sábado, abril 2

Tema da Lição Bíblica CPAD – 2º Trimestre 2016 – 2ª Parte Romanos - A Questão da Fé

Tema da Lição Bíblica CPAD – 2º Trimestre 2016 – 2ª Parte
A Questão da Fé
Estudo: Pr Osvarela
Vamos considerar este Tema: A Fé à luz de seus quatro Contextos.
Princípio e Axioma, concluso. Assim defino as proposições de Paulo para colocação das Doutrinas, à partir da .
Ao estudarmos as declarações de Paulo em Romanos nos deparamos com alguns pontos nos quais ele vai nos mostrando como se chegar a definições doutrinárias, até nos encontrarmos com a definição axiomática de onde, por onde, porque, por quem e como se dá o processo salvífico. Há um caminho claro e rápido a se descobrir, ao longo da Epístola pelo qual se encontra a salvação pela fé através da Graça, como muitos encontraram, entre eles: Martinho Lutero, Agostinho, John Wesley, João Crisóstomo, o maior pregador do século V, pedia que Romanos fosse lido em alta voz uma vez por semana.
A palavra fé em Romanos aparece cerca de 35 vezes. Crer aparece 4 vezes.
Sob a Luz de Hebreus e Habacuque
Mas o justo viverá pela fé” – Romanos 1.17
A.     O Contexto da Passagem Hebreus 10:19-12:2:
         O assunto desta passagem é a fé advinda do Gospel, ou seja, o Evangelho de Cristo.. Esta é a palavra-chave da passagem, usada vinte e sete vezes. Assim, como a palavra graça aparece na Bíblia cerca de 323 vezes. É bom destacarmos que a citação de Habacuque um profeta escritor do Antigo Testamento se faz necessária,na análise da fé paulina, pela forma dicotômica que Paulo descreva a questão da Graça e da Justificação, do pecado e do pecado, diante da fé do judeu como portador de direito pela circuncisão dos dons revelados de Deus. Assim sabemos que em todo o texto do Velho Testamento aparece apenas uma vez a palavra fé: no livro do profeta Habacuque. 
“Porque a visão é ainda para o tempo determinado, mas se apressa para o fim, e não enganará; se tardar, espera-o, porque certamente virá, não tardará. Eis que a sua alma está orgulhosa, não é reta nele; mas o justo pela sua fé viverá.” Habacuque 2:3,4
E no Novo Testamento, a palavra Fé aparece cerca de 247 vezes. Da mesma forma é indissociável, a Epístola aos Hebreus.
FÉ EM ROMANOS
Romanos 1:5
Romanos 4:16
Romanos 1:8
Romanos 4:19
Romanos 1:12
Romanos 4:20
Romanos 1:17
Romanos 5:1
Romanos 3:22
Romanos 5:2
Romanos 3:25
Romanos 9:30
Romanos 3:26
Romanos 9:32
Romanos 3:27
Romanos 10:6
Romanos 3:28
Romanos 10:8
Romanos 3:30
Romanos 10:17
Romanos 3:31
Romanos 11:20
Romanos 4:5
Romanos 12:3
Romanos 4:9
Romanos 12:6
Romanos 4:11
Romanos 13:11
Romanos 4:12
Romanos 14:1
Romanos 4:13
Romanos 14:22
Romanos 4:14
Romanos 14:23

