sexta-feira, abril 2

JEREMIAS O PROFETA DA ESPERANÇA. Lição 01 – CPAD – 2º trimestre 2010

JEREMIAS O PROFETA DA ESPERANÇA.

Lição 01 – CPAD – 2º trimestre 2010 Autor: Osvarela

Texto Áureo: Jr.1.7. Mas o Senhor me respondeu: Não digas: Eu sou uma criança; porque a todos a quem eu te enviar, irás; e tudo quanto te mandar dirás.

Leitura Bíblica em Classe:

Jr.1.1-10. As palavras de Jeremias, filho de Hilquias, um dos sacerdotes que estavam em Anatote, na terra de Benjamim;2 ao qual veio a palavra do Senhor, nos dias de Josias, filho de Amom, rei de Judá, no décimo terceiro ano do seu reinado;3 e lhe veio também nos dias de Jeoiaquim, filho de Josias, rei de Judá, até o fim do ano undécimo de Zedequias, filho de Josias, rei de Judá, até que Jerusalém foi levada em cativeiro no quinto mês.4 Ora veio a mim a palavra do Senhor, dizendo:

5 Antes que eu te formasse no ventre te conheci, e antes que saísses da madre te santifiquei; às nações te dei por profeta.

[...]9 Então estendeu o Senhor a mão, e tocou-me na boca; e disse-me o Senhor: Eis que ponho as minhas palavras na tua boca.10 Olha, ponho-te neste dia sobre as nações, e sobre os reinos, para arrancares e derribares, para destruíres e arruinares; e também para edificares e plantares.

EXÓRDIO:

Jeremias – Yermeyahu – O Senhor Estabelece.

Jeremias atuou cerca de 50 anos, de 627 a ca. 580 a.C., sob os governos de Josias (629-609 a.C.), Joaquim (609-598 a.C.), Sedecias [Zedequias] (597-586 a.C.) e Godolias [Gedalias-Jr.41.2] / Exílio (586/ca.580 a.C.). Costumasse dividir, sua atuação segundo estes quatro períodos.

1.1-3..PALAVRAS de Jeremias, filho de Hilquias, um dos sacerdotes que estavam em Anatote, na terra de Benjamim; Ao qual veio a palavra do Senhor, nos dias de Josias, filho de Amom, rei de Judá, no décimo terceiro ano do seu reinado.E lhe veio também nos dias de Jeoiaquim, filho de Josias, rei de Judá, até ao fim do ano undécimo de Zedequias, filho de Josias, rei de Judá, até que Jerusalém foi levada em cativeiro no quinto mês.

I Cr.36.12. E fez o que era mau aos olhos do Senhor seu Deus: e não se humilhou perante o profeta Jeremias, que lhe falava da parte do Senhor.

O Ministério Profético de Jeremias foi um Ministério para as nações ouvirem e cumprirem os Oráculo de Jeová.

Ele fala de:

Egito

Babilônia

I - Informações Sobre o Profeta:

O Homem que falava: “da parte do Senhor”.

Jeremias era de Anatote, distante 3 ou quatro km de Jerusalém,;

1Cr 6:1;60: OS filhos de Levi foram: Gérson, Coate e Merari...E da tribo de Benjamim, Geba e os seus arrabaldes, Alemete e os seus arrabaldes, e Anatote e os seus arrabaldes; todas as suas cidades, pelas suas famílias, foram treze.

Benjamita;

Filho de Hilquias [Helcias] – sacerdote da casa de Abiatar, afastada de Jerusalém nos idos do Rei Salomão.

Pouco se sabe de sua infância, mas pela origem sacerdotal ele certamente conhecia toda a palavra de Deus e sua função, talvez daí tenha vindo o seu medo de se considerar menino para falar pem Nome de Deus.

Ele sabia o que era ser um nabi’ [nab]

Era um homem com uma chamada quase celibatária, Deus assim o chamara.

Imagine ser chamado nestas circunstâncias.

Jr.16.2,3. Não tomarás a ti mulher, nem terás filhos nem filhas neste lugar. Pois assim diz o Senhor acerca dos filhos e das filhas que nascerem neste lugar, acerca de suas mães, que os tiverem, e de seus pais que os gerarem nesta terra:

II - Ele Contesta Com Deus:

Jr.12.1. Justo és, ó Senhor, ainda quando eu pleiteio contigo; contudo pleitearei a minha causa diante de ti. Por que prospera o caminho dos ímpios? Por que vivem em paz todos os que procedem aleivosamente?

