quinta-feira, abril 16

PARTIDARISMO NA IGREJA - LIÇÃO 03 - CPAD - 2º TRIMESTRE 2009

LIÇÃO 03-CPAD Autor: Osvarela

Oh! Quão bom e quão suave é que os irmãos vivam em união. Sl. 133.1

Leitura Bíblica em Classe:

I Co. 1.10-13; 3.1-6.

10 Rogo-vos, irmãos, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo, que sejais concordes no falar, e que não haja dissensões entre vós; antes sejais unidos no mesmo pensamento e no mesmo parecer.

11 Pois a respeito de vós, irmãos meus, fui informado pelos da família de Cloé que há contendas entre vós.

12 Quero dizer com isto, que cada um de vós diz: Eu sou de Paulo; ou, Eu de Apolo; ou Eu sou de Cefas; ou, Eu de Cristo.

13 será que Cristo está dividido? foi Paulo crucificado por amor de vós? ou fostes vós batizados em nome de Paulo?

1 E eu, irmãos não vos pude falar como a espirituais, mas como a carnais, como a criancinhas em Cristo.

2 Leite vos dei por alimento, e não comida sólida, porque não a podíeis suportar; nem ainda agora podeis;

3 porquanto ainda sois carnais; pois, havendo entre vós inveja e contendas, não sois porventura carnais, e não estais andando segundo os homens?

4 Porque, dizendo um: Eu sou de Paulo; e outro: Eu de Apolo; não sois apenas homens?

5 Pois, que é Apolo, e que é Paulo, senão ministros pelos quais crestes, e isso conforme o que o Senhor concedeu a cada um?

6 Eu plantei; Apolo regou; mas Deus deu o crescimento.

Glossário:

Dissenção do latim dissensione - Divergência de opiniões ou de interesses.

Divisão, do latim divisio (= divisão, em dois); (do latim septum = cerca, divisão)

Partidário

adj partidário, partidária

1 relativo a partido

lutas partidárias

2 ser de opinião

ser partidário de mudanças

subst m partidário pessoa que segue uma idéia ou um grupo

Kernerman Portuguese Learners Dictionary

Texto auxiliar indicado pelo editor:

I Co. 4. 9-15: Porque tenho para mim, que Deus a nós, apóstolos, nos pôs por últimos, como condenados à morte; pois somos feitos espetáculo ao mundo, tanto a anjos como a homens. Nós somos loucos por amor de Cristo, e vós sábios em Cristo; nós fracos, e vós fortes; vós ilustres, e nós desprezíveis. Até a presente hora padecemos fome, e sede; estamos nus, e recebemos bofetadas, e não temos pousada certa, e nos afadigamos, trabalhando com nossas próprias mãos; somos injuriados, e bendizemos; somos perseguidos, e o suportamos; somos difamados, e exortamos; até o presente somos considerados como o refugo do mundo, e como a escória de tudo. Não escrevo estas coisas para vos envergonhar, mas para vos admoestar, como a filhos meus amados. Porque ainda que tenhais dez mil aios em Cristo, não tendes contudo muitos pais; pois eu pelo evangelho vos gerei em Cristo Jesus.

INTRODUÇÃO E DISCURSO:

O partidarismo na Igreja primitiva e suas causas:

O comentarista da lição o novel Pastor Prof. Antonio Gilberto utilizou-se da grafia da língua na qual foram escritas as Escrituras vetero-testamentária.

Permito-me a utilizar termo em latim, com base na mais conhecida versão da Bíblia Sagrada, ter também utilizado esta língua.

Sendo assim divisão advém de septo, que significa divisão, mas no sentido de compartimentos separados por cerca ou algo que divide ambientes, ou mesmo como o septo nasal que separa os compartimentos de ventilação e sucção do homem através de suas narinas.

Desta forma podemos entender que, havia uma barreira ou um septo no seio da Igreja de Corinto, impedindo a atuação perfeita da Igreja como um compartimento único, muito embora como nas nossas narinas, o ar ou “pneuma” , fosse inalado a todo o corpo, porém se um dos compartimentos for fechado ou ambos é até possível o Corpo ir à falência por falta do ar, ou sofre danos no seu todo por falta da ventilação.

