sábado, setembro 12

A Organização de uma Igreja Local Lição 11 CPAD – 3º TRIMESTRE 2015

A Organização de uma Igreja Local
Lição 11 CPAD – 3º TRIMESTRE 2015
Estudo subsidio Pr. Osvarela
Tito 1.5 Por esta causa te deixei em Creta, para que pusesses em boa ordem as coisas que ainda restam, e de cidade em cidade estabelecesses presbíteros, como já te mandei:
Leitura Bíblica em Classe
Tito 1:4-14
A Tito, meu verdadeiro filho, segundo a fé comum: Graça, misericórdia, e paz da parte de Deus Pai, e da do Senhor Jesus Cristo, nosso Salvador.
Por esta causa te deixei em Creta, para que pusesses em boa ordem as coisas que ainda restam, e de cidade em cidade estabelecesses presbíteros, como já te mandei:
Aquele que for irrepreensível, marido de uma mulher, que tenha filhos fiéis, que não possam ser acusados de dissolução nem são desobedientes.
Porque convém que o bispo seja irrepreensível, como despenseiro da casa de Deus, não soberbo, nem iracundo, nem dado ao vinho, nem espancador, nem cobiçoso de torpe ganância;
Mas dado à hospitalidade, amigo do bem, moderado, justo, santo, temperante;
Retendo firme a fiel palavra, que é conforme a doutrina, para que seja poderoso, tanto para admoestar com a sã doutrina, como para convencer os contradizentes.
Porque há muitos desordenados, faladores, vãos e enganadores, principalmente os da circuncisão,
Aos quais convém tapar a boca; homens que transtornam casas inteiras ensinando o que não convém, por torpe ganância.
Um deles, seu próprio profeta, disse: Os cretenses são sempre mentirosos, bestas ruins, ventres preguiçosos.
Este testemunho é verdadeiro. Portanto, repreende-os severamente, para que sejam sãos na fé.
Não dando ouvidos às fábulas judaicas, nem aos mandamentos de homens que se desviam da verdade.
Exórdio
Sem organização a igreja não é uma Organização ou Organismo.
Se há algo que infere organização é o Mundo espiritual regido por Deus, com Jesus Cristo e a ação do Espírito Santo.
“Porque nele foram criadas todas as coisas que há nos céus e na terra, visíveis e invisíveis, sejam tronos, sejam dominações, sejam principados, sejam potestades. Tudo foi criado por ele e para ele. E ele é antes de todas as coisas, e todas as coisas subsistem por ele. E ele é a cabeça do corpo, da igreja; é o princípio e o primogênito dentre os mortos, para que em tudo tenha a preeminência. Porque foi do agrado do Pai que toda a plenitude nele habitasse,” Colossenses 1:16-19
Mesmo no período caótico da Terra havia uma manutenção do controle do caos, até pela etimologia, de “Kosmos”, algo que só o Eterno pode realizar, por seu Poder e Glória, através do Espírito Santo:
    “No princípio criou Deus o céu e a terra. E a terra era sem forma e vazia; e havia trevas sobre a face do abismo; e o Espírito de Deus se movia sobre a face das águas.” Gênesis 1:1,2
κοσμος – kosmos; n. m. uma organização ou constituição apta e harmoniosa, ordem, governo; ornamento, decoração, adorno, i.e., o arranjo das estrelas, ’as hostes celestiais’ como o ornamento dos céus. 1Pe 3.3; mundo, universo; o círculo da terra, a terra; os habitantes da terra, homens, a família humana
A questão da organização de uma casa, como a casa de Deus situa a paridade com a questão de uma casa de família, como sendo uma organização que inclui no étimo uma família (Família de Deus) como uma unidade organizacional celular e única, com: Pai, esposa, Filho.
“Que manifestou em Cristo, ressuscitando-o dentre os mortos, e pondo-o à sua direita nos céus, Acima de todo o principado, e poder, e potestade, e domínio, e de todo o nome que se nomeia, não só neste século, mas também no vindouro; E sujeitou todas as coisas a seus pés, e sobre todas as coisas o constituiu como cabeça da igreja, Que é o seu corpo, a plenitude daquele que cumpre tudo em todos.” Efésios 1:20-23
Administração
“Por esta causa te deixei em Creta, para que pusesses em boa ordem as coisas que ainda restam, e de cidade em cidade estabelecesses presbíteros, como já te mandei:”