A chamada do profeta é um momento definidor.

Ele inicia, provavelmente o seu Ministério em sua cidade natal onde foi execrado.

Jr.12.6. Pois até os teus irmãos, e a casa de teu pai, eles mesmos se houveram aleivosamente contigo; eles mesmos clamam após ti em altas vozes. Não te fies neles, ainda que te digam coisas boas.

Um Profeta Ameaçado pelos seu Compatriota e sua Própria Casa:

Muitas vezes sofremos reveres dentro de nosso próprio povo, pois consideram-se melhores que nós ou não querem pagar conosco um preço pelo que Deus está revelando.

Assim aconteceu com Jeremias, o seu povo não queria ficar mal com os reis e com o ‘satus quo’ de Israel, queriam ficar omissos e se sentiram ameaçados pelas profecias de Jeremias contra Reis e sacerdotes de Jerusalém.

III - Centralizando o Culto:

A Centralização do Culto, em Jerusalém, promovida pelo bom rei Josias, e apoiada por Jeremias, mesmo sendo da casa sacerdotal de Anatote, talvez fosse a mola motriz da indignação dos sacerdotes de Anatote, pois ficaram como que sem função em sua cidade.

Parece que alguns em nossos dias estão preocupados com centralização ou posição.

Não é esta a preocupação do Ministro de Deus.

Como que dizendo: “já fomos expulsos de Jerusalém, agora vamos morrer por tua causa?

11.21-23. Portanto assim diz o Senhor acerca dos homens de Anatote, que procuram a tua vida, dizendo: Não profetizes no nome do Senhor, para que não morras às nossas mãos; por isso assim diz o Senhor dos exércitos: Eis que eu os punirei; os mancebos morrerão à espada, os seus filhos e as suas filhas morrerão de fome. E não ficará deles um resto; pois farei vir sobre os homens de Anatote uma calamidade, sim, o ano da sua punição.

Primeiro Deus não abre mão do Profeta, independente de sua idade muita jovem.

A pretensa desculpa do chamado, o jovem Jeremias é embasada em sua idade, falta de experiência e também pelo seu conhecimento vivencial da situação espiritual, sócio-econômica, corrupção, advinda desde os dias de manasses, anteriormente ao bom Rei Josias.

É uma lição para os que são chamados para a Obra de Deus, é em meio a situações de convulsão espiritual , até mesmo no seio da Igreja ou no meio de uma convulsão nacional é que Deus precisa de homens com características apropriadas, como demonstração as Lições deste 2º Trimestre de 2010.

IV – Jeremias e Oséias:

A Situação encontrada pelo Profeta ao ser Chamado.

Há indicações que devido a questão geográfica Jeremias ao ser chamado, tão jovem, Jeremias tem seu pensamento atingido pelo pensamento profético de Oséias.

Oséias liderou um movimento de resistência no final da vida no Reino do Norte provavelmente entre 755-721 a.C.

Egito e Assíria enfrentam dificuldades e, em decadência, proporcionam a Israel relativa tranqüilidade e crescimento econômico.

OSÉIAS 4.1-2. Ouvi a palavra do Senhor, vós, filhos de Israel; pois o Senhor tem uma contenda com os habitantes da terra; porque na terra não há verdade, nem benignidade, nem conhecimento de Deus. Só prevalecem o perjurar, o mentir, o matar, o furtar, e o adulterar; há violências e homicídios sobre homicídios.

Jr.22.17. Mas os teus olhos e o teu coração não atentam senão para a tua ganância, e para derramar sangue inocente, e para praticar a opressão e a violência.

Tal crescimento, porém, acelera e aumenta os contrastes sociais: lideranças políticas corrompidas e injustas ditam as regras, e ricos exploram os pobres (o que suscitará as agudas denúncias de Amós). A busca do poder gera intrigas e morte, com o assassínio dos últimos reis do Reino do Norte (em trinta anos sucedem-se sete reis).

A Assíria incita Israel a buscar alianças contrárias ao projeto de Deus.