Sendo assim, espiritualizando o exemplo, a Igreja recebia todo o ar mais cada grupo queria só para si a ação do “pneuma”, aqui como Espírito Santo.

Não pode haver compartimentação da Igreja com partes lacradas ao acesso de todos.

O partidarismo tem sido uma constante na Igreja, desde a Igreja Primitiva até aos nossos dias.

O livro de Atos dos Apóstolos, de autoria de Lucas, demonstra esta face da Igreja.

O partidarismo inicial entre os judaizantes e os que criam que os gentios também poderiam ser alcançados pela Graça.

Fato destacado na relação inicial de Pedro com Cornélio, um homem temente a Deus, conforme a própria voz do Senhor.

Mesmo tendo recebido um arrebatamento de sentidos, e tendo uma visão divina Pedro hesitava em manter uma relação ou pregação da Fé em Cristo, mantendo uma exclusividade.

Atos 10.9.ss: E no dia seguinte..., subiu Pedro ao terraço para orar, quase à hora sexta. E tendo fome, quis comer; e, enquanto lho preparavam, sobreveio-lhe um arrebatamento de sentidos, E viu o céu aberto...e vindo para a terra.No qual havia de todos os animais quadrúpedes e répteis da terra, e aves do céu.E foi-lhe dirigida uma voz: Levanta-te, Pedro, mata e come.Mas Pedro disse: De modo nenhum, Senhor, porque nunca comi coisa alguma comum e imunda...Pedro duvidando entre si acerca do que seria aquela visão que tinha visto, eis que os homens que foram enviados por Cornélio pararam à porta...perguntaram se Simão, que tinha por sobrenome Pedro, morava ali.E, pensando Pedro naquela visão, disse-lhe o Espírito: Eis que três homens te buscam.Levanta-te pois, desce, e vai com eles, não duvidando; porque eu os enviei...E Cornélio os estava esperando, tendo já convidado os seus parentes e amigos mais íntimos...E, falando com ele, entrou, e achou muitos que ali se haviam ajuntado.E disse-lhes: Vós bem sabeis que não é lícito a um homem judeu ajuntar-se ou chegar-se a estrangeiros; mas Deus mostrou-me que a nenhum homem chame comum ou imundo.Por isso, sendo chamado, vim sem contradizer....E nos mandou pregar ao povo, e testificar que ele é o que por Deus foi constituído juiz dos vivos e dos mortos.A este dão testemunho todos os profetas, de que todos os que nele crêem receberão o perdão dos pecados pelo seu nome.E, dizendo Pedro ainda estas palavras, caiu o Espírito Santo sobre todos os que ouviam a palavra.E os fiéis que eram da circuncisão, todos quantos tinham vindo com Pedro, maravilharam-se de que o dom do Espírito Santo se derramasse também sobre os gentios.Porque os ouviam falar línguas, e magnificar a Deus.Respondeu, então, Pedro: Pode alguém porventura recusar a água, para que não sejam batizados estes, que também receberam como nós o Espírito Santo?

A divisão judaizante fundamentalista, que encontramos em Corinto, iniciou outra cruzada divisória:

Passado este primeiro momento, da Igreja Primitiva e da propagação do Evangelho, iniciou-se outra divisão ou separação entre os cristãos ou como inicialmente eram chamados os que professavam a fé em Cristo, os do Caminho.