A Igreja segundo o pensamento de Paulo e aquilo que ele, Paulo, quer ensinar a Tito, precisa ser norteada princípios divinos, como Instituição de Deus. Pela sua natureza, a Igreja é distinta de outras sociedades ou grupos éticos, pois ela engloba todas as etnias, gregos, celtas, livres, escravos, gregos, judeus e gentios. A sua estrutura é a corporalidade, organicidade, fraternidade, unicidade e consensualidade estruturadas, e que lança, em raízes para Eternidade  na regeneração em Cristo Jesus, o criador da comunhão dos santos.
“Assim que já não sois estrangeiros, nem forasteiros, mas concidadãos dos santos, e da família de Deus;” Efésios 2:19
A missão da igreja é ser serva de Jesus Cristo pelo culto permanente e exclusivo à Deus; pelo amor interno, que confraterniza seus membros; pela fidelidade às Escrituras; pela igualdade de seus componentes; pela missão evangelizadora entre todos os povos, cumprindo o “Ide” de Jesus e também pelo incansável testemunho cristão, de seus membros e Líderes, como, Paulo vai ensinar a Tito.
O termo "administração" vem do latim ad (direção, tendência para) e “minister” (subordinação ou obediência), designa o desempenho de tarefas de direção dos assuntos de um grupo. Lembrando que ministro é derivado de “minister”.
Administração é o ''processo de planejar, organizar, liderar e controlar o trabalho dos membros da organização, e de usar todos os recursos disponíveis da organização para alcançar os objetivos definidos" Stoner e Feeman
A administração: "a arte de fazer as coisas através de pessoas". Mary Parker Follet
Quanto à administração que se faz a favor dos santos, não necessito escrever-vos;” 2 Coríntios 9:1
A palavra "administração de uma casa". Na Escritura Veterotestamentária, as ocorrências deste termo são poucas e centram ao redor do ofício do mordomo de uma casa; um administrador de palácio ou domínio. Isaias 22: 19, 21.
Etimologia:
οικος é ainda mais restrito, família, que inclui todos os habitantes de uma casa, sendo a unidade da organização; a casa de Deus, o tabernáculo; família de Deus, da Igreja Cristã, da igreja do Antigo e do Novo Testamento.
Οικια – oikia - n f. casa; edifício habitado, moradia; habitantes de uma casa, família; propriedade, riqueza, bens
οικονομια – oikonomia;n. f. administração de um lar ou afazeres do lar; especificamente, a administração, direção, gerência, da propriedade de outro; o ofício de um diretor ou gerente, administração; administração, dispensação.
οικονομος – oikonomos; n. m. o administrador do lar ou dos afazeres do lar; metáf. os apóstolos e outros mestres, bispos e supervisores cristãos; um administrador, gerente, superintendente (seja nascido livre ou, como era geralmente o caso, um liberto ou um escravo) para quem o chefe da casa ou proprietário tinha confiado a administração dos seus afazeres, o cuidado das receitas e despesas, e o dever de repartir a porção própria para cada servo e até mesmo para as crianças pequenas; o administrador um supervisor; o superintendente das finanças da cidade, o tesoureiro da cidade ( ou do tesoureiro ou gestor de reis);
Capacitando e Organizando Igrejas, com Líderes Doutrinados e Compromissados.
Entre os grandes ensinos das pastorais, podemos verificar que Paulo se preocupava em organizar as igrejas que ele plantara ao longo de suas viagens missionárias.
A Bibliologia Neotestamentária, nos mostra, que os apóstolos, entre eles Paulo se preocuparam em organizar a Igreja, para cuidar de todos os segmentos e do povo de Deus, para que ela se fizesse uma organização possível de ser conduzida.
Assim, temos a formação de ofícios como a ‘diakonia’, que podemos ler no livro de Atos dos Apóstolos 6.
“Ora, naqueles dias, crescendo o número dos discípulos, houve uma murmuração dos gregos contra os hebreus, porque as suas viúvas eram desprezadas no ministério cotidiano...Escolhei ... sete homens de boa reputação, cheios do Espírito Santo e de sabedoria, aos quais constituamos sobre este importante negócio. Mas nós perseveraremos na oração e no ministério da palavra.” Atos 6:1-4
Paulo, ao longo das pastorais codifica a organização eclesial, a forma de “por em ordem todas as coisas”, cuidando para formatar todos os ângulos de atuação da igreja, par atanto alguém seria seu enviado, com uma Missão fundamental para impor a organização uma forma de vida eclesial e pessoal, sob a moralidade divina, na visão do Cristo, fossem judeus, gregos ou romanos, mas sob a visão de um Corpo, Uma Unidade, a Igreja de Jesus Cristo:
