotestamentária, com base naquela Cruz. Muitas cruzes, talvez, tenham sido vistas pelos olhos do escritor [não era apóstolo, mas discípulo de Pedro – interprete – e amado de Paulo], mas nenhuma teve o poder da Cruz de Cristo, pois pela Cruz do meio temos acesso ao Pai nas Orações, em o nome do servo Jesus Cristo, revestido de novo de sua Glória, que lhe era própria, desde as eras eternais.
Note-se que Marcos tem 16 capítulos, na forma atual de Capítulos e versículos.
Assim temos:
Eles formam o conjunto dos sinóticos.
Marcos – 16 Capítulos
Mateus – 28 Capítulos
Lucas – 24 capítulos
Este termo, definidor da visão dos 3 (três) primeiros Evangelhos foi dado a primeira vez, pelo teólogo alemão, chamado Griesbach, no final do Século XVIII.
Sinóticos – sin + óptica – (Etm. do grego: sunoptikós.é.ón)
- s.m.pl. Nome atribuído aos três primeiros evangelhos do Novo Testamento, sendo que os eventos por eles narrados apresentam muita semelhança: evangelhos sinópticos.
Ou seja, tem a mesma Visão do assunto: Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo, sob a ótica de cada escritor evangelista.
Sinóptico do Gr. sýn, juntamente + óptico. adj., que tem forma de sinopse; resumido; que permite ver um conjunto de uma só vez e em que é dada uma visão geral do todo;
S. m., (no pl.) os Evangelhos de S. Mateus, S. Marcos e S. Lucas, cujas exposições são semelhantes, o que permite comparar as relações que eles estabelecem sobre um mesmo acontecimento.
A palavra, sinóticos, usada para designar os evangelhos de Mateus, Marcos e Lucas, vem da língua grega com o significado de sin = mesma; ótica olhar.
Sinóptico - adj. Sintético; que possibilita ver as partes de um conjunto de uma só vez: quadro sinóptico. Resumido; que se refere à sinopse, ao resumo breve que contém o mais importante de alguma coisa.
Lucas insere moeda como referencial para entendimento dos seus leitores:
Ceitil – referenciada no Novo Testamento (Bíblia) que tem o valor de 1/16 denário. Não se vendem cinco passarinhos por dois ceitis? E nenhum deles está esquecido por Deus. Lucas 12.6.O que tem pouco valor ou pouca importância; NINHARIA
Denário - [Hist.]- O sistema monetário romano incluía o denário, (em latim ¨denarius¨, plural ¨denarii¨), que era uma pequena moeda de prata, a de maior circulação no Império Romano. É geralmente aceito que no fim da República, o denário correspondia ao salário diário de um trabalhador. Com um denário era possível comprar cerca de 8 quilos de pão. O conteúdo de prata em um denário varia com o tempo, dependendo das circunstâncias políticas e econômicas, tendo sido reduzido paulatinamente.