Romanos 16:26
Glossário
Righteousness - Direito Eouness; substantivo - a qualidade ou estado de ser justos .
Justos – conduta correta; a qualidade ou estado de ser apenas ou o direito de ser justo:
Ex.: “Eles vieram a perceber a justiça de sua posição sobre o assunto.” O termo "direito”  eousness "pode ser visto/entendido, como sendo" direito "com Deus.
As palavras gregas: Pistis, 240 vezes, fé, confiança em outro, o que causa a fé, o que garante a fé. Pistos, 77 vezes, digno de fé, crível, fé, confiança.
Termos bíblicos para fé: a palavra mais comum no Velho Testamento para crer tem o  significando de: “estar firme, imutável, estabelecido” e no tempo hiphil, “considerar-se estabelecido, considerar como verdadeiro, crer”.
Justificação – Teologia: ação ou efeito da graça divina, que torna os homens justos; restituição à inocência original. Subs. Fem. ato ou efeito de justificar(-se). Conjunto de argumentos apresentados por alguém em sua defesa ou em favor de alguém. O que justifica ou serve para justificar; justificativa, desculpa. Jurídico - produção de provas, tanto testemunhais como documentais, no correr do processo. Origem - ETIM lat. justificatĭo,ōnis 'justificação'
Conceitos de fé: distinção entre 4 classes de fé:
Fé Histórica: expressa a idéia de que esta fé aceita as verdades das Escrituras, como uma pessoa aceita uma história que não tem interesse, acompanhada com as operações do Espírito Santo, não é enraizada no coração. É uma fé humana e não uma fé divina.
Atos dos Apóstolos 26.27,28

Fé Milagrosa: esta é a fé em milagres, podendo ser em sentido ativo ou em sentido passivo e pode vir acompanhada ou não da fé salvadora
Mateus 8.1013; 17.20; Marcos 16.17,18; João 11.22,25-27; Atos dos Apóstolos 14.9).
Fé Temporal: não é uma fé permanente, sendo que esta pode surgir em tempos de prova ou de perseguição
Mateus 13.21.
Fé Salvadora: esta fé é assentada no coração, bem como é enraizada em uma vida regenerada, é uma convicção segura que é operada no coração do homem por meio do Espírito Santo, fazendo com que o homem tenha uma nova vida, sendo Cristo o objeto da fé salvadora.
Elementos da fé: o elemento intelectual, o conhecimento da fé o elemento emocional o elemento volitivo, o elemento culminante da fé.
Romanos 1:1-7

Objeto da fé: é toda a revelação divina, tal como é contida na Palavra de Deus e o objeto especial da fé, Jesus Cristo, bem como a promessa da salvação por meio de Sua mediação. Consiste basicamente em um ato especial de fé em receber a Cristo e descansar nEle
Romanos 3.23; João 3.15,16,18;6.40
Base da fé: esta se apóia na veracidade e na fidelidade de Deus em relação às Suas promessas do Evangelho. Esse conhecimento não nos seria possível se não tivéssemos a Palavra de Deus Escrita, que é o meio pelo qual conhecemos a revelação incorporada nas Escrituras com a verdadeira Palavra de Deus, assim como também o testemunho do Espírito Santo. Romanos 4.20,21; 8.16; 1João 5.7; Efésios 1.13; 1João 4.13; 5.10
A afirmação de Habacuque se aplica no Novo Testamento (2.4 complementado em Romans 1.17; Gálatas 3.11, já citado neste estudo).
Outra palavra importante é butach, confiar em, apoiar-se sobre, possuir fé e chasah, com menos frequência, esconder em, fugir para se refugiar. No Novo Testamento: na LXX ter fé, uso do verbo pisteuein, ocorrendo cerca de 98 vezes.
Diz Scofield: A essência da fé consiste em crer e receber o que Deus revelou, e pode ser definida como aquela confiança no Deus das Escrituras e em Jesus Cristo que Ele enviou, que o aceita como Senhor e Salvador e impele à obediência amorosa e às boas obras? (SCOFIELD, C. I. A Bíblia de Referência Scofield, IBR, l983, p.1252) (Jo 1.12; Tg 2.14-26).
A fé destacada nestes primeiros versículos será o grande destaque na definição da Salvação, seja do judeu ou do grego, do bárbaro.
“Portanto, é pela fé, para que seja segundo a graça, a fim de que a promessa seja firme a toda a posteridade, não somente à que é da lei, mas também à que é da fé que teve Abraão, o qual é pai de todos nós Romanos 4:16
Com esta determinação Paulo vai impactar a vida de muitos homens desde que ela é revelada como fundamento salvífico a ser utilizado pelo Apóstolo para definir a posição, valor e alcance universal, com a comparação da Fé de Abraão pai de todos os que tem fé.
Qual é logo a vantagem do judeu? Ou qual a utilidade da circuncisão? Muita, em toda a maneira, porque, primeiramente, as palavras de Deus lhe foram confiadasRomanos 3:1,2
Não se tornando um tesouro só revelado aos judeus, ainda que estes foram os que receberam primeiramente os oráculos divinos, mas não entenderam que estes deveriam ser compartilhados com todos os homens, com os judeus sendo porta-voz das novas da salvação. Paulo destaca, então, questões físicas, como marcas da circuncisão, símbolos das Obras da lei, de nada valem se não atingido o objetivo da fé da salvação pela Justificação.
Divisões na Carta aos Romanos: 