“Por esta causa te deixei em Creta...boa ordem as coisas que ainda restam...” ou seja, ainda existiam pontos a serem organizados por Tito para tanto Paulo orienta-o como proceder, quais os critérios a serem observados, na alocação dos presbíteros e oficiais da Igreja, passando pela moralidade pessoal, o cuidado e qualificação ao ensino, a mantença da Doutrina, o conteúdo familiar do líder, a organização de recebimento dos crentes, quanto as viagens para serem recebidos onde chegavam, com a hospitalidade necessária e bem conhecida necessidade do próprio Paulo.
Estas qualidades inferiam ao líder:
- poder, ou autoridade, junto a comunidade eclesial; ajudando-o a combater alguns que se intrometiam no seio da Igreja com suas baixas qualidades morais, como murmuração, engano, e andando de maneira desordenada: “Rogo-vos, porém, irmãos, pelo nome de nosso Senhor Jesus Cristo, que digais todos uma mesma coisa, e que não haja entre vós dissensões; antes sejais unidos em um mesmo pensamento e em um mesmo parecer.
Porque a respeito de vós, irmãos meus, me foi comunicado pelos da família de Cloé que há contendas entre vós. .. Eu sou de Paulo, e eu de Apolo, e eu de Cefas, e eu de Cristo. Está Cristo dividido? foi Paulo crucificado por vós? ou fostes vós batizados em nome de Paulo?1 Coríntios 1:10-13
- família
- ofertas
- cuidado com os pobres, lembrando que
- for irrepreensível, marido de uma mulher, que tenha filhos fiéis, que não possam ser acusados de dissolução nem são desobedientes.
Ninguém despreze a tua mocidade; mas sê o exemplo dos fiéis, na palavra, no trato, no amor, no espírito, na fé, na pureza.” 1 Timóteo 4:12
- despenseiro da casa de Deus
- à hospitalidade, amigo do bem
- Retendo firme a fiel palavra, que é conforme a doutrina
- para que seja poderoso, tanto para admoestar com a sã doutrina, como para convencer;
- Porque há muitos desordenados, faladores, vãos e enganadores, principalmente os da circuncisão,
 “Porque os judeus pedem sinal, e os gregos buscam sabedoria; Mas nós pregamos a Cristo crucificado, que é escândalo para os judeus, e loucura para os gregos. Mas para os que são chamados, tanto judeus como gregos, lhes pregamos a Cristo, poder de Deus, e sabedoria de Deus.” 1 Coríntios 1:22-24
A única forma de ordenar alguns que como diz Judas e Pedro “são nuvens sem água”, mas se “intrometem nas casas” criando dependências e dependentes deles, como lideres orgulhosos, atentos a própria fazenda dos liderados, para lhes inflamar o ego, em benefício próprio, e que necessitam ter as bocas tapadas pelo verdadeiro ensino da Doutrina sã e verdadeira.
Estes são fontes sem água, nuvens levadas pela força do vento, para os quais a escuridão das trevas eternamente se reserva. Porque, falando coisas mui arrogantes de vaidades, engodam com as concupiscências da carne, e com dissoluções, aqueles que se estavam afastando dos que andam em erro, Prometendo-lhes liberdade, sendo eles mesmos servos da corrupção. Porque de quem alguém é vencido, do tal faz-se também servo.” 2 Pedro 2:17-19
Não seja dominado por estes lideres, que se acumulam, a cada dia no meio da comunidade evangélica, religiosos, segundo suas próprias concupiscências e arrogância e vaidades, que desviam da Doutrina, os crentes, que desavisados desta necessidade organizacional, e  eclesiástica sofrem os danos e são engodados.
“Que pregues a palavra, instes a tempo e fora de tempo, redarguas, repreendas, exortes, com toda a longanimidade e doutrina. Porque virá tempo em que não suportarão a sã doutrina”. 2 Timóteo 4:2,3
Por isto, muitos acabam deixando a igreja,pois acabam vendo que seguiam aqueles que vivem em dissolução, pois estes homens não se submetem a obediência, a respeitar a lideres ordenados por ministérios santos e dirigidos por Deus, que por longos anos serviram a Deus sob lideres santos e sem a aparência do mal, dando e sendo exemplo de vida neste anos de submissão.
- Retendo firme a fiel palavra, que é conforme a doutrina
- amigo do bem, moderado, justo, santo, temperante;
