quinta-feira, dezembro 27

Os Filhos de Manassés - Os Bnei Menashe -VOLTANDO PARA CASA

VOLTANDO PARA CASA DEPOIS DE SÉCULOS
Chegam os “Filhos de Manassés” - Bnei Menashe - hebraico: בני מנשה; lit. "Filhos de Manassés"
SERÁ O GRANDE AJUNTAMENTO?
Isaías 43:7-6.A todos os que são chamados pelo meu nome e os que criei para a minha glória, os formei, e também os fiz.Não temas, pois, porque estou contigo; trarei a tua descendência desde o oriente, e te ajuntarei desde o ocidente. Direi ao norte: Dá; e ao sul: Não retenhas; trazei meus filhos de longe e minhas filhas das extremidades da terra.
MAIS UM SINAL?
PARTE DAS TRIBOS PERDIDAS SE JUNTA A SEU POVO.
Sabendo que as 10 tribos foram dizimadas, mas Deus promete resgatar os remanescentes, Israel ao longo dos anos tem realizado estudos profundos de vários ‘povos’ com cultura hebraica, em diversos Continentes.
Há alguns anos e ainda hoje, vários ‘africanos’ foram reconhecidos como povo hebreu.
Os Falashas – há mais de 20 anos que foi descoberta a tribo dos FALASHAS (rejeitados) que habitavam a Etiópia fazia cerca de 5.000 mil anos.
Somavam cerca de 60 mil e foram levados ao território judeu numa grande operação de resgate efetuada por militares judeus (força aérea).
Essa tribo fala a mesma língua falada pelo povo judeu quando de suas peregrinações há milênios
Agora chegou a hora dos Bnei Menashe.

Eles estão chegando a Israel com visto e reconhecido como hebreus!
Uma Revelação.
A alegação surgiu depois de um pentecostalista Tchalah ter sonhado, em 1951, que a religião pré-cristã de seu povo era o judaísmo, e que sua terra natal original era Israel. 
Alguns desacreditam, e alegam que eles querem mesmo fugir da pobreza de seus países por onde viveram por longos anos.
O rabino-chefe dos judeus sefarditas, Shlomo Amar, informou os membros do 6000 -forte comunidade de Bnei Menashe na Índia nordeste de sua decisão.
O rabino aceitou a tribo como hebreus do Norte destruído em 2005, dando início a sua regularização e aceitação como judeus.
Mas, o rabino, em 2005, aceitou a tribo como hebreus do Norte destruído,  dando início a sua regularização e aceitação como judeus.
Linguisticamente, os Bnei Menashe são tibeto-birmaneses, e, etnicamente, pertencem aos mizos, kukis e chins (termos virtualmente intercambiáveis).
São conhecidos na Birmânia como chin, porém de acordo com suas afiliações cada tribo refere-se a si mesmo como kuki, mizo ou chin.
Cada indivíduo, no entanto, costuma se identificar mais comumente com sua subtribo, cada uma detentora de um dialeto e identidade própria.
O grupo judaico foi chamado de Bnei Menashe pelo rabino Eliyahu Avichail, porque eles acreditam que o lendário ancestral kuki/mizo, Manmasi, seria Manassés, filho de José.
Israel aceita membros de 'tribo perdida' há mais de 2 mil anos
25/12/2012 23h03 - Atualizado em 26/12/2012 06h49
Cerca de 50 integrantes dos Bnei Menashe, que vivem na Índia, chegaram a Tel Aviv.
Da BBC
Cerca de 50 integrantes da tribo Bnei Menashe chegaram a Tel Aviv nesta segunda-feira (Foto: BBC)
Israel decidiu conceder vistos a cerca de 50 membros da tribo Bnei Menashe, que diz ser uma das dez tribos israelenses que teriam se perdido há mais de dois mil anos.
Há dez anos, o país já havia permitido a entrada de 1.700 dos 7.200 integrantes do grupo que atualmente reside na Índia, mas a política de vistos foi posteriormente interrompida.
O grupo ganhou mais importância em 2005 após um rabino tê-la reconhecido oficialmente como uma das dez tribos israelitas perdidas muitos séculos atrás.
Acredita-se que o grupo pertença a uma das dez comunidades que foram exiladas quando os assírios invadiram o Norte do reino de Israel no século VIII a.C.
De acordo com os relatos transmitidos por sua tradição oral, a tribo diz que nos últimos dois milênios passou pela Pérsia (atual Irã), Afeganistão, Tibete, China e Índia, onde acabou se fixando nos estados de Manipur e Mizoram, no nordeste do país.
Raízes
Houve momentos emocionantes no Aeroporto Internacional Ben Gurion, em Tel Aviv, quando os cerca de 50 membros dos Bnei Menashe se reencontraram com parentes que tinham ido para Israel no primeiro ciclo de imigração.
Centenas mais devem chegar ao país nas próximas semanas, disse Michael Freund, chefe do grupo Shavei Israel, que ajudou a organizar a viagem.
'Os membros dessa tribo jamais esqueceram suas raízes e estamos animados em poder ajudá-los a voltar', acrescentou.
Mas há quem critique a decisão. Para os que se opõem, as ligações da tribo com o judaísmo não têm base histórica. Eles acusam os Bnei Menashe de querer fugir da pobreza na Índia.
Reconhecimento
Em março de 2005, após anos de investigações, o rabino-chefe Shlomo Amar reconheceu as demandas dos Bnei Menashe oficializando-os como uma das tribos perdidas de Israel.
O anúncio levou a uma onda de imigração para a 'terra prometida', onde os membros da tribo foram convertidos ao judaísmo ortodoxo pouco depois da chegada.
O fluxo se interrompeu em 2007, quando o governo decidiu suspender a política de conceder vistos a esse grupo.
Agora, com a revisão desta suspensão, acredita-se que todos os integrantes da tribo que ainda estão na Índia imigrem para Israel.
Fonte:
BBC
Wikipédia
Outras 

Nenhum comentário:

Seguidores

Ocorreu um erro neste gadget

Geografia Bíblica-Texto-Local!

Para quem estuda a Arqueologia - Mapas do Antigo Testamento e do Novo Testamento.
Viaje à Terra Santa pelo seu PC, ou qualquer lugar citado na Bíblia! Com ela você pode através do texto que está lendo ter acesso ao local onde ocorreu o fato bíblico! Forma gratuita, é só clicar e acessar:

Ser Solidário

Seja solidário
"Um dia vieram e levaram meu vizinho que era judeu. Como não sou judeu, não me incomodei. No dia seguinte, vieram e levaram meu outro vizinho que era comunista. Como não sou comunista, não me incomodei . No terceiro dia vieram e levaram meu vizinho católico. Como não sou católico, não me incomodei. No quarto dia, vieram e me levaram; já não havia mais ninguém para reclamar..."
Martin Niemöller, 1933

Doutrina


O Credo da Assembléia de Deus
A declaração de fé da Igreja Evangélica Assembléia de Deus não se fundamenta na teologia liberal, mas no conservadorismo protestante que afirma entre outras verdades principais, a crença em:
1)Em um só Deus, eternamente subsistente em três pessoas: o Pai, o Filho e o Espírito Santo (Dt 6.4; Mt 28.19; Mc 12.29).
Pacto de Lausanne – Suíça
Teses de Martinho Lutero
95 Teses de Lutero
Clique e acesse todo texto.

Ensino Dominical