Dracma - nome de uma antiga unidade monetária usada em muitas cidades da Grécia , na Antiguidade, e também em alguns reinos do Oriente Médio , no período helenístico. 2- Dracma é o nome de três unidades monetárias gregas modernas; a 1ª introduzida em 1832 e a última substituída pelo Euro , em 2002. O dracma era a moeda mais antiga ainda em circulação no mundo, até ser substituída pelo Euro.
Podemos num mesmo olhar ler o texto dos três evangelhos. Isto é podemos colocar os evangelhos em três colunas [iremos inserir nas próximas partes, na medida do possível], e perceber as semelhanças ou diferenças do texto.
Precisamos entender e estudar com sistematização a questão da apresentação Teológica do Novo Testamento.
Sem dúvida há uma teologia neotestamentária.
Há que se ressaltar o esboço do NT conforme o nosso pensamento, que é o pensamento de alguns teólogos contemporâneos.
Faço abaixo, a transcrição de estudo de nossa lavra, que pode ser lido em sua extensão no link, supra.
Por Personagens Principais.
Jesus; Apóstolos; Paulo; Marcos
É para mim, após estudos bibliológicos, o ‘mitte’ dos sinóticos e a pedra dos demais evangelhos sinóticos.
Seu conteúdo, sem maior pragmatismo é o mais imediato e ‘fast’ no sentido de passar de um a outro ponto do Ministério de Jesus, lhe dá a mobilidade e facilidade de entendimento do querer de Deus em relação a Jesus Cristo, o ‘religare’, que serve ao homem.
É destaque a palavra grega “euteos” [42 vezes], que costuma ser traduzia por “imediatamente”.
Assim a visão da Oração de Marcos é subsidiada por esta ‘facilidade’, anunciada por Jesus, sempre pronto a atender, como servo [veja Fp.2] aos pedidos dos homens, em Oração.
É a noção do imediato poder da oração na visão crística da Nova Aliança.
1-Uma das vertentes de Marcos é a Cruz de Cristo.
A esperança pelo sofrimento, o que nos remete a questão da Oração neotestamentária, com base naquela Cruz.
Muitas cruzes, talvez, tenham sido vistas pelos olhos do escritor [não era apóstolo, mas discípulo de Pedro – interprete – e amado de Paulo], mas nenhuma teve o poder da Cruz de Cristo, pois pela Cruz do meio temos acesso ao Pai nas Orações, em o nome do servo Jesus Cristo, revestido de novo de sua Glória, que lhe era própria, desde as eras eternais.
Lucas
A-O Evangelho.
Primeiro Tratado.
At 1.1 Fiz o primeiro tratado, ó Teófilo, acerca de tudo quanto Jesus começou a fazer e ensinar...
Inclusive a Orar, em consonância com os demais Evangelhos.
É o escrito canônico do homem, que quer, pôr em ordem, ou seja, deixar claro, os fatos, pela convivência junto aos seus aios espirituais [apóstolos], principalmente através de Pedro.
Um literário empreendimento espiritual.
Quais?
Lc. 1.1-4. Visto que muitos têm empreendido fazer uma narração coordenada dos fatos que entre nós se realizaram, segundo no-los transmitiram os que desde o princípio foram testemunhas oculares e ministros da palavra, também a mim, depois de haver investido tudo cuidadosamente desde o começo, pareceu-me bem, ó excelentíssimo Teófilo, escrever-te uma narração em ordem, para que conheças plenamente a verdade das coisas em que foste instruído. [acima, neste texto de subsídio, a vogal – o – foi usado como artigo, mesmo.]
B-Uma das palavras chaves de Lucas é exatamente - Oração.
O Salvador do Mundo é a pessoa pela qual podemos Orar, esta é uma das vertentes e tripés do Evangelho de Lucas.
Como acima comentamos, sobre a Oração em o Novo testamento, vemos que Lucas, deixa algumas coisas de caráter judaico, fora de sua pesquisa canônica.
Pois, o seu empreendimento literário é concentrado, em esclarecer, e mostrar,  o que Jesus ensinou ou realizou.
É como uma certificação aos seus leitores e crentes em Jesus.
Assim Lucas, completa os sinóticos, em relação a Oração, localizando em seu Evangelho, alguns momentos especiais de Oração de Nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo.
Lc.3. 21. Quando todo o povo fora batizado, tendo sido Jesus também batizado, e estando ele a orar, o céu se abriu;
A Oração abre os céus para nós, assim o batismo e a oração é momento especial na vida de todo crente.
É a hora em que Deus fala diretamente conosco, esta é a tipologia.
Sinóticos e Evangelho Segundo João
A importância da Geografia bíblica, na Escritura Neotestamentária.
Os sinóticos diferem do outro e quarto Evangelho – o escrito por João – na geografia escriturística, que os situa, em função do personagem que descrevem, na Galiléia, baseados na ida ao Norte – região de Cafarnaum, o ministério na Judéia e Peréia, com descrição de idas de Jesus a Jerusalém, e finalmente a ida a Jerusalém.
Nisto há importância a ser ressaltada, pois o escritor Lucas informa cidades e regiões de forma a colocar o leitor no caminho do Filho do Homem:
Os pastores de Belém –Lucas 2.3,8 “subiu também José da Galiléia, da cidade de Nazaré, à Judéia, à cidade de Davi, chamada Belém...Ora, havia naquela mesma comarca...
Há localização exata de cada passo da família de Jesus.
Eles são os Evangelhos da ação, das curas, das libertações, do movimento diário de Jesus, em exercício de ajuda e socorro, e Lucas busca descrever detalhes destas ações diárias de Ministério de jesus, O Filho do Homem.
De Marcos, o Evangelho rudimentar, já escrevi:
É para mim, após estudos bibliológicos, o ‘mitte’ dos sinóticos e a pedra dos demais evangelhos sinóticos.
Seu conteúdo, sem maior pragmatismo é o mais imediato e ‘fast’ no sentido de passar de um a outro ponto do Ministério de Jesus, lhe dá a mobilidade e facilidade de entendimento do querer de Deus em relação a Jesus Cristo, o ‘religare’, que serve ao homem.
É destaque a palavra grega “euteos” [42 vezes], que costuma ser traduzia por “imediatamente”.
De Lucas me chama a atenção a forma de algumas palavras que percorrem o texto, que demonstram o caráter e a busca, em localizar o leitor na cena e na contemporaneidade dos eventos, ou seja há uma busca de cronologia, localização geográfica e atores dos fatos, tais como:
Existiu – o autor está longe do dia dos fatos, mas tem a informação:
Lucas 1.5  “Existiu, no tempo de Herodes, rei da Judéia, um sacerdote chamado Zacarias, da ordem de Abias, e cuja mulher era das filhas de Arão; e o seu nome era Isabel”.
Naqueles dias – localiza o evento em função do que ocorria na Nação, naquele momento, seja político, ou seja social religioso;
Lucas 1.39  “E, naqueles dias, levantando-se Maria, foi apressada às montanhas, a uma cidade de Judá...”
E ACONTECEU naqueles dias
A ação atinge o alvo, o nascimento do menino Jesus:
Lucas 2.1-4  “E ACONTECEU naqueles dias que saiu um decreto da parte de César Augusto, para que todo o mundo se alistasse (Este primeiro alistamento foi feito sendo Quirino presidente da Síria). E todos iam alistar-se, cada um à sua própria cidade. E subiu também José da Galiléia, da cidade de Nazaré, à Judéia, à cidade de Davi, chamada Belém (porque era da casa e família de Davi)”
Enquanto João tem o seu ‘mitte’ geográfico e ministerial em Jerusalém e não na Galiléia:
Toda a Teologia do Novo Testamento tem que ser uma Teologia de Jesus – ou não é absolutamente nada”.Stephen Neil.
Lucas, já o defini, no mesmo Link, supra citado:
O Evangelho. O Primeiro Tratado.
At 1.1 Fiz o primeiro tratado, ó Teófilo, acerca de tudo quanto Jesus começou a fazer e ensinar...  em consonância com os demais Evangelhos.
É o escrito canônico do homem que quer por em ordem, ou seja, deixar claro, os fatos, pela convivência junto aos seus aios espirituais [apóstolos], principalmente através de Paulo e Pedro. Um literário empreendimento espiritual.
Quais? Lc. 1.1-4. Visto que muitos têm empreendido fazer uma narração coordenada dos fatos que entre nós se realizaram, segundo no-los transmitiram os que desde o princípio foram testemunhas oculares e ministros da palavra, também a mim, depois de haver investido tudo cuidadosamente desde o começo, pareceu-me bem, ó excelentíssimo Teófilo, escrever-te uma narração em ordem, para que conheças plenamente a verdade das coisas em que foste instruído. [acima, neste texto de subsídio, a vogal – o – foi usado como artigo, mesmo.]
... Novo testamento, vemos que Lucas, deixa algumas coisas de caráter judaico, fora de sua pesquisa canônica. Pois, o seu empreendimento literário é concentrado, em esclarecer, e mostrar,  o que Jesus ensinou ou realizou. É como uma certificação aos seus leitores e crentes em Jesus. Assim Lucas, completa os sinóticos em muitos sentidos e assuntos.
Lucas e os Cânticos
Além das orações de Gratidão e Adoração – Os Cânticos -  Lucas complementa os sinóticos com este verdadeiro compêndio de Orações.
Leia e veja em: – 1.46-56, [Sacerdote Zacarias] 68-79; 2. 28, 29-38 [Simeão e Ana – a viúva];
Assim temos:
- O Magnificat, O Cântico de Maria - Lucas 1:48-55 read more
Porque atentou na baixeza de sua serva; Pois eis que desde agora todas as gerações me chamarão bem-aventurada,
Porque me fez grandes coisas o Poderoso; E santo é seu nome.
E a sua misericórdia é de geração em geração Sobre os que o temem.
Com o seu braço agiu valorosamente; Dissipou os soberbos no pensamento de seus corações.
Depôs dos tronos os poderosos, E elevou os humildes.
Encheu de bens os famintos, E despediu vazios os ricos.
Auxiliou a Israel seu servo, Recordando-se da sua misericórdia;
Como falou a nossos pais, Para com Abraão e a sua posteridade, para sempre. 
- Benedicutus, o Cântico de Zacarias - Lucas 1:67-79 
E Zacarias, seu pai, foi cheio do Espírito Santo, e profetizou, dizendo:
Bendito o Senhor Deus de Israel, Porque visitou e remiu o seu povo,
E nos levantou uma salvação poderosa Na casa de Davi seu servo.
Como falou pela boca dos seus santos profetas, desde o princípio do mundo;
Para nos livrar dos nossos inimigos e da mão de todos os que nos odeiam;
Para manifestar misericórdia a nossos pais, E lembrar-se da sua santa aliança,
E do juramento que jurou a Abraão nosso pai,
De conceder-nos que, Libertados da mão de nossos inimigos, o serviríamos sem temor,
Em santidade e justiça perante ele, todos os dias da nossa vida.
E tu, ó menino, serás chamado profeta do Altíssimo, Porque hás de ir ante a face do Senhor, a preparar os seus caminhos;
Para dar ao seu povo conhecimento da salvação, Na remissão dos seus pecados;
Pelas entranhas da misericórdia do nosso Deus, Com que o oriente do alto nos visitou;
Para iluminar aos que estão assentados em trevas e na sombra da morte; A fim de dirigir os nossos pés pelo caminho da paz. 
- Gloria in Excelsis Deo - Lucas 2:9-14 
E eis que o anjo do Senhor veio sobre eles, e a glória do Senhor os cercou de resplendor...
E o anjo lhes disse: Não temais, porque eis aqui vos trago novas de grande alegria, que será para todo o povo:
Pois, na cidade de Davi, vos nasceu hoje o Salvador, que é Cristo, o Senhor.
E isto vos será por sinal: Achareis o menino envolto em panos, e deitado numa manjedoura.
E... apareceu com o anjo uma multidão dos exércitos celestiais, louvando a Deus, e dizendo:
Glória a Deus nas alturas, Paz na terra, boa vontade para com os homens. 
- Nunc Dimittis – Lucas 2:25-32 
Havia em Jerusalém um homem cujo nome era Simeão; e este homem era justo e temente a Deus, esperando a consolação de Israel; e o Espírito Santo estava sobre ele. E fora-lhe revelado, pelo Espírito Santo, que ele não morreria antes de ter visto o Cristo do Senhor. E pelo Espírito foi ao templo e, quando os pais trouxeram o menino Jesus, para com ele procederem segundo o uso da lei, Ele, então, o tomou em seus braços, e louvou a Deus, e disse:
Agora, Senhor, despedes em paz o teu servo, Segundo a tua palavra;
Pois já os meus olhos viram a tua salvação,
A qual tu preparaste perante a face de todos os povos;
Luz para iluminar as nações, E para glória de teu povo Israel.
O NT é muito rico na sua fala sobre a manifestação de Deus e de seu querer em relação ao homem.
O estudo teológico nos coloca alguns pressupostos Neotestamentários.