V - CENÁRIO:

2 Cr. 33.1-9. Tinha Manassés doze anos quando começou a reinar...E fez o que era mau aos olhos do Senhor...abominações dos povos que o Senhor lançara fora de diante dos filhos de Israel...tornou a edificar os altos que Ezequias...tinha derribado; levantou altares aos baalins...adorou a todo o exército do céu...Edificou altares a todo o exército do céu, nos dois átrios...queimou seus filhos...no vale do filho de Hinom; e usou de augúrios e de encantamentos, e dava-se a artes mágicas, e instituiu adivinhos e feiticeiros[...]a imagem esculpida do ídolo...a colocou na casa de Deus, da qual Deus tinha dito: Nesta casa, e em Jerusalém, que escolhi de todas as tribos de Israel, porei eu o meu nome para sempre;...Manassés fez errar a Judá e aos moradores de Jerusalém, que eles fizeram o mal ainda mais do que as nações que o Senhor tinha destruído....

Depois de tudo isto vem seu filho Amnon, ao qual o seu próprio povo o executa.

Após eles vem o Bom rei Josias, para um breve retorno a Santificação, este era o cenário dos dias da Chamada de Jeremias.

Período em que há algo historicamente intrigante:

Acharam o Livro da Lei, para entendermos por quem se guiavam os sacerdotes de Israel.

2 Reis 20. 3 No ano décimo oitavo do rei Josias, o rei mandou o escrivão Safã, filho de Azalias, filho de Mesulão, à casa do Senhor, dizendo-lhe: 8 Então disse o sumo sacerdote Hilquias ao escrivão Safã: Achei o livro da Lei na casa do Senhor. E Hilquias entregou o livro a Safã, e ele o leu.

Enfim, o cenário é o do fim de um reino cujas lideranças infiéis à Aliança com Deus conduzem e encerra o povo na Idolatria, no esquecimento dos mandamentos do ~Exodo, para adorar Baal, o deus siro-fenício da natureza e fertilidade (Jz 2, 11-19; Ex 34, 10-17; Os 4, 11-19; Dt 23,18-19; Nm 25, 1-5).

Oséias fala sobretudo contra as lideranças religiosas e políticas infiéis que conduziram o povo a uma situação de grave infidelidade à Aliança com Javé. Vários desses oráculos também são dirigidos contra o povo, que se mostrou constantemente infiel ao projeto da Aliança do êxodo.

De forma idêntica, Deus usará Jeremias com uma forma de apresentar os desígnios de Deus para juízo de Israel, para mostrar com simbolismos a situação e a necessidade de arrependimento antes da execução da sentença divina, determinada, pelas ações nacionais do estado teocrático de Israel.

Assim, vemos figuras similares nos oráculos de ambos os Profetas.

O processo (rîbh) utilizado para demonstrar que o culto a Jeová não passa mais de uma formalidade e não tem mais o vigor transformador e administrador das Origens da Aliança de Jeová com Israel está presente em Oséias e em Jeremias.

Assim Deus chama um jovem profeta com este entendimento para ser um anunciador do que anda fazendo Israel, por não "conhecer a Deus" verdadeiramente:

-Chamada ao Arrependimento;

-Proclamador dos Oráculos divinos;

VI - Um Contexto Geográfico da Sua Mensagem:

Jr. 11.1.2. A palavra que veio a Jeremias, da parte do Senhor, dizendo:

Ouvi as palavras deste pacto, e falai aos homens de Judá, e aos habitantes de Jerusalém.

1.10. Olha, ponho-te neste dia sobre as nações, e sobre os reinos, para arrancares e derribares, para destruíres e arruinares; e também para edificares e plantares.

-Anunciador do Juízo que virá;

-A Condenação ao desterro;

-O tempo de duração deste exílio, provocado, pelo adultério espiritual;

-E por fim anunciar d’onde virá o Exterminador do povo e o que acontecerá com a Invasão devastadora de Israel

-Mas a mitigação virá é a mensagem de um Deus que ama o seu povo.

É hora de nós proclamarmos entre a Igreja o que vem acontecendo entre nossos arraiais, muita religiosidade e pouca responsabilidade, com o Verdadeiro Evangelho.

Ser Chamado, como somos, requer deixar de dar desculpas á Deus e nos colocarmos a Sua disposição para falar o que Ele manda.