- Aquele que for irrepreensível, marido de uma mulher, que tenha filhos fiéis, que não possam ser acusados de dissolução nem são desobedientes.
- Porque há muitos desordenados, faladores, vãos e enganadores, principalmente os da
circuncisão,
Retendo firme a fiel palavra, que é conforme a doutrina, para que seja poderoso, tanto para admoestar com a sã doutrina, como para convencer os contradizentes.
Doutrina – a palavra "doutrina" significa "ensino" ou “Instrução" - pode definir-se assim: as verdades fundamentais da Bíblia dispostas em forma sistemática. Este estudo chama-se comumente: "teologia", ou seja, "um tratado ou um discurso racional acerca de Deus". Doutrina é a revelação da verdade como se encontra nas Escrituras;
- Aos quais convém tapar a boca; homens que transtornam casas inteiras ensinando o que não convém, por torpe ganância.
“Estes são manchas em vossas festas de amor, banqueteando-se convosco, e apascentando-se a si mesmos sem temor; são nuvens sem água, levadas pelos ventos de uma para outra parte; são como árvores murchas, infrutíferas, duas vezes mortas, desarraigadas;” Judas 12
Paulo já observa, nesta ocasião, o falar para Tito, a introdução de certo “encratismo” no seio da Igreja, doutrina pela qual, posteriormente formulada por Taciano, que tinha como adeptos os encratistas, denominados desta forma pela prática da “enkratéia”, que significa continência pregando, ou seja, invadindo os lares, a doutrina contra o casamento, algo que Paulo acabaria orientando em Efésios, para que esta santa união fosse realizada, vivida e desfrutada em sua plenitude pelos crentes de forma sadia e como ordenado por Deus. Isto era uma forma de dominar a vida dos crentes, que desconheciam a doutrina, a qual Paulo, agora, determina ser organizada de forma sistemática pelos lideres nomeados, segundo uma ordem eclesiástica, dos presbíteros, diáconos e pastores, e evangelistas.
- enkratéia, que significa continência. No fundo, o encratismo (ensino, defendido por Taciano e antevista pro Paulo antes da sua formatação anos após) desfigurava a Salvação por Jesus Cristo e não pela castidade humana, que não leva a ela. Ainda no presente século, se vê, aqui e acolá, alguns resquícios, mormente em seitas ditas cristãs, ou o oposto a dissolução que permite uma vida devassa, desde que se “professe” Jesus, se vá a Igreja aos domingos e participe de alguns grupos Gospel.
Estes, como Paulo, fala em I Timóteo queriam dirigir a vida dos crentes, ensinando-os a deixarem o casamento, ter uma vida sob o conceito de afastamento das famílias e casais.
“Mas o Espírito diz expressamente que nos últimos tempos alguns apostatarão da fé, atendendo a espíritos enganadores e a doutrinas de demônios, mediante a hipocrisia de homens mentirosos, que têm a consciência cauterizada, que proíbem o casamento e ordenam a abstinência de alimentos, que Deus criou para serem usados com gratidão pelos que crêem e conhecem bem a verdade. Pois toda a criatura de Deus é boa, e nada deve ser rejeitado, se é recebido com gratidão”. I Timóteo 4:1-4
Paulo necessitava cuidar dos crentes em Creta e seus futuros líderes, pois a sua fama era ruim, a sua forma de viver era dissoluta, utilizando o conceito de que “o ventre foi feito para a comida”, ou usar o corpo de maneira independente do espírito, o que lhes permitiria, pensavam eles, que o corpo era mesmo ruim e o espírito bom.
Eles conheciam Epimênides, um poeta, que alguns pensam era considerado, como profeta entre seus concidadãos cretenses, não um profeta bíblico, mas um profeta pagão, bastante conhecido, no século VI a.C, de quem Paulo usa seus ditos poéticos, quanto a moralidade mística dos cretenses, fato que ele já fizera uso em outras partes de seus discursos.
- Um deles, seu próprio profeta, disse: Os cretenses são sempre mentirosos, bestas ruins, ventres preguiçosos.
Paulo era um homem de muita educação. Ele fora treinado por um mestre judeu muito respeitado: Gamaliel - Atos 22.3; 5.34.
Paulo mostra que conhecia não apenas a Escritura e a literatura judaica, mas também a literatura grega clássica. Enquanto discursava para um grupo de filósofos epicureus e estóicos em Atos 17.22 – 34, Paulo, no verso 28, Paulo, no verso 28, já citara a Cretica de Epimênides (“porque nele vivemos, e nos movemos e existimos”).