Continua

Nenhum comentário:

Seguidores

Ocorreu um erro neste gadget

Geografia Bíblica-Texto-Local!

Para quem estuda a Arqueologia - Mapas do Antigo Testamento e do Novo Testamento.
Viaje à Terra Santa pelo seu PC, ou qualquer lugar citado na Bíblia! Com ela você pode através do texto que está lendo ter acesso ao local onde ocorreu o fato bíblico! Forma gratuita, é só clicar e acessar:

Ser Solidário

Seja solidário
"Um dia vieram e levaram meu vizinho que era judeu. Como não sou judeu, não me incomodei. No dia seguinte, vieram e levaram meu outro vizinho que era comunista. Como não sou comunista, não me incomodei . No terceiro dia vieram e levaram meu vizinho católico. Como não sou católico, não me incomodei. No quarto dia, vieram e me levaram; já não havia mais ninguém para reclamar..."
Martin Niemöller, 1933

Doutrina


O Credo da Assembléia de Deus
A declaração de fé da Igreja Evangélica Assembléia de Deus não se fundamenta na teologia liberal, mas no conservadorismo protestante que afirma entre outras verdades principais, a crença em:
1)Em um só Deus, eternamente subsistente em três pessoas: o Pai, o Filho e o Espírito Santo (Dt 6.4; Mt 28.19; Mc 12.29).
Pacto de Lausanne – Suíça
Teses de Martinho Lutero
95 Teses de Lutero
Clique e acesse todo texto.

Ensino Dominical