Atos 15.1: Então alguns que tinham descido da Judéia ensinavam assim os irmãos: Se não vos circuncidardes conforme o uso de Moisés, não podeis salvar-vos.2 Tendo tido Paulo e Barnabé não pequena discussão e contenda contra eles, resolveu-se que Paulo e Barnabé, e alguns dentre eles, subissem a Jerusalém, aos apóstolos e aos anciãos, sobre aquela questão.3 E eles, sendo acompanhados pela igreja, passavam pela Fenícia e por Samaria, contando a conversão dos gentios;Alguns, porém, da seita dos fariseus, que tinham crido, se levantaram, dizendo que era mister circuncidá-los e mandar-lhes que guardassem a lei de Moisés.6 Congregaram-se, pois, os apóstolos e os anciãos para considerar este assunto.7 E, havendo grande contenda, levantou-se Pedro e disse-lhes: Homens irmãos, bem sabeis que já há muito tempo Deus me elegeu dentre nós, para que os gentios ouvissem da minha boca a palavra do evangelho, e cressem.8 E Deus, que conhece os corações, lhes deu testemunho, dando-lhes o Espírito Santo, assim como também a nós;9 E não fez diferença alguma entre eles e nós, purificando os seus corações pela fé.10 Agora, pois, por que tentais a Deus, pondo sobre a cerviz dos discípulos um jugo que nem nossos pais nem nós pudemos suportar?

A tentativa de obrigar os cristãos não judeus a serem circuncidados, o próprio Apóstolo Paulo, indo a Jerusalém anos depois, narra sobre a questão em Gálatas, capítulo 2.

Gl.2.7.ss: Antes, pelo contrário, quando viram que o evangelho da incircuncisão me estava confiado, como a Pedro o da circuncisão (Porque aquele que operou eficazmente em Pedro para o apostolado da circuncisão, esse operou também em mim com eficácia para com os gentios),E conhecendo Tiago, Cefas e João, que eram considerados como as colunas, a graça que me havia sido dada, deram-nos as destras, em comunhão comigo e com Barnabé, para que nós fôssemos aos gentios, e eles à circuncisão; E, chegando Pedro à Antioquia, lhe resisti na cara, porque era repreensível.Porque, antes que alguns tivessem chegado da parte de Tiago, comia com os gentios; mas, depois que chegaram, se foi retirando, e se apartou deles, temendo os que eram da circuncisão.E os outros judeus também dissimulavam com ele, de maneira que até Barnabé se deixou levar pela sua dissimulação.Mas, quando vi que não andavam bem e direitamente conforme a verdade do evangelho, disse a Pedro na presença de todos: Se tu, sendo judeu, vives como os gentios, e não como judeu, por que obrigas os gentios a viverem como judeus?

Demonstramos assim uma divisão dichostasia inter eklesial que, permaneceu ou permeou a vida da Igreja, inclusive atingindo a sua liderança.

Contudo ao longo da existência da Igreja estas posições não atingiram o nível de Corinto, na questão da unidade cristã, nem permitiu Deus que, estas questões evoluíssem para a descaracterização do culto e das liturgias e até mesmo da entrada [até certo ponto] de heresia no seio da Igreja, como aconteceu em Corinto.

A questão partidária em Corinto na realidade

A ação partidária se aplica na Igreja?

O homem é um ser político; é a definição de homem de Aristóteles.

É impossível ter posição sem ser parcial.

É impossível neutralidade política, pois é inerente ao homem enquanto pensador e atuante na sociedade.

Na sociedade, desde a pequena comunidade, mesmo a família, a diversidade representa posição política...por isto é que as diversidades podem se opor e amadurecer decisões.

As definições acima podem ser utilizadas no âmbito da Igreja?

Entendemos que não. Contrariamente ao texto filosófico a Igreja é interpretada como a sociedade dos tirados para fora para uma assembléia – definição de Eclésia – sendo assim, fomos tirados para fora por termos um único e absoluto assunto Jesus Cristo, Fundamento da Igreja.

Eis o pensamento norte da Igreja.

Portanto a idéia de Igreja é formatada no seguinte pensamento divino:

Corpo de Cristo.