Paulo estava citando Epemênides, para mostrar a Tito a dificuldade que enfrentavam os presbíteros cretenses.
Conhecimento Histórico:
Tido como “homem estranho” pelo seu povo, Epimênides era um dos poucos da sua época e região que criam em apenas um Deus e, segundo conta Diógenes Laertius, quando houve a praga em Atenas muito se fizeram de holocaustos para “apaziguar a fúria dos deuses”, que passavam de 30.000, ou seja, tinham mais deuses em estátuas nas ruas do que pessoas vivendo em Atenas, onde foram até chamados sacerdotes egípcios e babilônicos para tentarem resolver aquela praga, mas sem sucesso algum. Quando então lembraram o Deus único de Epimênides, então o chamaram. Ele mostrou-os o erro de adorarem deuses que não poderiam os ajudar em nada, e mandou que colocassem ovelhas no alto do areópago que estas iriam lhes mostrar o local onde esse Deus queria ser adorado. Então, num ato “místico” as ovelhas desceram o areópago e andaram até um local onde não havia nenhum tipo de idolatria. E ali os artífices construíram um altar e como não sabiam o “nome” desse Deus, a mando de Epimênides talharam como “o Deus desconhecido” (assim como descrito em Atos 17:23), e assim conseguiram resolver o problema da praga. Texto não bíblico, usado apenas como tese.
- Este testemunho é verdadeiro. Portanto, repreende-os severamente, para que sejam sãos na fé.
- Não dando ouvidos às fábulas judaicas, nem aos mandamentos de homens que se desviam da verdade
Βηθλεεμ – Bethleem; ביתלחם ; n pr loc. Belém = “casa de pão”
Por isto, que a Igreja precisa ser estruturada para ser o local de alimento espiritual, dado por líderes capacitados.
Busque ser exemplo, pelo exemplo da Excelência: Cristo!
Não devemos nos conformar com "o bom é o bastante". Se esforce pela excelência:
"Para aprovardes as coisas excelentes e serdes sinceros e inculpáveis para o Dia de Cristo" Filipenses 1.10
Faça isto, com o princípio de glorificação á Deus, em Cristo:
Faça- se tudo para A GLÓRIA DE DEUS:
Se fizermos tudo para a Glória de Deus, em lugar de nossa própria glória, seremos abençoados e bem-sucedidos, nesta tarefa santa, da Chamada:
"E tudo o que fizerdes, seja em palavra, seja em ação, fazei-o em nome do Senhor Jesus, dando por ele graças a Deus Pai" Colossenses 3.17
Busquemos em primeiro lugar o reino:
Para termos êxito o Reino de Deus é nossa prioridade: "Buscai, pois, em primeiro lugar, o seu reino e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas" Mateus 6.33
As prioridades do reino podem ser estabelecidas através da organização apropriada, conforme Atos 6.1-7
Em tudo te dá, por exemplo, de boas obras; na doutrina mostra incorrupção, gravidade, sinceridadeTito 2:7
Há um exemplo a ser seguido, como paradigma e Salvador. Siga o Exemplo de Jesus, aliás, o Ensinador do próprio Paulo:
"Porque eu vos dei o exemplo, para que, como eu vos fiz, façais vós também" João 13.15
Quando você compara a si mesmo com outra coisa que não seja o exemplo de Cristo isto não terá o paradigma certo.
Mas por isso alcancei misericórdia, para que em mim, que sou o principal, Jesus Cristo mostrasse toda a sua longanimidade, para exemplo dos que haviam de crer nele para a vida eterna. 1 Timóteo 1:16; Porque para isto sois chamados; pois também Cristo padeceu por nós, deixando-nos o exemplo, para que sigais as suas pisadas. 1 Pedro 2:21
Sustentados pela Palavra e não por Fábulas
Continua...
Fonte:
Conhecendo as Doutrinas da Bíblia – Myer Pearlman
Administração Eclesiástica – FATEC
Quanto a Epemênides: Comentário do Bispo Isho’dad de Merv em um trecho sírio dos Atos dos Apóstolos do Século 9, supostamente descoberto e traduzido do grego pelo Prof. J. Rendel Harris e publicado em uma série de artigos do jornal/revista/periódico cristão inglês The Expositor, de 1906 a 1912! As fontes históricas são: “Vidas e Doutrinas dos Filósofos Ilustres”, de Diógenes Laércio, Livro I, Capítulo 10, §110 e “História”, de Heródoto, Livro V, §LXXI (sobre Cílon).
Apontamentos do autor
Bíblia Plenitude