João Calvino: “O homem encontra sua justificação única e exclusivamente na misericórdia de Deus, em Cristo, ao ser ela oferecida no evangelho e recebida pela fé.”
Condenação
Justificação
Santificação
Predestinação{como concieto sem a aplicabilidade calvinista]
Exortação
1.1-3.20
3.21-5.21
6-8
9-11
12-16
Condenação dos pagãos
Justificação pela fé
Significado do batismo
Eleição de Israel
Deveres cristãos
Condenação dos moralistas
Exemplo de fé: Abraão
Um mercado de escravos
Rejeição de Israel
Deveres com o Estado
Condenação dos judeus
As bênçãos da justificação
A Lei Analogia do casamento
Restauração de Israel
Deveres com os irmãos fracos
Condenação universal
Comparação entre Adão e Cristo
A Lei e a consciência

O exemplo de Cristo



O andar no Espírito


E o que vale a Lei para os que viveram sem Lei?
O assunto é introduzido em Hebreus 10:19-22, com uma exortação a nos aproximarmos de Deus com uma total certeza de fé no sangue de Jesus, o nosso Sumo-Sacerdote, o Qual abriu o caminho para a nossa entrada. Ai então os versículos 23-29 seguem com uma exortação a mantermos esta profissão de fé, e com uma admoestação contra uma hesitação ou retrocedimento por causa da incredulidade O Capítulo 10 flui para a expressão em consideração, ao passo que o Capítulo 11 flui para fora dela, sendo que este último Capítulo fornece ilustrações da antiguidade de como os justos de fato viveram pela fé.
“Isto é, a justiça de Deus pela fé em Jesus Cristo para todos e sobre todos os que crêem; porque não há diferença. Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus; Sendo justificados gratuitamente pela sua graça, pela redenção que há em Cristo Jesus. Ao qual Deus propôs para propiciação pela fé no seu sangue, para demonstrar a sua justiça pela remissão dos pecados dantes cometidos, sob a paciência de Deus; Para demonstração da sua justiça neste tempo presente, para que ele seja justo e justificador daquele que tem fé em Jesus.” Romanos 3:22-26
Partindo das definições da , para alcance universal da salvação, sob a ótica da Doutrina da Justificação, que traspassa o momento da escrita paulina alcançando os nossos dias, e para a demonstração da Graça de Deus, que não leva em consideração “os pecados dantes cometidos”, Paulo propõe um axioma, para o qual ele dá uma conclusão:
Concluímos, pois, que o homem é justificado pela fé sem as obras da lei. É porventura Deus somente dos judeus? E não o é também dos gentios? Também dos gentios, certamente, Visto que Deus é um só, que justifica pela fé a circuncisão, e por meio da fé a incircuncisão.” Romanos 3:28-30
Todo o tema bíblico deve ser concorde com, o todo das Escrituras, assim temos que as referências devem abalizar o que se coloca como Doutrina. Deste modo podemos nos referendar em Hebreus 12:2 [Olhando para Jesus, autor e consumador da fé, o qual, pelo gozo que lhe estava proposto, suportou a cruz, desprezando a afronta, e assentou-se à destra do trono de Deus.], que vai dar o mesmo sentido que o Apóstolo está apontando para o principal personagem que podemos alcançara a salvação por Ele, aponta para Jesus - O Autor e Consumador da fé dos justos.
O Contexto da Fé no Novo Testamento:
         Pelo fato de que Cristo veio, que é Aquele ao qual, o todo [conteúdo] do Antigo Testamento apontava, e que os judeus aguardavam, mas sob uma perspectiva que poucos e alguns eram Pais da nação, os Patriarcas, os profetas e antigos nominados nas Vétero Escrituras [Abraão, Jó, Davi, Moisés, Habacuque] o tema do Novo Testamento é a fé n’Ele. A expressão que está sendo considerada é incomum no sentido de que três Epístolas do Novo Testamento são desenvolvidas com base nela.
O uso desta expressão em Romanos 1:17 enfatiza a justificação pela fé em contraste com as obras; em Gálatas 3:11, ela enfatiza a vida pela fé, em contraste com a morte pela lei; em Hebreus 10:38, a natureza da fé é contrastada com a incredulidade.
Sob os inclusos na imputação pela Graça na Justificação, destacamos nos textos, e o que contém a resposta do axioma paulino, o que envolve a Fé [em negrito]:
                  Romanos 1:17          -      “O JUSTO viverá pela fé”
                  Gálatas 3:11           -        “O justo VIVERÁ pela fé”
                  Hebreus 10:38        -        “O justo viverá pela FÉ