Unidade

União

Cabeça

Comunhão

Fraternidade

Ser de Cristo

Mente de Cristo

Um só Senhor

Uma só fé

I Co.10.2:E todos foram batizados em Moisés, na nuvem e no mar,3 E todos comeram de uma mesma comida espiritual,4 E beberam todos de uma mesma bebida espiritual, porque bebiam da pedra espiritual que os seguia; e a pedra era Cristo..11 Ora, tudo isto lhes sobreveio como figuras, e estão escritas para aviso nosso, para quem já são chegados os fins dos séculos.16 Porventura o cálice de bênção, que abençoamos, não é a comunhão do sangue de Cristo? O pão que partimos não é porventura a comunhão do corpo de Cristo?17 Porque nós, sendo muitos, somos um só pão e um só corpo, porque todos participamos do mesmo pão.

11 Mas um só e o mesmo Espírito opera todas estas coisas, repartindo particularmente a cada um como quer.12 Porque, assim como o corpo é um, e tem muitos membros, e todos os membros, sendo muitos, são um só corpo, assim é Cristo também.13 Pois todos nós fomos batizados em um Espírito, formando um corpo, quer judeus, quer gregos, quer servos, quer livres, e todos temos bebido de um Espírito.14 Porque também o corpo não é um só membro, mas muitos. 25 Para que não haja divisão no corpo...27 Ora, vós sois o corpo de Cristo, e seus membros em particular.28 E a uns pôs Deus na igreja, primeiramente apóstolos, em segundo lugar profetas, em terceiro doutores, depois milagres, depois dons de curar, socorros, governos, variedades de línguas.29 Porventura são todos apóstolos? são todos profetas? são todos doutores? são todos operadores de milagres?30 Têm todos o dom de curar? falam todos diversas línguas? interpretam todos?31 Portanto, procurai com zelo os melhores dons; e eu vos mostrarei um caminho mais excelente.

Esta passagem revela certas particularidades da Igreja como Corpo de Cristo:

Formamos um corpo através de Cristo.

Bebemos da mesma pedra espiritual.

Todos temos uma comunhão pelo sangue de Cristo - o cálice de bênção.

Todos nós fomos batizados em um Espírito

Formamos um corpo

Finalidade:

Para que não haja divisão no corpo

As habilidades individuais não são para criar dissensão ou partidarismo no seio da Igreja:

Pôs Deus na igreja:

Primeiramente apóstolos,

Em segundo lugar profetas,

Em terceiro doutores,

Depois milagres,

Depois dons de curar,

Socorros,

Governos,

Variedades de línguas.

Mas nem todos têm, todos os dons, tendo em vista esta idéia, o Apóstolo Paulo explica-nos, o que acontece com o uso destes dons:

Edificação da Igreja, como Corpo e não para disputa de quem fala mais línguas, interpreta mais, etc.

Diversidade não é propriedade:

Porventura são todos apóstolos?

São todos profetas?

São todos doutores?

São todos operadores de milagres?

Têm todos o dom de curar?

Falam todos diversas línguas?

Interpretam todos?

Demonstrando que a diversidade é exatamente para que não haja disputa ou partidarismo, pois os dons são complementares no exercício da fé existente no seio da Igreja, para mantê-la sempre atuante.

I Co. 1.13: será que Cristo está dividido?

União não rima com partidarismo: “e que não haja dissensões entre vós; antes sejais unidos no mesmo pensamento e no mesmo parecer”.

O absalonato ou Síndrome de Absalão:

Muitos obreiros têm sofrido desta síndrome, querem dividir o povo e o povo é atacado por esta doença, separa-se, sede de congregações, sob a alegação que na sede o culto é frio ou formal, nas congregações [caso das Igrejas pentecostais, como as Assembléias de Deus], os cultos são fogo puro; na sede o pastor não olha a forma da membresia se vestir ou se pentear, nas congregações, se mantém a verdadeira “doutrina”, são formas de dividir uma Igreja local, sem o ter no coração o sentimento de que isto esta acontecendo, como aconteceu em Corinto.

Adulam o povo que não é seu, é de Deus, mas está sob a direção do pastor-presidente ou do dirigente da Igreja.

Oferecem uma aparente melhor e futura situação da Igreja, dizem eles “se estivesse sob a minha direção seria diferente”.