-Deixar o conforto de estar longe do Centro Religioso, isto é sem responsabilidades, e ir para onde Deus quer que estejamos.

-Colocar-se como um menino, significa espiritualmente:

-Apresentar-se a Deus como alguém incapaz;

-Sem estrutura para falar em seu nome

-Sem estatura espiritual para tal ofício

-Uma forma de escusar-se a falar em nome de Deus

-Ter medo se mostrando pequeno, quando Deus quer menino e meninas, pois é nele que há pureza em Deus.

VII - A Esperança Ditada através de Oráculo de Terror:

Arrependimento traz a Esperança e Nova possibilidade de Vida, após cumprido o Juízo de Deus.

1-A Mensagem de Jeremias é em alguns pontos aterradores:

Leia o texto.

Jr. 15. 1-3. Disse-me, porém, o Senhor: Ainda que Moisés e Samuel se pusessem diante de mim, não poderia estar a minha alma com este povo.

Lança-os de diante da minha face, e saiam eles. E quando te perguntarem: Para onde iremos?

Dir-lhes-ás: Assim diz o Senhor:

Os que para a morte, para a morte;

-e os que para a espada, para a espada;

-e os que para a fome, para a fome;

-e os que para o cativeiro, para o cativeiro.

Pois os visitarei com quatro gêneros de destruidores, diz o Senhor:

1-com espada para matar,

2-e com cães, para os dilacerarem,

3-e com as aves do céu

4-e os animais da terra, para os devorarem e destruírem.

A-Assim aconteceu o dito do Senhor, alçado pela voz do Profeta Jeremias.

Vs.4 Entregá-los-ei para serem um espetáculo horrendo perante todos os reinos da terra, por causa de Manassés, filho de Ezequias, rei de Judá, por tudo quanto fez em Jerusalém.

-Alguns morreram a espada

Outros foram atingidos por povos estranhos

As aves dos céus comeram crianças deixadas durante a Invasão Babilônica. 2 Cr.36.17.20.21. Por isso fez vir sobre eles o rei dos caldeus, o qual matou os seus mancebos à espada, na casa do seu santuário, e não teve piedade nem dos mancebos, nem das donzelas, nem dos velhos nem dos decrépitos; entregou-lhos todos nas mãos. E aos que escaparam da espada, a esses levou para Babilônia; e se tornaram servos dele e de seus filhos, até o tempo do reino da Pérsia,para se cumprir a palavra do Senhor proferida pela boca de Jeremias, até haver a terra gozado dos seus sábados; pois por todos os dias da desolação repousou, até que os setenta anos se cumpriram.

Houve várias incursões a Israel até a Invasão final.

Reis foram mortos, tiveram olhos furados, colocaram correntes em suas narinas furadas [uma criança consegue levar vários homens presos pelas narinas, tal a dor causada neste local]

As feras do campo que dominaram as cidades devastadas deram sobre os velhos, crianças e desavisados no que restou.

VIII - O Oráculo Divino se Consumou.

1-A Esperança em Meio ao Trauma do Terror Babilônico:

Mas, em meio a tragédia há ainda um Profeta predizendo que:

Haverá um novo tempo, após o exílio de 70 anos na Babilônoia

As portas quebradas serão restauradas, pelos remanescentes

O povo voltará a ocupar as suas habitações desertas.

No exílio há uma beneficiência, no trigésimo sétimoano, por parte do rei opressor para com o rei Joaquim, vassalo prisioneiro na Babilônia. 2Rs.25.27.ss.

2-Uma Visão de Esperança:

É o que iremos encontrar numa Visão de Jeremias.

Jr. 24.3-6. E perguntou-me o Senhor: Que vês tu, Jeremias? E eu respondi:Figos; os figos bons, muito bons, e os ruins, muito ruins, que não se podem comer, de ruins que são.Então veio a mim a palavra do Senhor, dizendo: Assim diz o Senhor, o Deus de Israel: Como a estes bons figos, assim atentarei com favor para os exilados de Judá, os quais eu enviei deste lugar para a terra dos caldeus. Porei os meus olhos sobre eles, para seu bem, e os farei voltar a esta terra.