Os termos "justo, a justiça, a justificar" são sinônimos dos termos: "Justiça, justo, faça justiça" Uma situação semelhante existe com a palavra "", é sinônimo de "crença". Assim, "Nós somos justificados pela fé" traduz a mesma frase original, que significa "Nós somos feitos justos pela crença”. “O termo “ apenas justificação "pode ​​ser vista como"apenas como se você nunca pecou ". O termo " direito eousness "pode ​​ser visto como sendo" direito "com Deus.
D.     O Contexto do Todo das Escrituras:
         A Bíblia como um todo revela que é o pecado da incredulidade que rompe o relacionamento do homem com Deus, e que é somente através da justiça que é pela fé que o homem pode ser justificado aos Seus olhos. Quer seja sob a Lei da Antiga Aliança, ou sob a graça da Nova Aliança, o justo somente pode viver pela fé. É em     Habacuque 2:4 que encontramos esta expressão sendo usada primeiramente. A relevância desta expressão com relação ao todo do Contexto Bíblico é confirmada pelo seu uso, pelos escritores do Antigo Testamento, como também do Novo Testamento, além da lista dos heróis da fé em Hebreus 11.
         Deveríamos ressaltar que o próprio escritor da Epístola aos Hebreus utilizou o Princípio do Contexto, interpretando Habacuque 2:4 à luz das vidas de santos do Antigo Testamento registrados nos Livros Históricos do Antigo Testamento. Assim sendo, ele usou a história do Antigo Testamento para interpretar um versículo extraído das profecias do Antigo Testamento.
Discurso exegético
Capítulo 1 – a Humanidade distanciada por sua escolha e transferência da divindade em coisas da Criação.
Fundamento:
“Eu sou devedor, tanto a gregos como a bárbaros, tanto a sábios como a ignorantes. .Porque não me envergonho do evangelho de Cristo, pois é o poder de Deus para salvação de todo aquele que crê; primeiro do judeu, e também do grego.” Romanos 1: 14;16
Deus oferece a salvação para todo o homem sem que este tenha qualquer tipo de merecimento. Para isto, o homem, por meio da fé, recebe esta salvação oferecida por Deus, sendo este o meio pelo qual é salvo.
A palavra mais empregada para descrever a fé, é crer.
Há uma força nova para os gentios, mas eterna para Deus e antiga para os judeus:
O Evangelho: “...evangelho de Cristo, pois é o poder de Deus para salvação de todo aquele que crê”
Por mais paradoxal que isto possa parecer, o evangelho foi proclamado á Adão e Eva e produziu efeitos de fé em Eva, é o proto-evangelho, a semente de todo Gospel.
 “E porei inimizade entre ti e a mulher, e entre a tua semente e a sua semente; esta te ferirá a cabeça, e tu lhe ferirás o calcanhar. Eva, sua mulher, e ela concebeu e deu à luz a Caim, e disse: Alcancei do SENHOR um homem.” Genesis 3.15; Gênesis 4:1
Entendendo o que Paulo, após se apresentar como legítimo Apóstolo de Cristo, começa a doutrinar sobre este evangelho eterno, que pode ser visto na Criação.
 “Porque Deus, a quem sirvo em meu espírito, no evangelho de seu Filho, me é testemunha de como incessantemente faço menção de vós” Romanos 1: 9
No capítulo 1 ao censurar os pecados graves e incredulidade que estão à vista, como eram (e ainda são) os pecados dos pagãos, que vivem sem a graça de Deus. Ele diz que, através do Evangelho, Deus está revelando sua ira do céu sobre toda a humanidade por causa da vida ímpia e injusta em que vivem. Pois, apesar de conhecer e reconhecer a cada dia que há um Deus, mas a natureza humana em si mesmo, sem graça, é tão mal que nem ele nem graças honra a Deus.
O conhecimento do Evangelho não salva ninguém. Uma pessoa pode perfeitamente conhecer e aceitar todos os fatos do Evangelho sem obter a salvação, um exemplo disso foi Simão, o mágico (At 8.13,23). Por meio de sua própria vontade o homem revoltou-se contra Deus e através de sua vontade ele pode também voltar para Deus. Ele pode escolher entre o caminho largo e o caminho apertado, entre Cristo e o pecado. O caminho é Jesus Cristo. Ele deve ser o objeto de nossa fé.
Fonte:
Fé - seus vários aspectos; 23/6/2004; Por: Pr. Cleverson de Abreu Faria. Igreja Batista Salém - Pinhais - Curitiba – PR
Web servos
Bíblia Plenitude
Guia da Bíblia – Bruce Bickel;Stan Jantz
O Drama da Doutrina – Kevin Vanhoozer
Séries Comentários – Romanos
Apontamentos do autor
Bíblia online