Infelizmente muitos dirigentes de congregações, digo no formato assembleiano, quando sua congregação vai bem, ele passa a ter um comportamento junto aos seus membros, posicionando-se como melhor do que o pastor -presidente.

Mas, muitos têm pasta de presidente, terno de presidente, pose de presidente, mas não tem a chamada de presidente. Os objetos indicados aqui são uma metáfora para entendimento da moral da frase, pois não é a roupa, ou objetos, que faz o líder.

Uso aqui a frase que cunhei num dos textos publicados meses atrás:

A paciência é verdadeira forja de um bom líder.

Tem aqueles que dizem:

“Eu não obedeço a homem, só a Deus”.

“AH! Quem vai falar é fulano, deste eu não gosto”.

“Fulano é melhor pregador do que o pastor”.

“Fui numa Igreja este domingo, aquilo sim é que é Igreja, o pastor veio me cumprimentar”.

Lógico o pastor é educado e você é visita, ele tem a obrigação de te cumprimentar.

Mas, basta o pastor da Igreja que o tal freqüenta passar rápido, para resolver um problema e não cumprimenta-lo que ele vai dizer: “não te falei, este pastor agora nem cumprimenta mais ninguém”; aí vem o pastor dirigente de congregação que, não vai resolver nenhum assunto na sede, abraça cumprimenta, afaga, já com a síndrome de Absalão, e ele diz: “este é que devia ser o pastor”.

II Sm. 15.1.ss; Aconteceu depois disso que Absalão adquiriu para si um carro e cavalos, e cinqüenta homens que corressem adiante dele. E levantando-se Absalão cedo, parava ao lado do caminho da porta; e quando algum homem tinha uma demanda para, vir ao rei a juízo, Absalão o chamava a si e lhe dizia: De que cidade és tu? E, dizendo ele: De tal tribo de Israel é teu servo; Absalão lhe dizia: Olha, a tua causa é boa e reta, porém não há da parte do rei quem te ouça. Dizia mais Absalão: Ah, quem me dera ser constituído juiz na terra! Para que viesse ter comigo todo homem que tivesse demanda ou questão, e eu lhe faria justiça. Sucedia também que, quando alguém se chegava a ele para lhe fazer reverência, ele estendia a mão e, pegando nele o beijava... desse modo Absalão furtava o coração dos homens de Israel.

Cuidado com os beija-mãos, que querem dividir o povo de Deus prometem tudo, sem ter nada, pois tudo, a Obra inteira é de Deus. I Co.1.29:...para que nenhum mortal se glorie na presença de Deus.

I Co.4.1.ss: Que os homens nos considerem, pois, como ministros de Cristo, e despenseiros dos mistérios de Deus. Ora, além disso, o que se requer nos despenseiros é que cada um seja encontrado fiel. Todavia, a mim mui pouco se me dá de ser julgado por vós, ou por qualquer tribunal humano; nem eu tampouco a mim mesmo me julgo. Porque, embora em nada me sinta culpado, nem por isso sou justificado; pois quem me julga é o Senhor. Portanto nada julgueis antes do tempo, até que venha o Senhor, o qual não só trará à luz as coisas ocultas das trevas, mas também manifestará os desígnios dos corações; e então cada um receberá de Deus o seu louvor.Ora, irmãos, estas coisas eu as apliquei figuradamente a mim e a Apolo, por amor de vós; para que em nós aprendais a não ir além do que está escrito, de modo que nenhum de vós se ensoberbeça a favor de um contra outro.

Estes comportamentos aparentemente, não ocorreram em Corinto, pela iniciativa dos Obreiros que por ali passaram, mas surgiu dentro do povo, talvez incentivado por um líder ou segmentos locais, ou seja, o próprio povo elegeu para si o lado, que lhes parecia melhor estar.