Nenhum comentário:

Seguidores

Ocorreu um erro neste gadget

Geografia Bíblica-Texto-Local!

Para quem estuda a Arqueologia - Mapas do Antigo Testamento e do Novo Testamento.
Viaje à Terra Santa pelo seu PC, ou qualquer lugar citado na Bíblia! Com ela você pode através do texto que está lendo ter acesso ao local onde ocorreu o fato bíblico! Forma gratuita, é só clicar e acessar:

Ser Solidário

Seja solidário
"Um dia vieram e levaram meu vizinho que era judeu. Como não sou judeu, não me incomodei. No dia seguinte, vieram e levaram meu outro vizinho que era comunista. Como não sou comunista, não me incomodei . No terceiro dia vieram e levaram meu vizinho católico. Como não sou católico, não me incomodei. No quarto dia, vieram e me levaram; já não havia mais ninguém para reclamar..."
Martin Niemöller, 1933

Doutrina


O Credo da Assembléia de Deus
A declaração de fé da Igreja Evangélica Assembléia de Deus não se fundamenta na teologia liberal, mas no conservadorismo protestante que afirma entre outras verdades principais, a crença em:
1)Em um só Deus, eternamente subsistente em três pessoas: o Pai, o Filho e o Espírito Santo (Dt 6.4; Mt 28.19; Mc 12.29).
Pacto de Lausanne – Suíça
Teses de Martinho Lutero
95 Teses de Lutero
Clique e acesse todo texto.

Ensino Dominical