CONCLUSÃO:

Jeremias foi alçado como um Profeta dos Juízos de Deus, mas da sua boca como deve acontecer conosco como servos do Deus de Jeremias devem sair oráculos de juízo, arrependimento, de exortação, mas sobre tudo de Esperança.

Há ainda tempo para Esperança, Deus continua olhando para os figos bons, e os que se apodrecem, há uma poder miraculoso de Cristo, anunciado Messias por Jeremias, com poder transformador e sanador, do mal em benção.

Ainda é tempo de Esperança, há uma Boa Nova sendo proclamada, junto com o juízo da Condenação:

Como para Jeremias, que podia dizer, como Paulo.

At.26.6. E agora estou aqui para ser julgado por causa da esperança da promessa feita por Deus a nossos pais...

25.20.Por esta causa, pois, vos convidei, para vos ver e falar; porque pela Esperança de Israel estou preso com esta cadeia.

Rm.8. 24. Porque na Esperança fomos salvos. Ora, a Esperança que se vê não é Esperança; pois o que alguém vê, como o espera?

Esperança e Tribulação:

Rm.12. 12. alegrai-vos na Esperança, sede pacientes na tribulação, perseverai na oração;

Cl.1.27. a quem Deus quis fazer conhecer quais são as riquezas da glória deste mistério entre os gentios, que é Cristo em vós, a esperança da glória;

Ainda é Tempo de Esperança, rompa todo sistema que quer tirar a tua visão dos desvios doutrinários, que brotam como erva daninha no meio do Povo de Deus, mas para realizar ,isto, tem que ter chamada.

Fonte:

Apontamentos do autor.

Bíblia do Ministro - Editora Vida

Bíblia Plenitude

Airton J. Silva

Antigo Testamento – SETADSP –

Oséias: Amor fiel e misericordioso de Deus

Rafael Lopez Villaseñor *

2 comentários:

Alexandre Pitante disse...

Paz do Senhor, Pr Osiel.

Parabéns, pelo seu trabalho neste blog. Que Deus em Cristo Jesus lhe continue abençoando poderosamente.

Estou seguindo o vosso blog.

Aproveito pra lhe convidar a visitar meu blog também. Avivamento pela Palavra é um blog voltado aos amantes da Bíblia sagrada como Verdade Absoluta e que só através Dela seremos mais crentes e mais cheios do Espirito Santo. Comente, pois seus comentários são muito importante para mim poder estar sempre em melhorias no meu blog.

http://www.alexandrepitante.blogspot.com/

Siga-nos também.

Fica com Deus.
Um abraço, Alexandre Pitante.

Daladier Lima disse...

Prezado Pr. Osiel,

Estamos iniciando um Plano Pedagógico para o novo trimestre, que envolve entre outras coisas disseminar o máximo possível de informações sobre o profeta Jeremias. Certamente algumas informações do seu post serão inseridas lá.

Abraços!

Seguidores

Ocorreu um erro neste gadget

Geografia Bíblica-Texto-Local!

Para quem estuda a Arqueologia - Mapas do Antigo Testamento e do Novo Testamento.
Viaje à Terra Santa pelo seu PC, ou qualquer lugar citado na Bíblia! Com ela você pode através do texto que está lendo ter acesso ao local onde ocorreu o fato bíblico! Forma gratuita, é só clicar e acessar:

Ser Solidário

Seja solidário
"Um dia vieram e levaram meu vizinho que era judeu. Como não sou judeu, não me incomodei. No dia seguinte, vieram e levaram meu outro vizinho que era comunista. Como não sou comunista, não me incomodei . No terceiro dia vieram e levaram meu vizinho católico. Como não sou católico, não me incomodei. No quarto dia, vieram e me levaram; já não havia mais ninguém para reclamar..."
Martin Niemöller, 1933

Doutrina


O Credo da Assembléia de Deus
A declaração de fé da Igreja Evangélica Assembléia de Deus não se fundamenta na teologia liberal, mas no conservadorismo protestante que afirma entre outras verdades principais, a crença em:
1)Em um só Deus, eternamente subsistente em três pessoas: o Pai, o Filho e o Espírito Santo (Dt 6.4; Mt 28.19; Mc 12.29).
Pacto de Lausanne – Suíça
Teses de Martinho Lutero
95 Teses de Lutero
Clique e acesse todo texto.

Ensino Dominical