-Uns gostavam da eloqüência de Apolo;

-Outros gostavam da forma adaptável de Pedro, principalmente por estar ao lado daquele que foi do círculo íntimo da Jesus Cristo e judeu como alguns;

-Outros gostavam de se denominar de Jesus Cristo, afinal estavam ao lado do Senhor, mas se esqueciam do fundamento da união e da acepção de pessoas e que Jesus Cristo morreu para arrebentar a parede da separação, entre os povos; Esta posição parece ainda continuar existindo entre membros das nossas Igrejas.

Outros achavam melhor estar ao lado do próprio Paulo, afinal fora ele o “fundador do trabalho”, esquecendo de quem morreu por todos foi Jesus Cristo.

Uma lição de fidelidade para nós:

I Co.1.11: Pois a respeito de vós, irmãos meus, fui informado pelos da família de Cloé que há contendas entre vós. Quero dizer com isto, que cada um de vós diz: Eu sou de Paulo; ou, Eu de Apolo; ou Eu sou de Cefas; ou, Eu de Cristo. será que Cristo está dividido? foi Paulo crucificado por amor de vós? ou fostes vós batizados em nome de Paulo?

I Co. 4.1.2: Que os homens nos considerem, pois, como ministros de Cristo, e despenseiros dos mistérios de Deus. Ora, além disso, o que se requer nos despenseiros é que cada um seja encontrado fiel.

Meninos mudam de amigos e líderes conforme a semana ou o dia, mas nós os crentes e os de Corinto, são ensinados por Paulo que a vida cristã é uma vida de fidelidade a Deus.

Cada líder teve a sua importância:

Paulo plantou a semente do godspel no coração dos corintos

Ensinou-os por 1 ano e seis meses, pelo caráter de sua missão, ser plantador de Igrejas. Atos 18. 23: E, tendo demorado ali algum tempo, partiu, passando sucessivamente pela região da Galácia e da Frígia, fortalecendo a todos os discípulos.

Apolo com sua eloqüência e conhecimento apurado e poder de convencimento dados por Deus regou a Igreja.

Atos 18. 24.ss: Ora, chegou a Éfeso certo judeu chamado Apolo, natural de Alexandria, homem eloqüente e poderoso nas Escrituras. Era ele instruído no caminho do Senhor e, sendo fervoroso de espírito, falava e ensinava com precisão as coisas concernentes a Jesus...Ele começou a falar ousadamente na sinagoga: mas quando Priscila e Áqüila o ouviram, levaram-no consigo e lhe expuseram com mais precisão o caminho de Deus. Querendo ele passar à Acáia, os irmãos o animaram e escreveram aos discípulos que o recebessem; e tendo ele chegado, auxiliou muito aos que pela graça haviam crido. Pois com grande poder refutava publicamente os judeus, demonstrando pelas escrituras que Jesus era o Cristo.

Os Partidos de Corinto e seus escolhidos:

1-O Partido da eloqüência:

Apolo

2-O Partido dos adaptáveis e defensores de uma ligação, com os reconhecidos, por eles, verdadeiros Apóstolos de Jerusalém;

Cefas

3-O Partido dos próximos de Cristo:

Jesus Cristo

4-O Partido dos que reconheciam o ministério apostólico de Paulo:

Apóstolo Paulo - O comissionamento de Paulo como Apóstolo é uma questão chave nesta epístola, no entanto Paulo a minimizou.Preste atenção no texto e veja como isto influenciou a questão do partidarismo em Corinto.O grupo de oposição a Paulo bateu firme na tecla da sua autoridade Apostólica.

I CORINTIOS 15.1.ss: Ora, eu vos lembro, irmãos, o evangelho que já vos anunciei; o qual também recebestes, e no qual perseverais, pelo qual também sois salvos, se é que o conservais tal como vo-lo anunciei; se não é que crestes em vão. Porque primeiramente vos entreguei o que também recebi: que Cristo morreu por nossos pecados, segundo as Escrituras; que foi sepultado; que foi ressuscitado ao terceiro dia, segundo as Escrituras; que apareceu a Cefas, e depois aos doze; depois apareceu a mais de quinhentos irmãos duma vez, dos quais vive ainda a maior parte, mas alguns já dormiram; depois apareceu a Tiago, então a todos os apóstolos; e por derradeiro de todos apareceu também a mim, como a um abortivo. Pois eu sou o menor dos apóstolos, que nem sou digno de ser chamado apóstolo, porque persegui a igreja de Deus.