Dictionary 

Continua...

Nenhum comentário:

Seguidores

Ocorreu um erro neste gadget

Geografia Bíblica-Texto-Local!

Para quem estuda a Arqueologia - Mapas do Antigo Testamento e do Novo Testamento.
Viaje à Terra Santa pelo seu PC, ou qualquer lugar citado na Bíblia! Com ela você pode através do texto que está lendo ter acesso ao local onde ocorreu o fato bíblico! Forma gratuita, é só clicar e acessar:

Ser Solidário

Seja solidário
"Um dia vieram e levaram meu vizinho que era judeu. Como não sou judeu, não me incomodei. No dia seguinte, vieram e levaram meu outro vizinho que era comunista. Como não sou comunista, não me incomodei . No terceiro dia vieram e levaram meu vizinho católico. Como não sou católico, não me incomodei. No quarto dia, vieram e me levaram; já não havia mais ninguém para reclamar..."
Martin Niemöller, 1933

Doutrina


O Credo da Assembléia de Deus
A declaração de fé da Igreja Evangélica Assembléia de Deus não se fundamenta na teologia liberal, mas no conservadorismo protestante que afirma entre outras verdades principais, a crença em:
1)Em um só Deus, eternamente subsistente em três pessoas: o Pai, o Filho e o Espírito Santo (Dt 6.4; Mt 28.19; Mc 12.29).
Pacto de Lausanne – Suíça
Teses de Martinho Lutero
95 Teses de Lutero
Clique e acesse todo texto.

Ensino Dominical