I Co. 3.21: Portanto ninguém se glorie nos homens;

Não coloque lideres em pedestais, mas olhemos para o alvo que é Jesus Cristo, um dos erros de Corinto.

Hb.12.2: fitando os olhos em Jesus, autor e consumador da nossa fé, o qual, pelo gozo que lhe está proposto, suportou a cruz, desprezando a ignomínia, e está assentado à direita do trono de Deus.

Quando o Apóstolo Paulo cita o texto: I Co. 3.7: De modo que, nem o que planta é alguma coisa, nem o que rega, mas Deus, que dá o crescimento. Ora, uma só coisa é o que planta e o que rega; e cada um receberá o seu galardão segundo o seu trabalho. Porque nós somos cooperadores de Deus; vós sois lavoura de Deus e edifício de Deus. Segundo a graça de Deus que me foi dada, lancei eu como sábio construtor, o fundamento, e outro edifica sobre ele; mas veja cada um como edifica sobre ele. Porque ninguém pode lançar outro fundamento, além do que já está posto, o qual é Jesus Cristo.

Ele expõe claramente aos coríntios a situação que eles se encontravam, ou seja, criaram partidos no seio da Igreja, sem discernir o corpo do Senhor, desconheciam como meninos mimados a grandeza do sacrifício da cruz e daquele que dá o crescimento á Sua Igreja, Jesus Cristo.

Pela graça;

O fundamento já está posto, Jesus Cristo;

A ação dos outros líderes não foi em vão, mas se não fossem Apolo ou Cefas seriam outros que Deus usaria para dar crescimento ao trabalho, através da sua ação pelo Espírito Santo na vida de quem ele queira ou quisesse usar.

De quem era ou a quem pertence a Igreja:

Seja Corinto, seja no Amazonas, seja no sul ou no norte a Igreja é de Jesus Cristo.

I Co. 1. 30,31: Mas vós sois dele, em Cristo Jesus, o qual para nós foi feito por Deus sabedoria, e justiça, e santificação, e redenção; para que, como está escrito: Aquele que se gloria, glorie-se no Senhor.

Lição para nossos dias:

Portanto, não há mérito algum humano, apenas mérito divino na ação de estabelecer a Igreja.

Se os de Corinto entendessem isto não estariam em tão grave situação espiritual, com guerras e porfias internas e até mesmo pecados.

Paulo sabia que o trabalho humano era apenas uma maneira de Deus usar homens espirituais, para semear a sua Graça entre homens carnais. O árduo trabalho de semear Igrejas e apascentá-las era reconhecido apenas por Deus.

I Co. 4. 9: Porque tenho para mim, que Deus a nós, apóstolos, nos pôs por últimos, como condenados à morte; pois somos feitos espetáculo ao mundo, tanto a anjos como a homens. Até a presente hora padecemos fome, e sede; estamos nus, e recebemos bofetadas, e não temos pousada certa, e nos afadigamos, trabalhando com nossas próprias mãos; somos injuriados, e bendizemos; somos perseguidos, e o suportamos; somos difamados, e exortamos [nota: podemos ler: animamos]; até o presente somos considerados como o refugo do mundo, e como a escória de tudo.

Quem era o alvo de Deus encaminhar homens com determinadas características era a própria Igreja, no caso a de Corinto.

O desafio era ajudar as pessoas a compreender o pluralismo dos ministérios, sem fazer opções a grupos pessoas, sem fazer julgamento, mantendo o diálogo entre os envolvidos.

Um outro fator que, preocupava Paul, eram as colisões doutrinárias desenvolvidas ao lado das diferentes correntes filosóficas, “verdades” apresentadas no cotidiano, umas radicais outras “liberais” favorecendo contradições de idéias e deflagrando a dissensão entre os corintos.

Mesmo quando Paulo cita direta e por vezes, indiretamente a Apolo, nos versículos 5 ao 11 do capítulo 3, ele não o faz de forma desrespeitosa, mas apenas apresenta como que, um desafio para os líderes das igrejas a terem uma pregação e um ensino sadios.

Soberba cria divisão e partidarismo: “Ora, irmãos, estas coisas eu as apliquei figuradamente a mim e a Apolo, por amor de vós; para que em nós aprendais a não ir além do que está escrito, de modo que nenhum de vós se ensoberbeça a favor de um contra outro”.

Conclusão:

Fica para nós a lição, em boa hora, vide Convenção Geral, que o espírito do partidarismo é algo a ser extirpado de nosso meio, pois quem morreu pela Igreja está à dextra de Deus aguardando a Noiva, Jesus Cristo!

Aquele que partidarizar a Igreja corre sério risco de ser considerado pelos seus pares de menino ou para ser menos incisivo de menos espiritual.

O valor da obra de cada um se manifestará no Dia da volta do Senhor.

Cada líder se colocará responsavelmente perante o Senhor – Arquiteto e Sábio Construtor da Igreja.

Mt.16.18:... e sobre esta pedra edificarei a minha igreja

I Co. 3. 12.ss: E, se alguém sobre este fundamento levanta um edifício de ouro, prata, pedras preciosas, madeira, feno, palha, a obra de cada um se manifestará; pois aquele dia a demonstrará, porque será revelada no fogo, e o fogo provará qual seja a obra de cada um. Se permanecer a obra que alguém sobre ele edificou, esse receberá galardão. Se a obra de alguém se queimar, sofrerá ele prejuízo; mas o tal será salvo, todavia como que pelo fogo.

II Co. 5. 10: Porque é necessário que todos nós sejamos manifestos diante do tribunal de Cristo, para que cada um receba o que fez por meio do corpo, segundo o que praticou, o bem ou o mal.

Fonte:

POLÍTICO X PARTIDÁRIO - Selito Durigon Rubin –

Publicado em Letras Santiaguenses- Ano XI – nº64 – Santiago /RS -julho/agosto- 2006, p.07

TheFreeDictionary

Alcides Alves - Estudante de Filosofia e Ciências da Religião.

Bíblia de Estudo - Aplicação Pessoal -CPAD

Bíblia Explicada – Cpad

Apóstolo Paulo – J.Becker

Lição – CPAD

Bíblia Plenitude – SBB

Bíblia digital - cortesia Tio Sam.

Nenhum comentário:

Seguidores

Ocorreu um erro neste gadget

Geografia Bíblica-Texto-Local!

Para quem estuda a Arqueologia - Mapas do Antigo Testamento e do Novo Testamento.
Viaje à Terra Santa pelo seu PC, ou qualquer lugar citado na Bíblia! Com ela você pode através do texto que está lendo ter acesso ao local onde ocorreu o fato bíblico! Forma gratuita, é só clicar e acessar:

Ser Solidário

Seja solidário
"Um dia vieram e levaram meu vizinho que era judeu. Como não sou judeu, não me incomodei. No dia seguinte, vieram e levaram meu outro vizinho que era comunista. Como não sou comunista, não me incomodei . No terceiro dia vieram e levaram meu vizinho católico. Como não sou católico, não me incomodei. No quarto dia, vieram e me levaram; já não havia mais ninguém para reclamar..."
Martin Niemöller, 1933

Doutrina


O Credo da Assembléia de Deus
A declaração de fé da Igreja Evangélica Assembléia de Deus não se fundamenta na teologia liberal, mas no conservadorismo protestante que afirma entre outras verdades principais, a crença em:
1)Em um só Deus, eternamente subsistente em três pessoas: o Pai, o Filho e o Espírito Santo (Dt 6.4; Mt 28.19; Mc 12.29).
Pacto de Lausanne – Suíça
Teses de Martinho Lutero
95 Teses de Lutero
Clique e acesse todo texto.

Ensino Dominical